CGU declara inidônea a Mendes Júnior

CLIQUE AQUI para ler editorial do Estadão, "Impunidade é inconstitucional", demonstrando que as modificações da Lei Anticorrupção por parte de Dilma são inconstitucionais. Asmudanças visam apenas ajudar as empreiteiras corruptas denunciadas na Lava Jato. 

Em decisão publicada nesta quinta-feira, 28, a Controladoria-Geral da União declarou a construtora Mendes Júnior como empresa "inidônea"; com isso, a empreiteira, que não fez acordo de leniência no âmbito das investigações da Lava Jato, fica proibida de fazer novos contratos com o poder público por, pelo menos, dois anos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Logo vai entrar em licitações federal com outro nome e com toda sua estrutura.

Anônimo disse...

Toma, empreiteira oportunista! Passou décadas aproveitando-se da corrupção para entregar obras superfaturadas e, muitas vezes, desnecessárias e mal-feitas.