Patrícia Poeta diz que vândalos depredaram Carrefour

A esquerdalha não gostou da declaração da jornalista e diz que ataques como este ao lado (Carrefour de São Paulo sendo depredado) não são atos de vandalismo.

A jornalista e apresentadora gaúcha  Patrícia Poeta afirmou no programa “É de Casa” deste sábado, Rede Globo, que parte dos manifestantes que participaram dos protestos contra o assassinato de João Alberto são “vândalos”.

Durante os atos, algumas lojas do Carrefour foram quebradas e incendiadas. João Alberto foi morto por seguranças de uma unidade da rede em Porto Alegre, na véspera do Dia da Consciência Negra.

“A gente quer união e paz. Tenho falado muito com as pessoas do sul. Houve protestos democráticos. Os protestos são muito bem-vindos. Acho isso realmente lindo. A gente não pode deixar vândalos se infiltrarem nesses protestos dignos e esvaziarem a causa”, afirmou a apresentadora.

24 comentários:

Anônimo disse...

A jornalista Aline da GloboNews bateu de frente com Gal. Mourão pelas declarações dele sobre racismo. Depois de saber das notícias sobre o que João Alberto e seu pai fizeram com a ex mulher/nora, o que ela tem a dizer? Sou todo ouvidos, dona...

marsil.poa disse...

Que causa, sonsinha? A comunista da igualdade fictícia entre brancos e pretos? Vida não tem cor. Não foi a cor que fez a vítima, mas o excesso de justiça propria de 2 pessoas que se acharam acima de tudo, inclusive da vida alheia.
A justiça está sendo feita. Houve um crime e está sendo levado ao rigor da Lei. Quem provoca distúrbios também comete crime e deve responder por isso.

Anônimo disse...

Faço um grande esforço para acreditar que nem todos os jornalistas da grobolixo são canalhas.

Anônimo disse...

A Manu então não gostou. Esquerdalha.

Mardição disse...

Patricia Poeta tem razão. Vândalos ligados a esquerda foram os que depredaram o Carrefour. São os únicos que depredam, são seres ligados aos escuros, ligados ao mal, ligados e comandados pela N.O.M., comandados pelo Foro de São Paulo. Quando começarem a colocar no paredão tudo voltará ao normal.

Néo. disse...

Fernanda Poeta foi perfeita! Protestemos contra o Carrefour (francês) sob a forma de não comprar lá, optando por outras redes brasileiras. Temos muitas opções de compras sem precisar comprar numa multinacional da França que, como se sabe, tem rixa com o Brasil (Amazonia). Mas, não precisamos depredar. A maior depredação será deixar de comprar no Carrefour.

Eduardo disse...

Assisti ao vivo na CNN ontem, tem uma passagem de uma senhora e um cachorrinho dentro de um carro tendo o para-brisa quebrado, algo dantesco.

Anônimo disse...

causa?

ops, entao ha uma causa...

se ha uma causa, ha organização...

RICARDO AMMIRABILE VIANNA disse...

Perfeita manifestação da nossa conteranea .

Anônimo disse...

Parabéns Patrícia Poeta, tu honras o jornalismo e a nossa terra!!

Anônimo disse...

Se eu fosse da PM eu adoraria descer o porrete nas costas de um esquerdista vagabundo desse, ia bater até virar o cara do avesso

Anônimo disse...

A Patrícia Polenta não entende muito de vandalismo por isso ela tem que ficar na dela.

Anônimo disse...


Vandalismo, será que temos agentes cubanos e venezuelanos agindo infiltrados?

Anônimo disse...

Vândalos canalhas depredaram o Carrefour, não são nem um pouco melhores do que aqueles que mataram o cara. Se houver um acidente de carro onde o motorista estiver agonizando, certamente roubarão a carteira dele e o deixarão morrer.

Anônimo disse...

Era perfeita...

Passou do ponto.

Anônimo disse...

