Só agora Ministério Público pede contrato assinado entre Inter e Andrade Gutierrez

Só agora, na undécima hora, no dia da votação do projeto que trata do assunto, o Ministério Público Estadual avisa que  quer ter acesso ao contrato assinado entre a direção do Internacional e a construtora Andrade Gutierrez para a reforma do Beira-Rio. Dessa forma, deu prazo de cinco dias para que o clube e a empresa apresentem o contrato da obra.

. O MPE desconfia que as chamadas estruturas temporárias são de responsabilidade das partes.

. Como se sabe, as estruturas temporárias serão usadas exclusivamente pelo Internacional, beneficiando o clube e a empreiteira - e mais ninguém. E é isto que o governo estadual quer que os contribuintes paguem, inclusive gremistas. 

. A própria Assembléia, que quer votar a toque de caixa o projeto de renúncias fiscais enviado pelo governador Tarso Genro em regime de urgência, não possui cópia do contrato e nem dos acordos assinados pelos governos estadual e municipal.

. Vai votar no escuro, com a corda no pescoço. 

14 comentários:

Anônimo disse...

Estas estruturas temporárias não tem uso para o Inter, que nem tem a posse do estádio durante a Copa. Elas se destinam a jornalistas, voluntários e à Fifa. O Inter não pode utilizar o estádio durante a Copa, não recebe nada pelo uso do estádio e só ganha visibilidade e os incentivos dados ao material de construção (também dados ao Grêmio).
Na realidade, é a cidade e o estado que tem ganhos, pelo incremento do turismo.

Anônimo disse...

Prezado Políbio,
Ainda sobre as estruturas temporárias, não entendo a dificuldade da Prefeitura em bancá-las, já que a cidade faz isto durante o ano inteiro, nos diversos eventos que promove, como, por exemplo:
• Bienal do Mercosul
• Carnaval
• Feira Agropecuária da Porto Alegre
• Rodeio Internacional e Rodeio Nacional Cidade de Porto Alegre
• Fórum Latino-Americano de Tradição e Folclore
• Feira Agropecuária da Produção Primária em Porto Alegre - Fepoagro
• Feira do peixe da Cidade de Porto Alegre
• Comemoração do Dia do Trabalhador
• Semana da Pátria
• Acampamento Farroupilha
• Feira do Livro de Porto Alegre
• Natal da Usina
• Réveillon da Usina

Existe até uma legislação sobre o tema. Pela Lei nº 10.903, de 31/05/2010, que institui o calendário de eventos de Porto Alegre e o Calendário Mensal de Atividades de Porto Alegre, o artigo 6º diz o seguinte: “poderão ser destinados recursos públicos para fins de realização de atividades previstas nesta Lei, quando caracterizado relevante interesse público”.

Anônimo disse...

COMO CONTRIBUINTE ME NEGO A PAGAR ESSA CONTA, QUE OS POLITICOS, TAXISTAS, DONOS DE HOTEIS E QUEM MAIS TIRAR VANTAGEM QUE TIREM DE SEUS BOLSOS.



EDUARDO MENEZES

Anônimo disse...

Enquanto isso, no Trambicão..ops...Itaquerão...

O Corinthians recebeu nesta terça-feira um repasse de R$ 260 milhões do BNDES para a Arena Corinthians - conforme este blog antecipou que aconteceria no dia 25 de fevereiro.
O valor corresponde a 65% dos R$ 400 milhões a que o clube pode tomar de empréstimo do banco estatal. Trata-se da linha de financiamento Pro Copa Arenas.
Por causa da demora na liberação desta linha de crédito, o clube teve que recorrer a dois empréstimos-ponte, com Banco do Brasil e Santander, o que vai encarecer o custo final do estádio.
A verba liberada agora será usada para o pagamento destes empréstimos-ponte. Até o meio de abril devem ser liberados os outros R$ 160 milhões por parte do BNDES.
http://globoesporte.globo.com/blogs/especial-blog/bastidores-fc/post/corinthians-recebe-r-260-milhoes-do-bndes.html

Anônimo disse...

Parabéns. Não conhecia esta lei. Matou a pau. Não há mais dúvidas sobre a possibilidade de emprego de recursos públicos. Interesse público. Bom, só falta dizerem que a COPA só interessa ao Inter. Bom, mas aí o Internacional terá que ter uma parte nos ganhos do Estado com o evento.

Clóvis disse...

Políbio, uma pergunta: qual o benefício do Inter (ou da AG) com as estruturas TEMPORÁRIAS, se estas, tão logo se encerre a Copa do Mundo, serão retiradas do local? Afinal, elas são temporárias ou PERMANENTES? Esclareça aí, tchê!

Anônimo disse...

Agora que a Copa tá aí, LIBEREM esses 20 mlhões de uma vez. Por quê?
- Maracanã custou mais de 1 bi.
- o Corinthians recebeu mais de 260 milhões hoje (fora o que já foi liberado).
Comparados a esses valores, os 20 milhões para Porto Alegre ter a Copa e não passar esse vexame histórico são MERRECA.

Anônimo disse...

As tais estruras temporárias benefiam a imprensa e jornalistas, locais, nacionais e internacionais, não o inter ou a construtora, eles que paguem.

Anônimo disse...

NÃO TEM QUE DAR DINHEIRO AO INTER.
SE FOSSE PARA O GREMIO TAMBÉM NADA DE DINHEIRO.
DINHEIRO PRECISAMOS PARA HOSPITAIS, ESCOLAR, SEGURANÇA, ESTRADAS.
QUEM DEFENDE ESTA MERDA DE COPA DO MUNDO QUE TIRE DINHEIRO DO SEU PROPRIO BOLSO.
A FIFA, CBF, E DEMAIS PILANTRAS LIGADOS AO FUTEBOL QUE SE DANEM.

Anônimo disse...

O conselho da Petrobrás aceitou sem ler o contrato a compra da refinaria de Pasadena, o mesmo querem fazer nosso legislativo aqui no RS? Fazer um erro uma vez é humano, duas vezes o mesmo erro no Brasil é má fé!

Anônimo disse...

Quem vai ganhar dinheiro com a copa é o inter, quem pariu o filho que o embale e sem mostrar a público o contrato oficial, ninguém sabe quem é o pai!!!

Anônimo disse...

SACANAGEM do CLUBE de FUTEBOL, quer transferir na ultima hora a responsabilidade assumida, tudo por um GRENALITO!

Esta é a questão, a coisa foi tratada como um jogo de futebol, o Clube do Internacional não poderia deixar para o outro, Grêmio, então assinou o contrato com a FIFA, mas, safadamente, deixa para o resto população a responsabilidade financeira assumida.
Os clubes de futebol e seus torcedores são o retrato das população.

Anônimo disse...

Imaginei que um sujeito com tua experiencia estivesse acima do grenalismo barato que ocorre neste Estado.O sapateiro não vai além da
sapata.Vais proteger a FIFA ou os
donos de hoteis e restaurantes que ]
já dobraram seus preços com a perspectiva da copa.

Anônimo disse...

Imaginei que um sujeito com tua experiencia estivesse acima do grenalismo barato que ocorre neste Estado.O sapateiro não vai além da
sapata.Vais proteger a FIFA ou os
donos de hoteis e restaurantes que ]
já dobraram seus preços com a perspectiva da copa.