Saiba como a Polícia Federal grampeou ilegalmente até ministros do Supremo Tribunal Federal

O ministro Gilmar Mendes, ao lado, não foi o único que experimentou os grampos ilegais aplicados pela Polícia Federal.



- Episódios como os da Operação Rodin e, agora, este dos ministros do STF, são estarrecedores. É hora de lavar a roupa suja e enquadrar e punir exemplarmente as autoridades que exorbitam das suas funções. O Estado Policial de Terror que os governos do PT teimam em implementar, é intolerável numa sociedade democrática e republicana como a do Brasil. 

* Clipping www.conjur.com.br
Título original: Tuma Jr. conta como ministros do STF foram grampeados
Por Pedro Canário

Gilmar Mendes não foi o único ministro do Supremo Tribunal Federal que teve escutas instaladas em seus telefones e no seu computador. Quando o episódio veio a público, em 2007, as apurações da Polícia Federal não conseguiram constatar que todos os ministros do STF estavam com seus telefones grampeados ou com escutas ambientais instaladas em seus computadores. E isso tudo feito por delegados da Polícia Federal.

. As informações estão no livro Assassinato de reputações: um crime de Estado, um depoimento do ex-delegado de classe especial da Polícia Civil de São Paulo Romeu Tuma Jr. ao jornalista Claudio Júlio Tognolli. O livro é uma coleção de memórias de Tuma Jr., ex-secretário de Segurança Nacional do Ministério da Justiça, a respeito de relações suas e de seu pai, o senador Romeu Tuma, morto em 2010, com o governo petista. O lançamento do livro é previsto para as próximas semanas.

. O grampo ao ministro Gilmar Mendes foi o único que de fato chegou a vazar e ficar comprovado. Mas, já em 2008, informações a respeito de escutas feitas aos outros juízes do Supremo rondavam as apurações e chegaram à imprensa. Em setembro daquele ano, uma comitiva de ministros do Supremo foi até ao gabinete do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva reclamar do uso indiscriminado das escutas ilegais, cobrando que a Presidência da República desse uma resposta enérgica ao que estava se tornando costume.

. A primeira informação de grampo ao ministro Gilmar Mendes foi vazada em agosto de 2007. P


CLIQUE AQUI para ler mais.

3 comentários:

Anônimo disse...

Estarrecedor é o conteúdo das gravações, isto sim!!!

Anônimo disse...

Quem era o ministro da Justiça à epoca?

Anônimo disse...

STF deverá derrubar liminar de Gilmar contra Congresso:

Do Jornal GGN

A liminar concedida pelo Ministro Gilmar Mendes – contra a tramitação do projeto que impede que parlamentares que mudem de partido levem consigo a fatia do fundo partidário e tempo de TV – deverá cair na próxima semana no plenário do STF (Supremo Tribunal Federal), segundo ministros consultados pelo Jornal GGN.

É possível liminar sustando processos, no caso da tramitação violar normas da constituição ou do regimento interno da casa.

Não é o caso em questão. O processo legislativo não se resume a uma comissão, observa o Ministro. Passa por várias comissões, depois pela votação da Câmara e do Senado e pela sanção presidencial.

Tem que se dar mais crédito ao Congresso, diz ele. Se, no final de tudo, prevalecer alguma norma inconstitucional, aí sim é hora do STF se pronunciar. Nunca antes disso.