Na república lulista, até dona Marisa fazia pedidos ao arrepio da lei

Dona Marisa queria naturalizar ilegalmente o espanhol José Lopez Feijoo, amigo de Lula, mas levou um sonoro "não" de Tuma Júnior.



A notícia de que o sindicalista espanhol José Lopez Feijoo furou a fila e obteve nacionalidade brasileira no prazo recorde de apenas duas semanas, é bastante conhecida, como também é conhecida a informação de que ele foi ilegalmente nomeado assessor da secretaria Geral da Presidência no dia 2 de maio de 2011.

. Gente há sete anos na fila para buscar a naturalização foi preterida.

. Em duas semanas, a naturalização de Feijoo percorreu a jato sete instâncias da Polícia Federal, até chegar ao gabinete do ministro da Justiça.

. O que pouca gente sabe é que o processo só caminhou depois da demissão do secretário nacional da Justiça, Romeu Tuma Júnior, que afrontou a mulher de Lula, Marisa Letícia, e o então ministro da secretaria especial dos Direitos Humanos,  Vanucchi.

. No seu livro "Assassinato de Reputações", o delegado conta como foi a prensa ilegal, indevida, indecorosa e aética que sofreu. Nas páginas 206 a 217, ele reproduz este diálogo:

Marisa Letícia - É o presidente da República que está pedindo (a imediata naturalização de Feijoo).
Vannuchi - O presidente quer nomeá-lo diretor do BNDES, mas ele precisa ser cidadão brasileiro.Lula já falou para o Tarso, e não sai..

. José Lopez foi dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos e da CUT, como Lula.

. A resistência de Tarso e de Tuma Júnior, vencida depois que ambos saíram do governo, impediu que Feijoo fosse para a diretoria do BNDES, como impediu sua nomeação para o lugar do ministro Carlos Lupi.


. Tuma Júnior encerra o capítulo, demonstrando que as relações permissivas e as pressões indevidas, não partiam apenas da amante de Lula, Rosemary, mas também da própria esposa, dona Marisa. 

FHC investe contra Joaquim Barbosa. Ele prefere governos do tipo geléia geral, como foram os do PSDB e do PT.

Continua repercutindo a entrevista que o ex-presidente FHC concedeu ao programa Manhattan Connection, da Globonews. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse que possível candidatura do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, à Presidência "é um sinal de fraqueza institucional"; para ele, quando a sociedade enxerga em Barbosa "um salvador" é a mostra de que a democracia no Brasil ainda não está consolidada. FHC frisa também que presidente do STF "não tem traquejo" e uma candidatura do ministro ao Planalto seria uma "aventura". Ele insiste com a tese, ao avisar:

- Não creio que ele tenha as características necessárias para conduzir o Brasil.

. Não é a primeira vez que FHC erra nas avaliações que faz.

. Não se pode alegar falta de traquejo para um ministro do STF, seu presidente, que consegue levar a termo e à prisão os mais perigosos políticos da história contemporânea do Brasil, justamente os membros da organização criminosa do Mensalão, homens que ocuparam os mais altos cargos do governo em pleno exercício. 

- Aquilo que FHC chama de traquejo, que é a esperta malemolência de governantes malandros, no caso de Joaquim Barbosa chama-se gestão eficaz com autoridade. É o que precisa a sociedade brasileira. 

4 milhões de gaúchos aquecem vendas nas praias do RS

A migração recorde de cerca de 35% dos gaúchos - 4 milhões de pessoas - para as praias, resultou em um crescimento médio de 10% nas vendas dos supermercados gaúchos durante as festas de Ano-Novo, calculadas em relação à mesma festividade do ano passado.

Natal e Ano Novo empurraram vendas dos supermercados gaúchos em dezembro

Depois de atingirem um crescimento de 9% nas vendas de produtos para o Natal, os supermercados gaúchos alcançaram um incremento de 5% nas vendas, na semana anterior ao Ano-Novo, na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo o presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo, o calor registrado nos últimos dias contribuiu decisivamente para o resultado, que também foi puxado pelo crescimento populacional, pelo pleno emprego e pelo aumento das reuniões em família neste final de ano. “Neste mês de dezembro, os supermercados gaúchos receberam em média 3% mais clientes que em 2012”, lembra Longo.

