Governo avalia remover deduções por saúde e educação do IR

A equipe econômica do governo Jair Bolsonaro estuda reajustar a tabela do Imposto de Renda (IR) apenas pela inflação. O plano deve ser incluído na proposta de reforma tributária que será apresentada pelo governo na semana que vem.

A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, trabalha em um plano para diminuir a alíquota de até 27,5% e, ao mesmo tempo, compensar com a possibilidade de dispensar as deduções, como de saúde e educação, que custam R$ 20 bilhões por ano, segundo dados da Receita. A ordem do ministro, segundo interlocutores, foi “limpar tudo”.

Quanto ao IR, o limite de isenção hoje é de R$ 1.903,98. A tabela do IR não é reajustada desde 2015. O reajuste viria acompanhado de reestruturação completa do IR.

26 comentários:

Anônimo disse...

De novo no rabo da classe média que sustenta esse país. A classe média paga saúde e educação 2 vezes: nos impostos e depois nos planos de saúde e escola particular. Quem acaba usando de graça é a escumalha que usa o SUS e escola pública e ainda por cima paga muito menos impostos que a classe média.
É complicado levar um pais desgraçado como este nas costas!!!!

Mordaz disse...

Vem aí um pacotaço de aumento de carga tributária. Tudo na contramão do liberalismo e liberdade econômica.

Anônimo disse...

Se atualizar a tabela, pode retirar todas reduções, quem já paga imposto mensalmente descontado no salário só perde tempo contanto notinhas para redução da carga absurda de imposto de renda devido a tabela desatualizada!
Esse governo só acerta, é impressionante!

Anônimo disse...

Obrigado Presidente Bolsonaro, não vai ter com as dondocas ricas que votaram no Senhor descontar as cirurgias plásticas no IR, conisderando que gastos com saúde é ilimitado.

Anônimo disse...

Esse é o meu Capitão tem que acabar com esses descontos exagerados em saúde e educação no Imposto de Renda, tem que pagar os 27, 5 % de IR na integralidade do salário bruto.

Anônimo disse...

Quem votou no Bolsora sabia que ele ia fazer isso, agora não reclamem o leite derramado.

Anônimo disse...

A classe média, média alta que votaram 100% no capitão dem de dar a sua parcela de contribuição ao governo que elegeram.

Anônimo disse...

kkkk, esse é o meu capitão, meu "mito", não dá colher de chá para ninguém.

Anônimo disse...

Vamos gritar "mito"....."mito"....."mito".....

Anônimo disse...

Não gostaram? Batam panela de barriga cheia manada bolsominions.....

Anônimo disse...

Quem bom, prefiro pagar 50% de IR e abrir mão dos desconto da saúde e de educação do que votar no PETTTTTTTTTTEEEEEEE

Anônimo disse...

Nós bolsonarista de quatro costados não podemos reclamar do mito, temos de dar nossa parcela de contribuição para o Leão e abrir voluntariamente dos descontos da educação e da saúde.

Luiz Vargas disse...

"...a possibilidade de dispensar as deduções, como de saúde e educação, que custam R$ 20 bilhões por ano...."

Custam para quem????
Típico sofisma canalha normalmente utilizado por burocratas e tecnocratas para justificar as falcatruas que promovem.
A única coisa que ocorre é que o governo deixa de ganhar um pequeno naco do bolso dos contribuintes.
O imposto de renda neste país não é mais imposto!
É CONFISCO DE RENDA!

Anônimo disse...

Interessante o último reajuste do desconto do IR foi no govenro petralha da Dilma e agora ainda nós cidadãos de bens além de não ter rejuste vamos perder o direito de desconto de educação e saúde.

Anônimo disse...

Quando que as pessoas vão se avivar e parar de pagar os impostos se é sabido e mais do que provado que estão lá roubando e desviando o dinheiro dos impostos.
Ainda mais que quando se precisa de serviço público é precário ou inexistente.

Anônimo disse...

Toma povo gado!!!

Paga a roubalheira da politicalha e não chia!!

Os políticos e seu exército de CCs cupinchas agradecem!

Anônimo disse...

Se irem pra rua reclamar, bala de borracha vai comer.
Cuidado com os blindados...

