Análise do editor - A medíocre aluna de economia da Ufrgs, aplica pito público no respeitado doutor pela New School of Social Research

O pito que Dilma Roussef passou publicamente no seu ministro do Planejamento, obrigando-o a recuar no discurso sobre reajustes futuros do salário mínimo, comprova apenas que a presidente não apenas dispensa gestos de cordialidade, mas além disto não sabe nada de economia.

. Pior:
Dilma não sabe que não sabe.

. Se alguém se detiver a investigar as atividades relacionadas com o modo como ela foi gestora de assuntos relacionados com a economia, sobretudo finanças, nas passagens por cargos públicos no RS, compreenderá melhor o sentido deste comentário.

. O editor substituiu Dilma na secretaria da Fazenda e encontrou ali um cenário de devastação, resultado de gestão incompetente, indisciplinada e aventureira. Ela quebrou a prefeitura de Porto Alegre.

. O pito a Nelson Barbosa é vexatório, poque foi aplicado a um doutor respeitado, justamente por uma aluna medíocre de economia pela Ufrgs. O ministro é doutor pela New School of Social Research, o famoso reduto de neo-marxistas americanos. Teoricamente, ele estaria blindado contra a ignorância da sua atual chefe.

. Já passou a hora da Associação Brasileira dos Economistas preparar um abaixo assinado para expor claramente o festival de besteiras produzido pela presidente, expressando sua inconformidade com a ignorância econômica de Dilma, que presume possuir mestrado e doutorado, qualificações que durante algum tempo freqüentaram falsamente seus currículos.

. Há bastante tempo Dilma perdeu a modéstia e por isto comporta-se como idiota. 

. A próxima vítima dos ataques psíco-neuróticos será com certeza o ministro Joaquim Levy, detentor de um currículo profissional e acadêmico fantástico para qualquer padrão nacional e internacional.  

. Fica claríssimo que a totalidade dos erros da política econômica do primeiro governo dilmista deve-se a Dilma e não a Mantega. Este ministro de boa paz, em que pese não primar pelo brilhantismo intelectual, pode se considerado Prêmio Nobel frente a Dilma. 

Saiba porque Dilma citou "alma coletiva" em seu discurso de posse

O jornalista Claudio Tognolli chama a atenção para o seguinte trecho do discurso de posse da presidente Dilma, que segundo ele ninguém reparou:

- O nome de milhões de guerreiras anônimas que, voltam a ocupar, encarnadas na minha figura, o mais alto posto de nossa grande nação. Encarno outra alma coletiva que amplia ainda mais a minha responsabilidade e a minha esperança.

Eis o que o jornalista enxergou no uso da expressão "alma coletiva", expressão que Jung conceituou como algo de caráter fascista, usado e reusado à exaustão por caudilhos e ditadores como Getúlio e Hitler.

. Leia tudo:

Note bem o termo empregado: alma coletiva. O ghost writer do discurso de Dilma deixou bem claro a quem o termo alma coletiva se endereça.

Quem entende o mínimo de história do Brasil, e o mínimo de filosofia, deve ter tido um repuxão, um vazio no fígado, um bolo duro na garganta, ao ter ouvido o termo. Porque "alma coletiva" é definição empregada pelo nacional-socialismo, pelos nazistas, pelos caudilhos. Pelo totalitarismo religioso, enfim.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Aloysio chama ministro Berzoini de "aloprado" e convoca o povo a ir para as ruas combater ranço autoritário do governo do PT

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) decidiu cerrar fileiras para defender a liberdade de imprensa, novamente ameaçada pelos arreganhos do governo petista de Dilma Roussef, conforme declaraçõdeste final de semana do seu aloprado ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini. Berzoini é outro exemplar do governo corrupto do PT, que quer calar a imprensa para que ela não denuncie os crimes cometidos diariamente contra o povo brasileiro. 

. Neste sábado, o senador divulgou uma nota contra o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, em que, além de chamá-lo de 'aloprado', o acusa de planejar um crime. Qual seria? Debater a regulação dos meios de comunicação no Brasil, como meio de amordaçar a imprensa e censurar os jornalistas, tal como ocorre na Venezuela, na Coréia do Norte e em Cuba.