. O item mais vendido na semana anterior ao Réveillon foi a cerveja, ainda que o produto tenha registrado um crescimento de apenas 5% nas vendas em relação ao Ano-Novo de 2012. A água mineral, como crescimento de 30% nas vendas, foi outro destaque, seguida por produtos como refrigerantes (+8%), frutas (+15%) e sorvetes (+20%). Os cortes suínos de carne, com incremento de 5% nas vendas, e os espumantes, que cresceram 15%, foram os dois produtos mais vendidos nesta segunda e terça-feiras imediatamente anteriores à festa da virada de ano. “97% das 4,8 milhões de garrafas de espumantes vendidas pelos supermercados gaúchos foram produzidas no RS, e o crescimento foi puxado sobretudo pelos moscatéis”, destaca o presidente da Agas.

. O setor supermercadista gaúcho deverá finalizar o ano com estes números:
Faturamento: R$ 24,4 bilhões
Nº de lojas: 4,3 mil
Nº de empregados diretos: 91,1 mil

Projeções para 2014 – 75% dos supermercadistas pretendem ampliar ou reformar lojas em 2014. Com o endividamento das famílias e consumidores cada vez mais atentos e cautelosos, a expectativa é de que o crescimento real do setor para 2014 varie de 3% a 5%.

Contabilidade criatriva: Tarso assume déficit "responsável" no RS

Fizemos o que chamo de déficit responsável, como é o caso desse dinheiro da CEEE. O País teve um crescimento baixo, mas o Estado se saiu bem, tanto na agricultura quanto na indústria. Temos planejamento, mas contamos com a renegociação da dívida com a União, projeto do qual eu estive à frente.” Tarso Genro, governador.


“Temos uma dívida infinita e impagável. Com o projeto que apresentamos, teremos uma dívida finita e pagável.” Também Tarso Genro.

- Tudo o que está acima reflete declarações irresponsáveis do governador Tarso Genro, que em apenas três anos de governo produziu rombos impagáveis nas contas públicas, usando de medidas voluntaristas, demagógicas, desastrosas e perdulárias. 

CLIQUE AQUI para ler o artigo do economista Darcy Francisco Carvalho dos Santos, "Rumo à ingovernabilidade".

Se Sartori pretender a dissidência, vamos contra, ameaça Eliseu Padilha, que quer apoiar Dilma e o PT

A entrevista a seguir foi feita pelo repótrer Luis Macedo, Jornal do Comércio de Porto Alegre. Eliseu Padilha investre contra José Ivo Sartori, mas esquece que com Sartori está a maioria da bancada estadual, a maioria da bancada federal e líderes expressivos como José Fogaça, Pedro Simon, Ibsen Pinheiro e Luiz Ponte. Leia:

Não são os 68 anos de idade que fazem de Eliseu Padilha, natural de Canela, ser chamado de “cacique” do PMDB. Desde 1995, o ex-prefeito de Tramandaí é deputado federal. Sendo que, em 1997, assumiu como ministro dos Transportes no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Ao longo da vida política, iniciada em 1966, no antigo MDB, Padilha acumula uma série de ações que o colocam como uma das principais lideranças do PMDB gaúcho ao lado do senador Pedro Simon. No entanto, ao contrário de Simon, Padilha tem mais trânsito no PMDB nacional por estar próximo a peemedebistas questionados no Rio Grande do Sul, como José Sarney.

Nesta entrevista concedida ao Jornal do Comércio, Eliseu Padilha chama de “incoerente” qualquer movimento interno do PMDB que se afaste do projeto nacional, que é o de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) e do vice Michel Temer (PMDB). O título da reportagem diz tudo, ou seja, Padilha vai trabalhar intensamente para que o candidato ao Palácio Piratini tenha disposição de apoiar o projeto nacional. Para o deputado federal, o candidato natural do PMDB ao governo gaúcho seria Germano Rigotto, ex-governador que pleiteia ser o escolhido para disputar o Senado Federal com a provável aposentadoria de Pedro Simon. Padilha frisou que, se José Ivo Sartori, defendido por alas internas para ser o candidato ao Piratini, não apoiar o projeto nacional, vai trabalhar contra a sua aclamação na convenção interna.

Jornal do Comércio – Como o senhor vê a possibilidade de dissidência no PMDB gaúcho sobre o apoio ao projeto nacional Dilma-Temer?


