Dica do editor - A biografia de Marcelo Odebrecht conta o tamanho da corrupção de Lula da Silva

Se algum leitor ainda tiver dúvida sobre o papel jogado por Lula no crime organizado que foi desmontado pela Lava Jato, deve ler esta biografia não autorizada de Marcelo Odebrecht. Ele é um homem de bem. Pai carinhoso, marido atencioso e uma pessoa discreta, avessa à ostentação. Deu emprego a quase 200 mil pessoas, pagou bilhões de reais em impostos e levou um dos maiores grupos empresariais do país a uma era de ouro. Marcelo Odebrecht, contudo, é um homem corrupto - bem menos do que Lula, mas cometeu crimes terríveis, foi preso, delatou e acabou solto. . Montou um sistema profissional de pagamento de propinas e caixa dois para uma legião de políticos de todos os espectros ideológicos e subverteu a cultura corporativa criada pelo seu avô, a TEO, uma espécie de teologia que prega a honestidade e a transparência. Todas as afirmações feitas no trecho acima são verdadeiras.

A vida do presidente do grupo Odebrecht é um desfile de paradoxos. 

O empresário respeitável, condenado como líder de quadrilha. Amado pelos funcionários. Temido pelos políticos. Um Príncipe que se sentia como o bobo da corte da República.

R$ 49,90

25 comentários:

Anônimo disse...

Não é apenas o empresário que se corrompeu ou foi corrupto. O Estado EMPURRA e FORÇA as pessoas ao crime, às milicias, ao trafico. Só quem se submete a uma vida extremamente humilde não entra nesse jogo. Experimentem montar uma empresa, um negócio, e verão como é difícil e demorado. Experimentem fechar um negócio. Mais difícil e mais demorado. Ganhar dinheiro se tornou crime depois que o país se tornou comunista.

Anônimo disse...

Mas é inacreditável que somente uma pessoa tenha se beneficiado sozinha. Os demais envolvidos devem estar impunes desfrutando do produto do roubo que foi absurdamente enorme.
O Brasil é realmente o país da impunidade, e quem tem dinheiro não vai para a cadeia, e dependendo de quem é, nem investigado será.

Anônimo disse...

E o cara preso por um esquema de um mísero triplex e um sítio, que nem pro cheiro chega perto disso tudo.
Realmente preso por um crime simbólico, enquanto os verdadeiros crimes Bilionários estão acobertados, para não respingar nos demais envolvidos.

Anônimo disse...

Empreiteira oficial das tramoias do governo federal, e a discípula desfilando de bike. E o Temeroso de boa respondendo por uma mixaria de poucos milhões da usina nuclear. E os ex ministros, estes nem aparecem no cenário. O pessoal da licitação do favorecimento do cartel, não sabiam de nada. A cúpula dos Partidos também não. O Tribunal de Contas não viu e não sabe de nada. Se não fosse a Lava Jato investigar, não haveria investigação e muitos outros Bilhões teriam sido lavados no esquema. E até hoje se ainda existe alguma investigação, continua sendo por iniciativa do pessoal da Lava Jato. Pois os meios oficiais que deveriam investigar, nada fizeram, não fazem e não vão fazer, pois quem comanda são CCs que não vão ir de contra quem os nomeou. Por essa e por outras que os Cargos Comissionados, deveriam ser extintos das repartições públicas. E o governo do Boso acobertando tudo.

Anônimo disse...

Anônimo das 15:30: essa é apenas a primeira condenação do meliante. Há muito mais a caminho.

Anônimo disse...

200 bilhões roubados por ano durante 14 anos em Estados, municípios e no governo federal. Dá 1 PIB?

Anônimo disse...

Estranho chamar o empresário de corruptor, sendo que se ele não fizer, não contrata com a administração pública. Afinal quem corrompe quem.

Anônimo disse...

Mas se o presidente da República manda alguma coisa, então é dele a culpa de acobertar e participar do maior crime de corrupção jamais havido em todo o mundo. Ou então é só figura decorativa, certo?