. Leia, abaixo, a nota publicada por Aloysio Nunes neste sábado:

. O líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes Ferreira (SP), alertou neste sábado (03/01) sobre o risco à liberdade de imprensa por parte do novo ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, que propõe a regulação econômica da mídia.

A seguir, a íntegra da declaração de Nunes Ferreira. 
"O traço de união capaz de congregar em uma linha de ação comum facções rivais do campo lulo-petista e também os grupelhos da esquerda anti-democrática é a proposta celerada a cargo do novo ministro das Comunicações, o "aloprado" [Ricardo] Berzoini: o controle da imprensa, conforme ele anunciou ontem no discurso de posse. 

Todos os que se opõem ao governo Dilma têm o dever de se unir no Congresso e nas ruas para o combate sem trégua a essa tentativa criminosa. O que está em jogo é a liberdade de expressão, cerne da vida democrática. Essa é a prioridade das prioridades.

Globo faturou 9,78% mais em 2014. Valor total foi a R$ 16 blhões.

Acabam de sair os números de faturamento da Globo: R$ 16 bilhões. Isto representa aumento de 9,7% sobre o ano anterior.

. O crescimento se deu a despeito da queda contínua de audiência. Entre 2013 e 2014, ela recuou de 14,3 para 13,5 pontos do Ibope, de sete da manhã à meia-noite.

. Nesta semana, os Marinho, família midiática mais rica do mundo (com US$ 21 bilhões), publicaram editorial contra a taxação de grandes fortunas

Dilma passsa pito no seu ministro do Planejamento, que se obriga a dizer que regra do reajuste real do mínimo não muda

Um dia depois de assumir como ministro do Planejamento, o economista Nelson Barbosa levou a primeira enquadrada da presidente Dilma Rousseff;. O motivo: ele havia anunciado mudanças na regra de correção do salário mínimo. Irritada ao ler as manchetes dos jornais na base naval de Aratu (BA), onde descansa, Dilma ligou para o ministro e determinou a publicação de uma nota; "A proposta de valorização do salário mínimo a partir de 2016 seguirá a regra de reajuste atualmente vigente".

. A nota deste sábado é um sinal contundente de que Dilma não terceirizou a condução da política econômica

Brigada protestará com operação padrão a partir do dia 15

Ainda desconhecido do grande público, o Movimento Independente Pró-BM, promete paralisar as atividades da Brigada Militar a partir do dia 15.

. Nenhuma denúncia será apurada a partir da data. O policiamento ostensivo e preventivo continuará sendo feito normalmente.

. Trata-se de protesto contra assassinatos de brigadianos nas ruas do RS. Eles também protestam porque o governo do PT deixou-s sem coletes a prova de balas, com balas com prazos vencidos de validade e equipamentos sucateados.

Tarifa de água de Porto Alegre aumentará apenas 3,69%. Índice baixo é resultado da boa administração, diz o Dmae.

A tarifa de água em Porto Alegre terá reajuste de apenas 3,69% este ano. O aumento será aplicado a partir de 1o de fevereiro. Este índice corresponde à metade do número da inflação anual medida pelo IPCA.

. O diretor Geral do Dmae, Flávio Presser, disse que o pequeno reajuste deve-se à competente administração da administração Fortunati na área de saneamento.Só em despesas correntes, o Dmae economizou R$ 40 milhões no ano passado.

. Flávio Presser será o novo presidente da Corsan.

Freeway calcula retorno de 165 mil carros para a Grande Porto Alegre. Conselho é voltar antes.

Os motoristas que irão pegar a estrada entre sábado e segunda-feira precisarão fugir dos horários de pico se quiserem evitar tranqueiras nas estradas. Com o crescimento da frota em circulação no Estado e o feriado prolongado de Natal e Ano-Novo, o retorno deverá ser com prováveis congestionamentos nas principais rodovias estaduais e federais.

. A Triunfo/Concepa, que administra a freeway, estima que 165 mil veículos irão voltar do Litoral Norte nos próximos dias. na virada de 2013 para 2014, não mais do que 85 mil veículos se deslocaram para as praias — e ainda assim houve registro de engarrafamentos.

. Para evitar contratempos, especialistas recomendam evitar os horários de maior movimento e planejar a viagem com antecedência.

Dilma volta à Bahia para descansar. E levou junto a filha, a mãe, a tia e o neto. Ela ficará na paradisíaca e luxuosa base naval de Aratu.