Eliseu Padilha - Algum estado pode querer abrir uma dissidência quanto à posição do PMDB nacional. Esta distinção tem de ser feita, pois admitirmos que qualquer estado possa votar em quem quiser, sem fidelidade e coerência política ao projeto nacional, é um absurdo. Esta hipótese não existe. Eu e quem seguir a minha posição no Rio Grande do Sul vamos votar e fazer campanha para Michel Temer (vice-presidente da República), e, circunstancialmente, para o PT, com quem estamos aliados. O PMDB tem posição, sim. As dissidências passarão por convenção. Aqui no Estado, as associações de prefeitos e vereadores acreditam que temos que manter a coerência com o projeto nacional.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

FHC repete Passarinho ao defender Lula da acusação de alcaguete da ditadura: "Às favas todos os escrúpulos"

FHC repete o coronel Jarbas Passarinho, ao defender Lula da acusação de dedo-durismo durante a ditadura:
"Às favas os escrúpulos".



O livro Assassinato de Reputações continua boicotado pelas livrarias, TVs, jornais, rádios e universo político, inclusive oposição. Aliás, a oposição nem teria por que boicotar o livro, já que nem uma só linha ataca os seus interesses - até pelo contrário.

. O que há, que justifique todo o silêncio ensurdecedor de tanta gente ?

. Certamente o que move todos eles é também o que moveu o ex-presidente FHC a dizer que não acredita na informação de Tuma Júnior, segundo quem o ex-presidente Lula foi alcagüete da ditadura. FHC foi questionado no Manhattan Connection por Diogo Mainardi e respondeu que não acreditava na história.

. FHC não leu e não acreditou. Ele não examinou as 22 páginas da denúncia pormenorizada (leia link a seguir com toda a história verdadeira) e mesmo assim não acreditou. Para quem foi comensal de Lula no Aerolula, há menos de um mês, em visita ao Papa, nem tudo o que parece é, bastando usar a dialética esperta cultivada pelas raposas felpudas da baixa política. Acontece que dialética alguma pode afrontar a verdade dos fatos. FHC e Lula foram companheiros no final da ditadura, logo que FHC voltou do exílio e nem sabia que Lula era alcaguete da ditadura, caminhando os dois em marchas pela redemocratização. Mais tarde criaram seus Partidos, PT e PSDB, mas nunca deixaram de se proteger. No caso do Mensalão, FHC evitou a cassação de Lula. FHC sequer se surpreende com o silêncio ensurdecedor de Lula e do PT. Não há reação alguma. A tática é matar as denúncias no silêncio. Ninguém fala - e o assunto acaba morrendo. Em seguida, passado o efeito, Lula e o PT voltam a atacar. 

. Essa gente toda se protege, mesmo quando o adversário passa dos limites e forja dossiês para desmoralizar a própria mulher.

. FHC não é pior do que Prestes, que subiu ao palanque de Getúlio Vargas, mesmo depois de ter sido preso por ele durante 10 anos e ter sua mulher, Olga, enviada do cárcere para a morte nas câmaras de gás de Hitler.

. Escrúpulos ?

. Vale, no caso, a célebre frase do coronel Jarbas Passarinho, ao saltar da dúvida para a rendição moral, ao assinar o Ato Institucional número 5:


- Às favas, senhor presidente, neste momento, todos os escrúpulos de consciência."

CLIQUE AQUI para ler todos os dados - personagens, locais, datas, fatos - que demonstram que Lula foi alcaguete do Dops e da ditadura militar, atuando sob o codinome Barba.

Freeshops de fronteira operarão em 2014

A Receita Federal já enviou para o Ministério da Fazenda o texto proposto para a regulamentação dos freeshops brasileiros, aqueles que ficarão do lado de cá da fronteira. A lei foi aprovada em outubro de 2012, mas ainda precisa ser regrada por meio de uma portaria.

. A informação é do deputado federal Jerônimo Goergen, que esteve reunido com o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Freitas.

.A abertura dos freeshops, no entanto, ficará mesmo para 2014.