Anônimo disse...

Virou moda, agora os empresários fazem uma fortuna em dívidas, pedem recuperação judicial, e caem fora com os bolsos cheios.

Anônimo disse...

Anônimo das 15:30h. Teu comentário está totalmente equivocado. Independentemente do crime praticado deve ser investigado, condenado e os culpados presos. O valor roubado por um ou pelo outro é o que menos interessa porque o peso do roubo se equivalem. Nesse caso citado por você é diferente e muito mais agravante porque um usou o cargo público para se beneficiar na corrupção, o outro aproveitou-se da situação para tirar proveito. Mas ambos igualmente são ladrões e devem pagar pelo que fizeram. Os dois destruíram o país em gênero, número e grau. Por isso a miséria que se encontra o país. Saia da caverna enquanto é tempo e ajude a reconstruir a destruição.

elias disse...

15:30 e 15:49
Realmente. O culpado é o bolsonaro.O lulladrão,pingunço mijado não sabia de nada.
Vocês dois são uma piada,de mau gosto.
Viva lulladrão.
viva o Pt.
Viva o centrão.
Viva a corrupção.

Anônimo disse...

15:30 - Estás brincando? Quer dizer que Lula, o coitadinho, está preso só por causa de um triplex cafona? Acorda, meu! Lula e o PT destruíram o país, roubaram alguns PIBs. Esses dois processos são apenas os primeiros. Aguardem o resultado das delações!

Anônimo disse...

A corrupção brasileira é um processo histórico, sem qualquer mistério. Bastaria apenas pesquisar sobre a trajetória do país. E, no andar da carruagem, a corrupção agigantou-se. A Lava-Jato foi um fato novo em meio ao caos reinante. Uma iniciativa, digamos, por demais incômoda para quem haje de maneira dolosa. Enfrentar a corrupção no Brasil exige coragem e determinação. Não é tarefa fácil. Até porque no dia a dia estão sempre presentes as ações de novos delinquentes, não importando se pequenos ou grandes. Uma situação, portanto, quase cultural.

Anônimo disse...

Anonimo das 15:20, teu comentário retrata exatamente o que acontece no Brasil. Ou seremos miseráveis vivendo de migalhas ou alguma especie de jogo com o sistema teremos que jogar. Impossível ganhar dinheiro e conseguir algo na vida aqui nesta ditadura comunista disfarçada de capitalismo. O sistema te corrompe o sistema de suga. O Estado te escraviza e a fiscalização é muito eficiente. Se alguém acha o Estado ineficiente, deixe de pagar imposto para ver

Anônimo disse...

Anônimo das 15,30. O teu chefe é o governante MAIS CORRUPTO DE TODO O MUNDO EM TODOS TEMPOS NA HUMANIDADE. O ladrão com 9dedos e a maluca da mandioca, assaltaram o país e levaram o nosso dinheiro para fazer obras nas ditaduras latino americanas e africanas. O BNDES, no governo petralha corrupto, se transformou no BANCO MUNDIAL dos ditadores. Enquanto isso aki no Brasil tem tudo por fazer e as crianças estão procurando o que comer nos lixões, pq os pais estão desempregados por essa máfia que assaltou o Brasil.

Basta Brasil disse...

Pois é, também por isso a Lava Jato tem sido constantemente atacada. E o que ainda não se sabe, o que não foi delatado, aqueles que foram silenciados para não falar? Brasil não preza Justiça, muito pouco tudo aquilo quanto foi descoberto. Até quando o Brasil será leniente com o crime?

Anônimo disse...

A Odebrecht nem seus donos NUNCA FOI uma empresa avessa à corrupção. Nunca! Antes da lava jato dizia -se que tinha poder para fazer e desfazer ministros. E o cartel das empreiteiras tinha poder para derrubar governos. Não queremos ser tratados como idiotas,Polibio.

Anônimo disse...

O marido de uma dona de casa que fez a fortuna de 11 milhões...