Depois de tomar posse do seu segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff embarcou nesta sexta-feira novamente para a praia de Inema, na Base Naval de Aratu, próxima a Salvador, onde vai descansar durante o fim de semana com a família.

. Por volta das 17h, horário local, 18h no horário de Brasília, ela desembarcou na Bahia com parentes, entre eles a mãe, a tia, a filha e o neto.

.  Dilma também passou o Natal em Inema.

Próximo presidente da Câmara diz que vai barrar projeto do PT que tenta amordaçar a imprensa no Brasil

Com a eleição assegurada para a presidência da Câmara, o deputado Eduardo Cunha deixou claro, ontem, que vai barrar a tentativa do governo Dilma de amordaçar a imprensa e censurar os jornalistas, segundo anunciou o ministro Berzoini nesta sexta-feira.

. Ontem, no seu Twitrter, disse Cunha:

- Quero reafirmar que seremos radicalmente contrários a qualquer projeto que tente regular de qualquer forma a mídia”, disse ele no Twitter.

. O presidente da Câmara tem condições de barrar qualquer projeto autoritário do governo do PT.

A habilidade política de Cairolli

Quem imaginou que o vice-governador José Cairolli pudesse ser uma espécie de Paulo Feijó II, enganou-se muito.

. Ao contrário de }Feijó, um cristão novo na política, Cairolli tem a política no sangue. No governo Collares, ele presidiu o BRDE durante quatro anos.

. Sobreviver durante tanto tempo num governo trapalhão, incompetente e destemperado como o de Collares, exigiu muito jogo de cintura de todos os que ficaram ali.

Nota do editor - O editor foi secretário e chefe da Casa Civil do governo Collares. Ao contrário do que seus adversários e caluniadores imaginam, foi ele quem se demitiu, o que quer dizer que não foi demitido. Na época no PDT, de cujo Partido era vice-presidente estadual, o editor reagiu a uma tentativa de assassinato de reputação por parte do governador, mandando-o na mesma hora para a lata do lixo da história e denunciando-o pela mídia. A história está contada em detalhes, com nomes, fatos, dias, horários, no livro "A Casa Civil". O editor possui exemplares para quem quiser saber o que aconteceu, mas terá que pagar R$ 50,00 por exemplar. É só pedir via e-mail polibio.braga@uol.com.br Duas tiragens de mil exemplares cada resultaram esgotadas em poucas semanas. Antes de ir para a Casa Civil, embora no PDT, o editor não votou em Collares para governador, mas votou em branco. O convite para o cargo foi feito depois das eleições e de um acordo político. A idéia de assumir o cargo foi a de salvar o governo, tal como o editor fez na prefeitura de Porto Alegre, quando recuperou as finanças municipais, depois que Collares, Neuza e Dilma Roussef tinham quebrado com tudo. Graças a isto, o candidato do PDT venceu a disputa pelo Piratini, apenas dois anos depois.  




Jóias da coroa produzem dura disputa na base de Saretori

Continua de foice a disputa dos Partidos da base aliada por posições no segundo escalão. As jóias da coroa são objeto de desejo de todos.

. A lista inclui CEEE, Corsan, Banrisul, Badesul, Sulgás, Procergs e  Emater.

. Até mesmo no Partrido de Sartori, o PMDB, há choro e ranger de dentes. É o caso do PMDB de Porto Alegre, que se queixa de não ser ouvido e nem aproveitado.

Secretário de Tarso diz que Sartori possui R$ 2,1 bilhão para usar. Ele diz que o governo produz factóide.

O ex-secretário da Fazenda, Odir Tonnollier, respondeu de bate pronto às alegações do governo de que não tem dinheiro para pagar R$ 700 milhões de dívidas vencidas junto a fornecedores e contratadas, inclusive terceirizadas e empreiteiras:

- Temos R$ 2,1 bilhões para uso imediato.

. São R$ 1,1 bilhão depositados como resultado de convênios, R$ 400 milhões no caixa único e R$ 600 milhões em depósitos judiciais.

. Nada é dinheiro próprio, mas os valores caloteados também não são.

. Enquanto o secretrário da Fazenda, Giovani Feltes, não abrir a caixa preta, será impossível saber se Odir mentte ou Feltes produz factóide.