A Receita Federal alerta ainda que os municípios terão que elaborar leis específicas. Já está definido, no entanto, que brasileiros poderão comprar nos freeshops e não apenas os estrangeiros. Haverá o limite de US$ 300 por mês em compras

Lojas de shopping só funcionarão até as 18h em Porto Alegre

O comércio de Porto Alegre terá horário especial nesta terça-feira, dia 31 de dezembro, véspera de Ano Novo. As lojas de shoppings poderão funcionar até as 18h. Já o varejo de rua pode atender até as 19h.


. No dia 1º de janeiro, não pode ter atendimento com funcionários. A informação é do Sindilojas de Porto Alegre, com base em convenção coletiva dos trabalhadores.

Artigo, Denis Rosenfield - O embuste ideológico

O assassinato político tornou-se uma forma ‘corriqueira’ de a esquerda resolver os seus conflitos intestinos, escreve, hoje, em O Globo, o filósofo gaúcho Denis Rosenfield. Leia tudo:

O assassinato político de Jang Song-Thaek, tio e mentor político de Kim Jong-un, Líder Máximo da Coreia do Norte, apesar de grotesco, não deixa de ser algo, digamos, “normal”, dada a característica stalinista deste regime político. Nada muito diferente do que a esquerda totalitária fez na extinta União Soviética, nos hoje amplamente conhecidos Processos de Moscou, que eliminaram a velha guarda bolchevique.
Em outro célebre episódio, Trotsky primeiro foi apagado de uma foto junto a Lênin em uma comemoração revolucionária para, depois, ser “apagado” com uma machadinha na cabeça, no México. Quem perpetrou tal assassinato foi um agente de Stálin, Ramón Mercader, que acabou placidamente os seus dias, em Cuba, com todos os privilégios da nomenclatura castrista.
Nada tampouco distinto do que Mao fez na China. Os camaradas, amigos de ontem, tornavam-se os inimigos de hoje, taxados de contrarrevolucionários a serviço do capitalismo.
No Brasil, ainda atualmente, há os que admiram Marighella e a guerrilha do Araguaia, que compartilhavam das mesmas concepções marxistas. Há, em todos esses casos, uma patológica perversão das ideias.

O assassinato político tornou-se uma forma “corriqueira” de a esquerda resolver os seus conflitos intestinos. Processos jurídicos de fachada, tortura, acusações infundadas e mortes eram características próprias da esquerda no Poder. Não há sequer uma experiência histórica de compatibilização entre socialismo/comunismo e democracia. Lá onde o socialismo vingou, a democracia jamais germinou. Cuba e Coreia do Norte são rebentos deste período.

CLIQUE AQUI para ler mais. O texto prossegue. O edito recomenda a leitura atenta de tudo.

Candidatos do PT engalfinham-se para não serem candidatos ao Piratini

Já começaram a se engalfinhar os candidatos listados pelo governador Tarso Genro para disputar pelo PT o governo do RS, já que ele admite ir para casa ao final do mandato. É que Pepe Vargas, Jairo Jorge, Raul Pontr e Henrique Fotana, não querem nem ouvir falar no caso.

. Ninguém quer ser villaverdizado, que é como é chamado o candidato cristianizado pelo próprio Partido.


. Como se sabe, Cristiano Machado, 1946, foi rifado pelo próprio Partido, da mesma forma que Adão Villaverde foi villaverdizado em 2012 em Porto Alegre.

Helibrás denuncia governo gaúcho por licitação dirigida

O governo gaúcho não reagiu até agora às acusações da maior empresa brasileira de helicópteros, a Helibrás, que o acusa de dirigir a licitação para a compra de dois aparelhos novíssimos.

. Na impugnação que fez da licitação, alega a empresa de Minas:

- A licitação visou favorecer a concorrente. Se mantidas as exigências (...) apenas a aeronave Augusta AW 119Koala (...) seria capaz de atender as exigências.

. A Helibrás também acionou o Ministério Público.

O tempo será instável durante toda esta semana, até sexta. A temperatura neste último dia do ano em Porto Alegre poderá chegar a 34 graus (27 graus as 9h).

. O Clima Tempo prevê chuvas a partir desta tarde, tempo que permanecerá chuvoso até sexta-feira, mas só na quinta-feira a temperatura começará a cair.

CLIQUE AQUI para acompanhar as previsões.

