78% dos leitores acham serviços públicos horrorosos no Brasil. 41% aplicaram nota zero.

O editor quis saber dos seus leitores o que eles acham da qualidade dos serviços públicos que lhe são prestados e pelos quais paga compulsoriamente uma boa quantidade de dinheiro.

A insatisfação é enorme.

Eis as notas:

Zero, 41%
2, 37%
5., 13%
7, 3%
10, 3%

Outra enquete já está disponibilizada aí ao lado e pergunta se "bandido bom, é bandido morto". Vá lá e vote.

8 comentários:

Anônimo disse...

Nobre Editor, a única maneira de melhorarmos isso é escancarar essa incompetência, má educação e negligência promovida pelos funcionários públicos em geral, pois os que tentar mudar isso são engolidos pelos atrasados e obrigados a serem como eles: relapsos, ignorantes e estúpidos.
Se não generalizarmos, todos irão se esconder atrás da não generalização, mesmo porque é geral meeeesmo.
Basta que se vejam os PPCIs (planos de prevenção e combate a incêndios) onde a demora é de 9 meses e quando fazem a análise de cada PPCI o fazem (analisam) de acordo com a legislação vigente no dia da análise e naquela que vigorava no dia em que o PPCI foi protocolado.
Considerando-se que mudam a legislação a cada 6 meses e como demoram 9 meses para analisar, NUNCA um PPCI vai ser aprovado.
E não tem uma mente inteligente sequer para mudar isso.
Tinha um excelente blog de um ótimo profissional Bombeiro, mas foi obrigado a tirar do ar porque fazia sobra aos "oficiais superiores", óbvio.

Anônimo disse...

e os erviços privados? O que é a má vontade dos prestadores de serviços de empresas privadas. Atendemdentes de baixa escolaridade beiram a debilidade mental

Anônimo disse...

Polibio, eu diria que para chegar a condição de horroroso, tem que melhorar muito.

elias disse...

O 15:38 se queimou.... kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

OS SERVIDORES SÓ QUEREM SABER DE SALÁRIOS,AUMENTOS...O SERVIÇO SEMPRE É PÉSSIMO...MAL ATENDIDO...E AINDA POR CIMA GRAÇAS AOS SERVIDORES QUE O BRASIL ESTÁ AFUNDANDO...SÃO BILHÕES PARA A FOLHA DE PAGAMENTO PARA ESTES INÚTEIS

Anônimo disse...

Disse um anônimo: e os erviços privados? O que é a má vontade dos prestadores de serviços de empresas privadas. Atendemdentes de baixa escolaridade beiram a debilidade mental. Não estamos analisando os serviços privados, que podem ser trocados, substituidos, mandados embora, descontratados, rescindidos, etc.
O serviço público, que está em análise, é péssimo porque não faz parte das obrigações do servidor público. Sim, não faz parte. Servidor público só tem direitos, não tem deveres, não tem chefe, não obedece ordens, não dá satisfação a ninguém, não pode ser demitido, se não trabalhar, recebe assim mesmo, deixa o trabalho e constrange os deputados a aprovar mais leis que os beneficiem. Se fosse possível tirar uma radiografia dos servidores presentes no local de trabalho, constataríamos que mais de 50% não estão presentes, com centenas de "justificativas". Agora vamos na iniciativa privada: menos de 1% não estariam presentes, a maioria em férias ou em curso. Solução para isto? Mudar a lei. O servidor público não deveria entrar em greve pois tem direitos que nem Deus tem. Não podem ser demitidos, deveria poder. Não podem ser chamados a atenção, não podem ser cobrados. Deveriam ser proibidos de votar, porque distorcem o resultado das eleições em razão do grande número. Elegem representantes seus e não do povo. Daí as distorções. Aposentadorias mirabolantes, salários muito acima do mercado, recebimento de salário mesmo quando não se apresentam ao trabalho (greve, por exemplo). Aliás, sevidor público que recebe salário sem trabalhar (greve, por exemplo) comete crime. Isto é alcance. Enriquecimento sem causa. O ordenador de despesas que paga, comete crime também. Esse tema precisa ser revisto ou o Brasil será quebrado por essa gente que não trabalha, não produz e desserve a sociedade. Há exceções, mas de pouco significado.

Anônimo disse...

Eu sou funcionário público, mas CLT, e concordo com o anônimo das 18:53hs, e quero dizer que pertenço às exceções à que ele se refere, baixo salário e mal consigo parar por 5 minutos para beber água, acredite, trata-se de serviço burrocrático acumulativo, e quanto mais informatização, mais papel!

elton disse...

O 15:38 se queimou, deve ser um deles. Quanto aos serviços privados, caro anônimo das 15:38, como vc mesmo escreveu, são privados, o que significa que não são pagos com dinheiro arrecadado dos nossos impostos. Deu pra entender, se o cliente não pagar, ele não lucra, ao contrário do serviço público que independente de gostarmos ou não, o dinheirinho deles tá garantido.
Quer que desenhe?