Cooperativa Aurora descontinua parte de duas plantas industriais de aves em SC

O catarinense Guga é o menino-propaganda da catarinense Aurora. 

A decisão da Cooperativa Central Aurora Alimentos de suspender parcialmente as atividades de duas plantas industriais de aves, anunciada nesta segunda-feira, é de natureza tática, informa hoje a newsletter diária da revista Amanhã, Porto Alegre. 

Saiba mais:

A cooperativa informou a decisão por meio de nota aos veículos de comunicação. “A queda contínua do consumo de carnes no mercado brasileiro associada aos elevados custos de produção industrial levaram a Cooperativa Central Aurora Alimentos – terceiro maior grupo nacional do setor – a suspender parcialmente as atividades de duas plantas industriais de aves. A medida busca ajustar a oferta de carnes ao atual nível de consumo, evitando a deterioração dos preços tanto no comércio atacadista”, informa o documento.

“A primeira unidade a trabalhar em regime de redução foi o Frigorífico Abelardo Luz. Em 3 de julho passado, 532 trabalhadores entraram em férias coletivas e retornam nessa quarta-feira (3), quando outra turma, com 613 pessoas, entra em férias. Ali, o abate diário de 134 mil aves caiu para 70 mil frangos. Nesta semana, a cooperativa anunciou que iniciou a desmobilização de campo para que outra unidade, o Frigorifico Aurora Guatambu, também entre parcialmente no regime de férias em outubro. Esse período é necessário para as etapas de redução prévia da incubação de ovos e alojamento de forma que a unidade opera normalmente em setembro e entre outubro com o abate de 120 mil aves/dia reduzido para 60 mil. A paralisação parcial das duas unidades representa 13% do volume de abate diário de aves da Aurora e apenas 4,5% da força total de trabalho da empresa”, afirma a nota. 

CLIQUE AQUI para saber mais.

Nenhum comentário: