Artigo, Henrique Meirelles, Folha -Vício e virtude

No artigo a seguir, cujo trecho abaixo o editor pinçou do texto principal, o ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, fustiga o governo Dilma Roussef, o que parece indicar seu total afastamento do empreendimento petista.

Escreve Meirelles, que era candidato ao lugar de Joaquim Levy:

Em resumo, é fundamental que o reequilíbrio das contas públicas seja conduzido por uma liderança que não só acredite verdadeiramente no processo, como tenha força política e capacidade de transmitir à sociedade que ele será bem-sucedido e benéfico a todos. Nesses termos, sua chance de sucesso aumenta muito e seu custo cai substancialmente.

O processo é mais eficaz e transformador se vier acompanhado de reformas pró-crescimento (fiscal, trabalhista e previdenciária), que restaurem a capacidade de crescer de forma sustentável e vigorosa. Assim poderemos ter anos muito melhores à frente.
CLIQUE AQUI para ler tudo.

4 comentários:

Anônimo disse...

aaaa tá! enquanto fazia força para voltar ao governo com apoio do padrinho Lula, emitia comentários adequados ao momento, agora que perdeu o bonde, ataca a mão que o alimentou, o PT.

Anônimo disse...

engraçado, o políbio enxerga mesmo o que quer - meirelles não dá UM CUTUCÃO sequer em Dilma, e até se mostra otimista, no conjunto.

leia o texto - não tome a palavra de políbio por certa.

Anônimo disse...

Ele diz ; austeridade com montagem de um círculo virtuoso versus um vicioso.
Os petralhas são viciados em consumir sem trabalho virtuoso, mentindo, não cumprem nada,tudo é grandioso, copa das copas ,nunca nestepais , 50 milhões tirados da miséria é tragicômico. Vejam onde nos meteram.

Anônimo disse...

Ele diz ; austeridade com montagem de um círculo virtuoso versus um vicioso.
Os petralhas são viciados em consumir sem trabalho virtuoso, mentindo, não cumprem nada,tudo é grandioso, copa das copas ,nunca nestepais , 50 milhões tirados da miséria é tragicômico. Vejam onde nos meteram.