Tarso viajou porque já sabia do estouro do aparelho comunista por parte da Polícia Federal?

Não é verdade que o governador Tarso Genro agendou sua inútil viagem para a Palestina, Israel e Portugal, porque já sabia que seu secretário do Meio Ambiente e a presidente da Fepam seriam presos pela Polícia Federal.

. Como se sabe, o sistema Guardião e a P2 não são tão eficientes quanto julgam as pessoas comuns, o que quer dizer que serviços de inteligência estaduais são bastante falhos e não apanham movimentos futuros.

. Não é o caso da Polícia Federal, com a qual, sabe-se, Tarso Genro mantém linha direta de comunicação.

3 comentários:

Anônimo disse...

Por isso que aceitou um dos principais investigados da operação como secretario do Meio Ambiente há cerca de três semanas. Depois da marcação da viagem. Como és esperto Políbio. Nossa Senhora.

Anônimo disse...

Políbio. Quando estoura algum escandalo o "Tarso" sempre está ausente, pois tem informações previlegiadas dentro da PF, como a Adriana Irion. Eles colocam tudo em frente ao ventilador e cada um se vira como pode para provar sua inocência (salvo algumas exceções).
Alfredo

Luiz Vargas disse...

O embu$te em breve sanará esta falha. Israel tem equipamentos de última geração para a área de arapongagem. Kits de irrigação é só despiste.