Anônimo disse...

Se não fosse a lava jato estariam até agora e por muitos anos sugando o suado dinheiro dos impostos do trabalhador brasileiro.

Anônimo disse...

Estranho que ninguém fala nada que se não fosse a Lava Jato de Curitiba, nada seria descoberto, pois quem deveria fiscalizar, não faz absolutamente nada, e mesmo depois das primeiras descobertas, continuaram sem fazer nada a respeito após as primeiras investigações, e simplesmente o governo não moveu uma palha para investigar a corrupção do Planalto Central. E se acabarem com a Lava Jato, simplesmente acaba as investigações sobre corrupção no país, essa é a verdade.

Luiz Vargas disse...


Anônimo Anônimo disse...

E o cara preso por um esquema de um mísero triplex e um sítio, que nem pro cheiro chega perto disso tudo.
Realmente preso por um crime simbólico, enquanto os verdadeiros crimes Bilionários estão acobertados, para não respingar nos demais envolvidos.

18 de junho de 2019 15:30

Os mortadelas são cavilo$o$. Tentam de todas as formas amenizar a gravidade de crimes cometidos usando a técnica subliminar de tornar mísero o triplex e o sítio. Cretinamente se esqueceu do In$tituto Lulla, das PaleTras a peso de ouro para justificar propinas, e do ENORME LARANJAL em nome dos quais estão depositados alguns bilhões fora do país. A amnésia também o fez esquecer os VINTE E CINCO MILHÕES DE EUROS levados pela amante Rose para serem depositados no Banco Espírito Santo, em Portugal e as idas da amante à África para receber propinas em diamantes de sangue que depois eram levados para a Holanda.

Anônimo disse...

Prisão Perpétua talvez resolvesse a Situação no Brasil. A Corrupção destruiu um país inteiro. Sem perdão porque todos estamos pagando essa conta.

Anônimo disse...

Conversas secretas revelam que Moro era qualquer coisa menos juiz: advogado de FHC, acusador de Lula:

Joaquim de Carvalho - 18 jun 2019 - DCM

Moro, advogado de FHC, acusador de Lula
A sétima reportagem da série do Intercept sobre as conversas secretas da Lava Jato revelam que Moro trabalhava com dois pesos e duas medidas.

Em conversa vazada anteriormente, vê-se Moro instruindo Deltan Dallagnol para investigar suposta transferência de imóveis do filho do ex-presidente petista, com o aviso: “a fonte é séria”.

Não era, porque a investida da turma de Deltan Dallagnol não deu em nada.

O episódio mostra Moro como se fosse o chefe da acusação.

Já em relação a uma denúncia contra Fernando Henrique Cardoso, se comportou como um advogado de defesa.

Conforme o Intercept, no dia 13 de abril de 2017, Moro entrou em contato com Deltan Dallagnol, coordenador da força tarefa da Lava Jato. O Jornal Nacional tinha noticiado uma delação que envolvia o ex-presidente tucano:

Moro – Tem alguma coisa mesmo séria do FHC? O que vi na TV pareceu muito fraco?

Moro – Caixa 2 de 96?

Dallagnol – Em pp sim, o que tem é mto fraco

Moro – Não estaria mais do que prescrito?

Dallagnol – Foi enviado pra SP sem se analisar prescrição

Dallagnol – Suponho que de propósito. Talvez para passar recado de imparcialidade

Moro – Ah, não sei. Acho questionável pois melindra alguém cujo apoio é importante

Como se sabe, Fernando Henrique Cardoso não foi incomodado pela Lava Jato, mesmo diante da revelação, poucos meses depois, de que o próprio ex-presidente tucano pediu doação a Marcelo Odebrecht, em 2010.

São nove e-mails juntados no processo. Em alguns, Fernando Henrique pede doação para candidatos do PSDB, inclusive com as informações sobre número de conta e agência bancárias. Em outros, ele trata de pedido para o instituto que preside.

