Depois de 20 anos, com pressão de Bolsonaro, Macri e Merckel, sai acordo de livre comércio entre Mercosul e União Européiapressionam

Ao lado, chanceleres Araújo e Faurie (Argentina) durante as negociações desta semana em Bruxelas.

Após mais de 20 anos de negociação e graças a pressões das novas diplomacias argentina e brasileira, mas principalmente dos presidentes Macri e Bolsonaro, mas do  lado europeu graças à pressão de Angela Merckel, Alemanha, após 20 anos de negociações que não avançavam,  a União Europeia e o Mercosul fecharam um acordo de livre comércio entre os dois blocos, segundo comunicado conjunto divulgado nesta sexta-feira pelos ministérios da Economia e das Relações Exteriores do Brasil.

De acordo com estimativas do Ministério da Economia, o acordo "representará um incremento do PIB brasileiro de US$ 87,5 bilhões de dólares em 15 anos, podendo chegar a US$ 125 bilhões", considerando a redução das barreiras não-tarifárias e o aumento esperado na produtividade do país.

Segundo o comunicado, o aumento dos investimentos previstos para o Brasil no mesmo período é de US$ 113 bilhões. E as exportações para a União Europeia podem crescer quase US$ 100 bilhões até 2035.

CLIQUE AQUI para ler a nota conjunta do Itamaraty, ministério da Agricultura e ministério da Economia. O chanceler Ernesto Araújo participou, hoje, em Bruxelas, das negociações finais e do anúncio.
CLIQUE AQUI para acompanhar comentário inicial de Renata Amaral, diretora de Comércio Internacional da BMJ Consultores Associados, para saber quais são os desdobramentos da notícia.

7 comentários:

Anônimo disse...

Lula e Dilma não conseguiram. Só interessava a Venezuela,Cuba,Bolívia,etc para esta quadrilha.O que eles conseguiram foi saquear nosso dinheiro.

Anônimo disse...

escreve isso ai direito, Polibio...

20 anos que a ESQUERDA atravancava o acordo...

a equipe do capitão foi lá, transmitiu confiança e o troço saiu!

vitória do nosso presidente, e só...

esses 20 anos ai foram de pura ensebação da esquerda derrotada que agora vai ficar cada vez menor...

Anônimo disse...

O brasil ainda vai acabar sustentando todo o Mercosul.

Anônimo disse...

Desde que no acordo não esteja o reconhecimento e o cumprimento das leis draconianas européias, como, entre outros, o famigerado artigo 13, sobre a internet, esse pode ser um bom negócio.

Anônimo disse...

Chora petezada. Só faziam conchavos com paises comunistas. Comecamos entrar no primeiro mundo.
Mito 2022.

Anônimo disse...

Bolsonaro nem sabia que havia a intenção do acordo. Chegou lá e ficou sabendo do que se tratava.

Anônimo disse...

Agora sim, foi e o PT se fudeu ! Enquanto isso, também, vai o Moro crescendo ainda mais do que imaginava lhe ser possível crescer, dado cada vez mais ficar se mostrando ao povo todo o esforço que o Moro havia feito para livrar a nação de criminosos e que ninguém sabia de todo esse esforço e coordenação, para o desespero de juízes invejosos que apenas viviam de se aproveitar e criar mordomias para os seus interesses e amigos bandidos, diferentemente do total desapego aos cargos e funções que o Moro ainda fez por bem demonstrar, ou seja, viva Bolsonaro, viva Araújo e viva Moro, os nossos 3 Mosqueteiros, sendo o Povo o Dartagnan e quarto Mosqueteiro.