Editorial, Folha - Contra a corrupção

O jornal Folha de S. Paulo escreve em editorial, hoje, que embora tenha avançado em casos importantes de desvio de recursos públicos, a Justiça deve celeridade em episódios de menor repercussão. O jornal refere-se ao caso do mensaleiro petista Zé Dirceu, para dizer que ele não tem mais recursos e deve apenas cumprir a pena para a qual foi condenado como bandido comum. Leia mais:

Carregado de simbolismo, o julgamento do mensalão chegou ao fim para a maioria dos réus neste ano. Diversas penas até já são cumpridas pelos condenados sem direito a mais nenhum recurso --situação, por exemplo, do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT).

. Também em 2013 remeteu-se ao Supremo Tribunal Federal (STF) a investigação sobre o escândalo do cartel em licitações do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) durante sucessivas administrações do PSDB no Estado de São Paulo.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Conherça as críticas da musa gaúcha do Greenpeace ao Pré-Sal

A ativista brasileira do Greenpeace, Ana Paula Maciel, que retornou ao Brasil no sábado (28), após ficar presa na Rússia por cem dias, por participar de um protesto contra a exploração de petróleo no Ártico, se posicionou também contrária à exploração do pré-sal. 

. Ana Paula fez declarações duras sobre o caso em entrevista para a Rádio Guaíba. O site www.brasil247.com.br, alinhado com o governo Dilma, repercutiu a informação com o texto a seguir:

Segundo ela, "é muito profundo, desnecessário" e coloca em risco parques marítimos como Abrolhos e Fernando de Noronha. Em tom bastante alarmista, ela vê risco de um acidente ambiental de grandes proporções e critica as empresas chinesas que fazem parte do consórcio que fará a extração do óleo. "São empresas tradicionalmente desleixadas em relação ao meio ambiente", afirma.
Ainda segundo a ativista, a exploração do pré-sal gera, automaticamente, poluição. "O problema é que nós pensamos dentro de uma geração sem pensar nas próximas", disse Ana Paula, frisando que a extração do petróleo da região do pré-sal deverá contribuir para a aceleração dos prejuízos ambientais em escala global.

As declarações de Ana Paula Maciel são um espécie de afronta à tecnologia. Ao falar até em possibilidade de grandes acidentes ambientais, por causa do pré-sal, ela desconsidera os avanços da engenharia do petróleo e não enxerga a geração de recursos que serão investidos em educação e saúde com a exploração do pré-sal em mares brasileiros.

- Em Porto Alegre, a gaúcha Ana Paula também criticou o preço das passagens de ônibus e reclamou da sujeira nas ruas da Restinga.

Gasto com pagamento de servidores cresce mais que receita no RS e em mais 21 Estados

O limite prudencial, 46,55% impede os governos de tomar empréstimos, promover contratações e conceder aumentos superiores ao nível da inflação. A Lei de Responsabilidade Fiscal só admite 49%. O RS piorou no governo Tarso, saindo dos 39,4% do governo Yeda para o total atual de 43,4%. Como Tarso não paga o piso salarial do magistério e ainda remeteu para outros governos aumentos salariais extraordinários, economistas como Darcy Carvalho dos Santos estimam que dentro de dois a três anos até a LRF será desrespeitada. O governo do Paraná, que passou de 45% para 48,7%, já não tem dinheiro para pagar fornecedores e aplica calotes neste final de ano.

A reportagem a seguir é da jornalista Daniel Bramatti , de O Estado de S.Paulo. Leia tudo:

. Os gastos com pagamento de pessoal são um fardo cada vez mais pesado para a maioria dos governos estaduais. Nos últimos três anos, nada menos que 22 das 27 unidades da Federação ampliaram a parcela da receita comprometida com salários de servidores ativos e aposentados. Em termos práticos, isso se traduz em menos investimentos e contas mais engessadas.

. Não se pode culpar o desempenho da arrecadação pela situação. Na média, a receita estadual cresceu 16% acima da inflação entre 2010 e 2013. Apenas três governadores tiveram perda de recursos. Em 19 Estados, o crescimento real da receita no período foi superior a 10%.

. O problema está mesmo localizado na ponta das despesas. Os gastos com pessoal nas 27 unidades da Federação cresceram 36% em termos reais desde 2010. No governo federal, o aumento foi de apenas 3%.

CLIQUE AQUI para ler tudo.