Não há registro de contabilização dessas doações nas campanhas para as quais Fernando Henrique pediu dinheiro. Se houve crime de caixa 2, teve a participação do ex-presidente.

Quanto a doações para o instituto, na época em que o pedido foi revelado, a instituição disse que houve recibo.

Como os pedidos são de 2010, não se pode falar em prescrição, mesmo no caso de caixa 2.

O curioso é que os e-mails com os pedidos de Fernando Henrique Cardoso foram apresentados pela defesa de Lula, não com intuito de denunciar o ex-presidente tucano, mas de demonstrar que doações empresariais para instituto de ex-presidente são normais, e não podem ser tratadas como crime.

Os e-mails tinham sido entregues por Marcelo Odebrecht à Lava Jato, mas tinham sido ignorados pelos procuradores.

Quando a defesa de Lula foi autorizada a consultar os e-mails, encontrou os registros e os apresentou a Moro.

Nem assim a Lava Jato se mexeu, seja para levar em consideração a defesa de Lula, seja para tomar providências no sentido de investigar Fernando Henrique Cardoso.

Na Lava Jato, independentemente das provas, parece vigorar o princípio de que tucano é sempre inocente e petista, especialmente o Lula, sempre culpado.

Agora se entende por que Fernando Henrique Cardoso defende tanto Sergio Moro. É difícil alguém atacar o próprio advogado.

Anônimo disse...

Protegido por Moro, FHC pediu dinheiro a Marcelo Odebrecht, mas é Lula quem está na cadeia:

Novas revelações da Vaza Jato comprovam que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pediu dinheiro ao empresário Marcelo Odebrecht; laudo da Polícia Federal mostra que a Odebrecht havia feito pagamentos mensais que somaram R$ 975 mil ao iFHC entre dezembro de 2011 e de 2012

18 de junho de 2019

247 - Novas revelações feitas nesta terça-feira, 18, pelo The Intercept sobre o escândalo da operação Lava Jato confirmam uma suspeita já conhecida das autoridades. A de que o ex-presidente Fernndo Henrique Cardoso solicitou dinheiro ao empresário Marcelo Odebrecht.

Segundo o Intercept, foi em uma conversa no dia 17 de novembro de 2015 que o procurador Roberson Pozzobon sugeriu investigar, num mesmo procedimento, pagamentos da Odebrecht aos institutos de Lula e FHC. “Assim ninguém poderia indevidamente criticar nossa atuação como se tivesse vies partidário”, justificou Pozzobon.

Depois de sugerir a investigação, o procurador da Lava Jato mostrou uma troca de e-mails de 2014 entre a secretária de FHC, Anna Mantovani, e dois interlocutores: um representante da Associação Petroquímica e Química da Argentina, a Apla, identificado como Manuel Diaz, e um empresário do ramo cultural, Pedro Longhi. A secretária fala para verificarem com a Braskem – empresa do ramo petroquímico controlada pela Odebrecht – qual a “melhor maneira para [a empresa] fazer a doação [para o iFHC]”.

A segunda imagem encaminhada por Pozzobon era de um laudo da Polícia Federal daquele mesmo ano, que mostrava que a Odebrecht havia feito pagamentos mensais que somaram R$ 975 mil ao iFHC entre dezembro de 2011 e de 2012.

As investigações da Lava Jato também revelaram cinco emails que tratam de contribuições para o instituto do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Há duas mensagens do próprio FHC pedindo doações a Marcelo em 2010. Em um dos e-mails, FHC manda a mensagem ‘SOS’, que significa socorro, para ajuda na campanha e envia dados bancários. Valores não são mencionados.

Anônimo disse...

Estamos pagando essa conta astronômica e vamos continuar pagando por muitos anos. E ela vai passar para os seus filhos e netos. O que o petismo fez com o Brasil é uma espécie de navalhada na cara. A ferida pode até cicatrizar com o tempo mas a marca ficará lá, para sempre. Ela não conseguirá desaparecer nem com enxerto de pele e cirurgia plástica. E se pressionar, apertar, dói.