Polícia e MPE estouram novos negócios de adulteração de leite e queijos no RS

Foi preso até o secretário do Instituto Gaúcho do Leite, Clóvis Roesler. O IGL promove campanhas publicitárias caríssimas para garantir que o leite vendido no RS é de primeira qualidade. Um funcionário do Serviço de Inspeção Municipal de São pedro da Serra foi acusado de prevaricação e afastado das funções. 

O jornal Correio do Povo abriu manchete para novas operações contra fraudes com leite e queijos do RS.

Já está nas ruas a 11a. fase da Operação Leite Compen$ado e 4a. fase da Operação Leite Compensado, tudo sob o comando do Ministério Público Estadual e Polícia Civil, sempre com o objetivo de desmontar fraudes na produção, distribuição e venda de leite e seus derivados no RS.
Ontem os policiais prenderam cinco pessoas preventivamente e uma em flagrante. 

Os presos já tinham sido objeto de grampos e combinavam impedir a ação policial.

A ação policial ocorreu nas empresas Laticínios Roesler e Laticínios Campestre, São Pedro da Serra. Os produtos das empresas continuam coliformes fecais e estafilococos. 

Em Caxias do Sul, o proprietário de um ponto de venda foi preso em flagrante por armazenar leite em más condições de higiene. 

10 comentários:

Anônimo disse...

O problema é que ninguém fica preso, coloca com 10 anos em regime fechado que esta palhaçada para.

Anônimo disse...

Um chinês botou fogo num ônibus na China e foi condenado a morte.Dias atrás.Imagina estes aloprados botando veneno em leite lá na China.Aqui os caras ainda se livram da cadeia,pegam advogados e os escambau.Milhares de pessoas ficam doente,passam mal,as crianças então são prejudicadas...estes assassinos não merecem pena de morte?Mas quem mata friamente um cidadão nem vai preso,adulterar leite e queijo é passar em branco.Sabe aquela música?: pau que nasce torto nunca se endireita...O Brasil nasceu assim...nunca vai se endireitar...tenho aversão daqueles entendidos que dão entrevista dizendo que o Brasil tem jeito,que acreditam no País...tu vê eles falando e percebe que falam ao vento,bobagens.Nasceu no Brasil? te rala...

Anônimo disse...

TEM QUE PROIBIR DE VENDER LEITE NO RIO GRANDE DO SUL, QUANTAS VEZES JA FOI ENCONTRADO SODA, COLIFORMES FECAIS E OUTRAS SUJEIRAS E NADA É FEITO, TEM QUE TER PENA DURA P ESTES BANDIDOS APRENDEREM

Jose disse...

O caos da imoralidade esta instalado em tudo.

Pessoas fazem gato de internet e telefone (puxando fios) na maior cara de pau.

Estamos vivendo dias de vergonha para as pessoas honestas.

Sem uma intervenção militar nada vai mudar.

Anônimo disse...

Anonimo das 09,38:
Rico jamais fica preso.
Não seria o caso de investigar a conta bancárea do juiz que manda soltar estes vagabundos para ver se não houve algum depósito ëstranho"??????????????????

Anônimo disse...

Esquema deve ser tão grande que ninguém ficará preso.

j disse...

É preciso divulgar qual as marcas do leite e queijo fabricados por estas empresas.

Anônimo disse...

Como são sérios os empresários gaúchos, do leite e queijo...... Estavam todos no Parcão, no fora Dilma.

Anônimo disse...

Justiça é branda, lenta, preguiçosa e sem postura nenhuma.

Anônimo disse...

IGL? Cade o Tribunal de Contas e a CAGE que nao veem o dinheiro publico indo para um "instituto" a serviço de deputados de esquerda e direita empregarem gente e conseguirem votos. Se fosse numa prefeitura já teriam proibido esta artimanha.