Cesta Básica em Porto Alegre registra alta e passa a custar R$ 384,56

A Cesta Básica de Porto Alegre, em maio, registrou variação de 4,23% e passou a custar R$ 384,56. No ano, a cesta está 10,33% mais cara e em 12 meses a alta é de 5,07%.   


Em maio, o trabalhador que recebeu salário mínimo comprometeu 53,05% do seu salário com a compra da Cesta Básica da capital gaúcha. O Salário Mínimo Necessário deveria ser de R$ 3.377,62, ou seja, 4,29 vezes o mínimo em vigor, de R$ 788,00.


As maiores elevações foram apuradas nas cidades do Nordeste: Salvador (10,69%), Fortaleza (8,89%) e Recife (7,73%). O único decréscimo foi registrado em Aracaju (-1,58%). 


Em maio, o maior custo da cesta foi registrado em São Paulo (R$ 402,05), seguido do Rio de Janeiro (R$ 395,23), Florianópolis (R$ 394,29) e Vitória (R$ 387,92). Os menores valores médios para os produtos básicos foram observados em Aracaju (R$ 277,16), João Pessoa (R$ 303,80) e Natal (R$ 312,41).

Nenhum comentário: