Rede de traficantes que lavava dinheiro sujo é desfeita em ação policial integrada

Nesta sexta-feira, uma força-tarefa das polícias Federal, Rodoviária Federal e Civil, deflagrou a Operação Caixa-Forte. Os suspeitos são acusados de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em âmbito nacional.

A ação teve a participação de 250 agentes para cumprir 52 mandados de prisão preventiva, 48 mandados de busca e apreensão, 45 mandados de sequestro de valores e bloqueio de contas. 

Até o início da manhã, seis pessoas já estavam detidas. Expedidos pela Vara de Tóxicos de Belo Horizonte, os mandados foram cumpridos nos municípios mineiros de Uberaba e Conceição da Alagoas; em Campo Grande e Corumbá, no Mato Grosso do Sul; nos municípios paulistas de São Paulo, Ribeirão Preto, Itaquaquecetuba e Embu das Artes; e nas cidades paranaenses de Curitiba, Londrina, São José dos Pinhais, Almirante Tamandaré, Colombo, Fazenda Rio Grande, Goioerê, Mandirituba, Matinhos, Paranaguá, Pinhais e Piraquara.

Por tráfico de drogas, participação em organização criminosa e lavagem de dinheiro, as penas podem chegar a 33 anos.

3 comentários:

Justiniano disse...

É muito estranho essa turma andava livre, leve e solta no governo lulopetista e agora toda semana a PF está desbaratando e prendendo quadrilhas de toda ordem. Novos tempos na pátria amada.

Anônimo disse...

Grande coisa o beiçola logo soltará essa gangue.

Anônimo disse...

Aí está a raiva do PCC que "dialogava" muito com o PT! Bom, partido-quadrilha dialogar(sobre dinheiro, CLARO) com PCC que também é quadrilha é normal, pois estavam em jogo interesses de ambos! Perdendo o PCC, PERDE o PT!!! Será que até o PCC pagava propinas para o PT??? Ó, MEU DEUS!!!