Lava Jato faz nova denúncia contra Marcelo Odebrecht, Vaccari e João Santana

A força-tarefa da Lava Jato apresenta na tarde desta quinta-feira, novas denúncias contra os investigados na megaoperação de combate à corrupção na Petrobras, e que avançou para outras áreas do governo federal. Na lista de denunciados, composta por 17 pessoas, aparecem o ex-presidente do grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, e o marqueteiro João Santana.

Estas são as primeiras acusações formais feitas pela força-tarefa da Lava Jato desde que a investigação avançou sobre o "departamento de propinas" da Odebrecht e sobre o ex-senador Gim Argello (PTB), preso preventivamente sob suspeita de receber R$ 5,3 milhões para evitar a convocação de empreiteiros nas CPIs que investigaram a Petrobras no Senado e no Congresso em 2014.

Além dos três nomes citados, a lista de denunciados, dividida em dois grupos, é composta por: Zwi Skornicki, Pedro Barusco, Renato Duque, João Carlos de Medeiros Ferraz e Eduardo Costa Vaz Musa, em uma das denúncias; e Hilberto Mascarenhas Alves da Silva Filho, Luiz Eduardo da Rocha Soares, Fernando Migliaccio da Silva, Maria Lucia Guimarães Tavares, Angela Palmeira Ferreira, Isaias Ubiraci Chaves Santos, Livio Rodrigues Junior e Marcelo Rodrigues, na segunda denúncia. A mulher de Santana, Monica Moura, aparece nas duas listas, assim como seu marido e Vaccari.

5 comentários:

Mordaz disse...

Falta a CHEFA na denúncia.

profesora.sonia@gmail.com disse...

Para fechar a lista: mandiocona e cachaceiro!!!

Justiniano disse...

Fina flor da corrupção do governo do PT. Tudo com PhD em falcatruas e maracutaias.

Anônimo disse...

Quando o Marcelo vai abrir a boca?Deve estar gostando da cadeia.Enquanto o Lulinha Paz e amor está aqui fora aproveitando o sol lá no sítio,ele está longe dos familiares e comendo quentinha.Abra a boca,seja o cara!O Lula não merece uma gota do seu sangue!Acorde!

Anônimo disse...

Essas empreiteiras lucram adoidado no Brasil há décadas. Algumas delas fizeram até as obras de Brasília, fizeram obras no regime militar e assim por diante. Financiam tanto a oposição como situação. Por isso essas "comissões" da verdade querem saber as relações das empresas nacionais e estrangeiras nos desgovernos do passado. Por que se descobrir irão descobrir quem financiou renúncias, impeachments, golpes, eleições e etc. Resumindo, quem colocava e quem tirava os políticos e líderes do poder. Vai ter empreiteiro, banqueiro, montadoras, jornais e tvs, sindicatos e etc. Não só no Brasil, até países vizinhos e mundo a fora.

Por isso que anda pipocando casos de vazamento de documentos como Wikileaks, PanamaPapers, Snowden, do ex assassino econômico.