Grampo revela aliança entre político preso (governador Silvan Barbosa) e magistrado (Gilmar Mendes) que o beneficiou no STF

Quatro meses depois do telefonema, o STF reuniu-se para examinar o inquérito e Gilmar deu o voto decisivo para livrar a cara do governador.

O vazamento do grampo aplicado legalmente pela PF em cima de telefonema de Gilmasr Mendes e o governador do Mato Grosso, Silval Barbosa, grampeado por autorização dada em 15 de maio do ano passado pelo Supremo Tribunal Federal, a pedido da Procuradoria-Geral da República.

Cinco dias depois da autorização, o governador foi preso e solto no mesmo dia. As 17h15min, ele recebeu telefonema de Gilmar Mendes, que nasceu em Mato Grosso e cuja família tem fazenda no Estado. No telefonema, parece surpreso com a situação de Silval Barbosa: “Governador, que confusão é essa?”. Começavam ali dois minutos de um telefonema classificado pela PF como “relevante” às investigações. 

Silval Barbosa: E é com isso que fizeram a busca e apreensão aqui em casa.
Gilmar Mendes: Meu Deus do céu!
Silval Barbosa: É!
Gilmar Mendes: Que absurdo! Eu vou lá. Depois, se for o caso, a gente conversa.
Silval Barbosa: Tá bom, então, ministro. Obrigado pela atenção!
Gilmar Mendes: Um abraço aí de solidariedade!
Silval Barbosa: Tá, obrigado, ministro! Tchau! 

Silval Barbosa é acusado de corrupção pela PF num inquérito que corre no Supremo.

9 comentários:

ZAPELINO B disse...

É dizer que não tinha nenhum homem que desse Beiçola por impedido nesta votação, pois ele era parte!

Anônimo disse...

Isso é muito velho e nenhuma providência foi tomada até o presente momento.

Anônimo disse...

Só resta ao povo pedir Impeachment para Gilmar Mendes! Não há mais alternativas para continuar no STF desmoralizando o Brasil. Fora

Anônimo disse...

Enquanto isso.....

Popularidade de Bolsonaro derrete: 51% desaprovam governo e 41% acham ruim ou péssimo:

Levantamento do Paraná Pesquisas divulgado nesta sexta-feira (28) mostra que 51% da população brasileira desaprova o governo extrema-direita de Jair Bolsonaro, enquanto 43,7% disseram aprovar; 40,8% consideram ruim ou péssima a administração de Bolsonaro; no Nordeste, percentual sobe para 63,3%

28 de junho de 2019

247 - Pesquisa divulgada nesta sexta-feira, 28, pelo instituto Paraná Pesquisas comprova que a popularidade de Jair Bolsonaro está em queda livre.

Segundo os dados divulgados, 40,8% dos brasileiros consideram ruim ou péssima a administração do presidente Jair Bolsonaro. 30,1% classificaram como ótima ou boa e 2,2% não opinaram. Questionados sem aprovam ou desaprovam o governo, 51% disseram desaprovar o governo, enquanto 43,7% disseram que aprovam.

O Nordeste continua sendo a região de maior rejeição a Bolsonaro. 63,3% dos nordestinos disseram desaprovar o governo....

Anônimo disse...

Noticia requintada?

Anônimo disse...

de que data é essa publicação?

Anônimo disse...

Isso pode, Gilmar Mendes?

Anônimo disse...

Depois dessa conversa gravada - com autorização judicial e, portanto, coberta da mais absoluta legalidade - onde estão as reverberações do escândalo? Onde as manchetes exigindo que o ministro se exonere? Onde está Alcolumbre para dizer que se fosse no Senado Gilmar já estaria cassado ou preso? Onde as manifestações de desapreço??? É que Gilmar é a favor e não contra a corrupção.

Anônimo disse...

De novo petralha...continua a acreditar nas pesquisas que davam Haddad em primeiro