Istoé conta como ocorre a fritura de Onyx Lorenzoni

A revista Istoé também resolveu fustigar o ministro Onyx Lorenzoni, tudo em reportagem com direito a chamada de capa.

A edição de hoje diz que ministro ainda desfruta da confiança do presidente, mas ao demonstrar ter compromisso com o erro, ao contrário do que pregava Juscelino Kubitschek, Onyx coloca a própria cabeça a prêmio.

Leia mais:

- Ainda durante a campanha presidencial, o então candidato a ministro vendeu uma ideia equivocada ao futuro presidente. A de que seria absolutamente simples e fácil dobrar o Congresso, teoricamente acuado pelo discurso da “Nova Política”, apenas com o que chamava de “boas ideias”. Ao ser questionado publicamente como ocorreria o meio-campo com o Legislativo, o então deputado federal repetia sempre a mesma ladainha – que hoje se revelou uma tragédia hamletiana: “Palavras, palavras, palavras, nada mais que palavras…”.

CLIQUE AQUI par ler tudo.

11 comentários:

ARS disse...

Até agora os democratas têm atrapalhado mais do que ajudado. O ministro deveria reconhecer isso e pedir para sair e cuidar de sua saúde.

Anônimo disse...

O que havia de bom na IstoÉ está no Antagonista, Cláudio Dantas.

Anônimo disse...

Um deputado apático e agora um ministro que se mostra incompetente.

Anônimo disse...

Isso é muito bem feito para esse Onix...tem mais que se ferrar!

Anônimo disse...

Se ele tivesse se impondo mais, trabalhado mais e deixado as redes sociais de lado, mas virou estrelinha deslumbrado das redes sociais, agora vai naufragando no próprio ego.

Anônimo disse...

O homen é o lobo do homen.

Anônimo disse...

Enquanto os Cães ladram, a Caravana passa ". Hoje o Brasil e Mercosul assinaram o acordo comercial com a Europa. "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos".Marco histórico.

Anônimo disse...

Tu deve ser do nordeste...e o Ônix tá deixando a torneira...kkkk

Anônimo disse...

O homem do caixa 2

Anônimo disse...

Não era o homem de ferooooo do governo ????

Anônimo disse...

O Moro não tinha perdoado o Onix pelo caixa 2?

Jorge Antônio Oliveira tomou posse como ministro da Secretaria-Geral da Presidência leva para o novo cargo sua antiga função: a Subsecretaria de Assuntos Jurídicos, que pertencia à Casa Civil, de Onyx Lorenzoni.

O ministério de Onix (casa civil) já foi esvaziado, este está lá só passando tempo.

Uma das empresas do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), deve à União mais de R$ 800 mil. A informação foi inicialmente publicada pelo jornalista Lauro Jardim, em sua coluna no jornal O Globo.

É por estas e outras que este cara tem que ser mandado embora.