Anônimo disse...

Mas é isso ai:
Tem que pagar a dívida que o PT deixou.
Tem que manter o Congresso Corrupto que o PT criou.
Tem que manter os partidos sugadores de dinheiro público.
Tem que manter os CCs e seus aliados.

De algum lugar tem que aparecer dinheiro, ou pensaram que iriam reduzir ou economizar nas propinas deles.

Congelaram os gastos públicos ou serviços públicos prestados, mas as propinas e as regalias da nobreza continuam.

Idolatraram os nove dedos que institucionalizou esse cenário, agora paguem a conta!!

Anônimo disse...

Guedes está errado, espero que Bolsonaro não aceite este argumento, os que tem planos de saúde já estão pagando em duplicidade,. Pagam a saúde pública que não usam pela péssima qualidade, embora Lula disse que esta beira à perfeição, e o plano de saúde que forçadamente tem que fazer.
Se as pessoas deixarem seus planos de saúde, a saúde pública entrará em colapso total aí sim Bolsonaro terá que pedir o chapéu.
Dinheiro não falta, que comecem cortando na carne :o cartão corporativo dos ex-presidentes, é uma afronta aos brasileiros da classe média que paga seus estudos e carrega o piano faz tempo.
Pagamos a luz dos outros, a água dos outros, a saúde dos outros e as mordomias dos outros.
Chega e ponto final.
Lembrando que em 2018:

"PLANALTO AINDA NÃO SABE SE VAI MANTER REGALIAS DO EX-PRESIDENTE LULA
GOVERNO PAGA 8 FUNCIONÁRIOS, CARTÃO CORPORATIVO, 2 CARROS..."
"
"A Presidência da República ainda não sabe o que fazer com as prerrogativas de ex-presidente de Lula, agora que sua prisão foi decretada. As regalias incluem dois carros oficiais, auxílio-moradia, oito assessores, segurança pessoal e uso ilimitado de cartão corporativo. A Secretaria de Comunicação informou que a consulta, encaminhada à área jurídica do Planalto, somente será respondida segunda-feira (9). A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Os privilégios de Lula custam mais de R$ 1 milhão por ano. Ele também tem direito a passagens aéreas e até a assistência à saúde.

O maior gasto de um ex-presidente em um só ano, sem surpresa, é o de Dilma Rousseff (PT) em 2017: mais de R$1,4 milhão."

Integra:
https://diariodopoder.com.br/planalto-ainda-nao-sabe-se-vai-manter-regalias-do-ex-presidente-lula/

Anônimo disse...



QUEM ESTIVER DESCONTENTE BASTA FAZER O SÍMBOLO DA ARMINHA!

E NÃO ESQUECE DE SAUDAR O PATINHO AMARELO DA FIESP!!!

Anônimo disse...

Estão fazendo igual ou pior que os petistas!!! Era mentira que seria um governo liberal!!! Se fosse liberal mesmo devolvia o dinheiro gasto em saúde e educação QUE JÁ PAGAMOS AO PAGAR I.R. , seja qualquer faixa de valor. A única saída passa a ser o aeroporto, estou cada vez mais convencido, a banânia não tem solução.

Anônimo disse...

O último que reajustou o imposto de renda foi ................... o PT!

Anônimo disse...

Eu quero descontar a escolta da Dilma. Como é que eu faço?

Anônimo disse...


Odeio a filosofia da esquerda. PT nem pensar.

Mas direita também não está se saindo bem, em breve seguindo neste caminho ficará tão odiada quanto os petralhas.

Parem de esfolar a classe média senão vai ficar difícil.

JOÃO FERNANDO CUNHA DA CUNHA disse...

DITADO BAIANO:
" VAI E VEM, SOBRA NA BUNDA DE ALGUÉM!"
ESSE GUEDES É UM DESASTRE.
O TÁ OK! OUTRO DESASTRE.
A CONTA CHEGOU!
O PT ROUBOU!
NINGUÉM PAGOU!
E A CLASSE MÉDIA SE ESTREPOU! (DE NOVO...)

Anônimo disse...

Como palavrão tomou conta do blog, lá vai o meu.

Como dizia um antigo colega de trabalho

PAU NO CU DOS PREJUDICADOS.