Até deputados da base de Tarso opõem-se a renúncias fiscais para ajudar o Internacional

- O Bloco de Lutas prometeu pressionar os deputados, hoje, para que não concedam as isenções fiscais, já que se opõe ao uso de dinheiro público para a Copa. 

O projeto de lei que prevê isenção de ICMS para empresas que financiarem as estruturas temporárias para a Copa do Mundo em Porto Alegre deve ir à votação na tarde de hoje, na Assembleia. A proposta encaminhada por Tarso Genro venceu os 30 dias de tramitação no regime de urgência e pode ser apreciado se outras seis matérias que já trancam a ordem do dia forem apreciadas antes.

. O principal problema são os três vetos do governador Tarso Genro a projetos de lei e que não possuem acordo entre bancadas para serem votados. O primeiro deles, não votado na última sessão, trata do projeto do passe livre estudantil. O impasse pode derrubar o quórum e postergar a votação para a próxima semana.

. Na Assembleia, deputados da oposição e da base do governo condenam a proposta que utiliza recursos públicos, via isenção de impostos, para a Copa.

. Raul Pont (PT):
-  É indevida a pressão sobre os parlamentares. Há sentimento de constrangimento nas bancadas da base, que serão forçadas a aprovar a matéria para não criar problemas para o Executivo. Existem outras opções para financiamento das estruturas temporárias, porém, por intransigência da Fifa, não há possibilidade de acordo.

. Jorge Pozzobom (PSDB)
 - Votarei contra. O projeto fere frontalmente a Lei Eleitoral por dar isenção em ano de eleição, além de já ter sido criticado pelo Ministério Público.


6 comentários:

Alberto/NH disse...

Tem que mandar O LULA BARBA pagar a conta afinal foi esta figura quem trouxe a Copa "caça-níqueis-tupiniquim" para cá sem planejamento ou estudos de viabilidade nenhum e que está servindo apenas para encher os bolsos de empresários, boleiros, políticos e empreiteiras enquanto "faltam" verbas para hospitais, segurança, estradas...

Anônimo disse...

Até deputados da base de Tarso opõem-se a renúncias fiscais para ajudar o Internacional, COMO TU MENTE, JA ESCRIVI AQUI, dane-se a copa essas estruturas são da FIFA e não do INTER, ENTENDEU BURRRRRRRRRO

Anônimo disse...

Não vai ter copa, ao menos em P. Alegre.

Anônimo disse...

É muito simples: os deputados colorados votarão a favor; os gremistas, contra. Já aqueles que nunca ouviram falar em futebol (os sem-noção), aguardarão a melhor proposta!

Anônimo disse...

ISENÇÃO PARA A FORD QUE DARIA MILHARES DE EMPREGOS NÃO DERAM, PARA ESTA MERDA DA FIFA QUE SAIRÁ COM MILHÕES PODEM DAR, DIAS MELHORES VIRÃO PODEREI DIZER ISSO NA CARA DO TARSO.



EDUARDO MENEZES

Anônimo disse...

EDUARDO MENEZES, VC É O CARA !!!!

VC DISSE TUDO !!!

PARA A FORD, QUE TRARIA EMPREGO, RENDA E INDUSTRIALIZAÇÃO, NADA, MAS PARA ESTA VIADAGEM DE "ESTRUTURAS TEMPORÁRIAS", QUEREM TUDO A TOQUE DE CAIXA E SEM DEBATE !!!!