Nada justifica o assassinato, mas a vítima também não era flor que se cheire. O site terça livre divulgou a capivara da vitima, incluindo aí várias agressões contra sua ex-mulher que ao que parece trabalha no Carrefour em que foi vitimado. E na quinta feira passada teria agredido um segurança, conforme vídio que circula por aí.

Anônimo disse...

Os mesmos que apoiam vandalismos, e ganham dinheiro aqui no Brasil e vão gastar em Miami, Florida para pagar impostos e gerar empregos lá. E metem o pau no Brasil.

Anônimo disse...

Procura que tem o Boulos por perto!

Tem o ladrão de banco que será identificado, perseguido e uma hora vai cair preso.
Tem o ladrão do Estado, esse se "elege democraticamente", rouba o dinheiro do Estado (o nosso dinheiro) e monta um esquema para não ser preso.

O Boulos é um rapaz persistente, uma hora vai conseguir.

Anônimo disse...

Cadê a policia? Está na hora do povo cobrar responsabilizadade da polícia. A polícia tem obrigação de prevenir e prender os responsáveis.

Anônimo disse...

Discurso de Bolsonaro sobre racismo no Brasil gera choque e indignação entre participantes do G20:

"Como é que, em pleno século 21, ainda escutamos tais discursos", questionou uma diplomata europeia que participou da cúpula do G20

21 de novembro de 2020

247 - Constrangimento, choque e indignação eram os sentimentos entre algumas delegações estrangeiras da ONU, após o discurso de Jair Bolsonaro na abertura da cúpula do G20, neste sábado (21), em que reclamou dos protestos contra o racismo no Brasil.

De acordo com reportagem de Jamil Chade, do UOL, uma parcela das delegações não entendeu imediatamente do que se tratava. Mas para quem acompanhava a situação do país, como uma negociadora de alto escalão de um país europeu a fala de Bolsonaro deixou ela e outros membros da delegação "em choque" ao ouvir a "tese de conspiração" sobre o racismo no Brasil. "Como é que, em pleno século 21, ainda escutamos tais discursos", questionou a diplomata, na condição de anonimato.

"Fontes ainda confirmaram que diplomatas estrangeiros trocaram mensagens comentando a atitude do brasileiro, enquanto outros, sem saber o motivo da declaração, buscavam entender do que Bolsonaro falava", contou Chade, destacando que uma delegação de uma das agências da ONU, a reação foi de indignação, chamando a atenção pelo fato de Bolsonaro não ter feito nenhuma referência sobre a vítima e nem sobre a necessidade de uma resposta que leve em consideração a Justiça.

Anônimo disse...

Eu assisti vídeos que NEGROS combatem o fogo feito por vagabundos (e chamam isso de protesto pacífico), vi uma NEGRA desesperada combatendo o fogo. Portanto, os "pacíficos protestos" defendem quem, mesmo ? Aqueles NEGROS que lá trabalham não merecem ter seu emprego ? Quem limpa mesmo os estragos provocados pelos "pacíficos protestos" ?? E os funcionários BRANCOS ? Não merecem ter seus empregos ? Quais NEGROS defendem afinal ? Eu vi o rapaz agredindo um segurança, a partir dai começou a confusão. Por que ele estava sendo retirado do Carrefour ? Nada fez ? Um mal entendido ? Eu vi um crime comum, feitos por duas pessoas que tomaram para si responder a agressão sofrida. SÓ !

Anônimo disse...

E os desempregados vão pagar a conta sem terem culpa.Condenar os criminosos com cadeia sem essa de não comprar mais deu de cancelamento que é outro crime perseguição um não justifica outro.

Anônimo disse...

PATRICIA POETA,ATÉ QUE ENFIM UMA JORNALISTA DE VERDADE.

Anônimo disse...

"Vandalismo, será que temos agentes cubanos e venezuelanos agindo infiltrados?"

Que parece estranho parece...os "idiotas úteis" estão sempre prontos e outros com a desculpa de protestos se apropriam dos bens alheios. No mínimo deveriam ser presos e responder por seus atos de vandalismo.