Artigo, Carlos Ramalhete, Gazeta do Povo - A tal homofobia

O Supremo, supremamente legislando, como gosta de fazer – tenho medo de quando decretarem o fim, talvez por inconstitucionalidade, da Lei da Gravitação Universal, e nos ponhamos todos a flutuar pelos ares –, decretou que a “homofobia” é crime, equiparando tal coisa ao racismo. Então, talvez pelos cansados e doloridos ossos do ofício de quem vive a pensar esta nossa complexa sociedade, pergunto eu o que são essas coisas todas ora criminalizadas. Não digo o que a lei vá determinar que sejam, de acordo com os ventos da moda e a cabeça dos juízes – de que, tal como de bumbum de neném, ninguém sabe o que vem. Mas o que são, de verdade, essas coisas que vêm de ser criminalizadas.

A primeira, que já estava na lei, é relativamente simples: racismo é tratar de forma diferente as pessoas em função de variações fenotípicas de aparência, como formato do olho, largura das narinas ou lábios, cor de pele e outros critérios irrelevantes. 

CLIQUE AQUI para ler muito mais. O texto é extenso, mas vale a pena examinar.

13 comentários:

Anônimo disse...

ESTA A MELHOR PARTE do texto:

"Na verdade, o objetivo disso tudo, dessa campanha toda, dessa invenção maluca de modalidades identitárias fluidas, é justamente este: fragilizar e violentar a instituição conjugal. O que se quer é dissolver ao máximo a célula primeira da sociedade, que é a família, para que a atomização da sociedade em indivíduos torne mais fácil levá-los a depender em tudo do Estado e de grandes corporações."

Anônimo disse...

RACISMO, de fato não existe, é UMA ABERRAÇÃO pois que

"SÓ EXISTE UM RAÇA, A RAÇA HUMANA"




Anônimo disse...

Concordo. Temos que difundir isto!

Anônimo disse...

Os satanistas querem acabar com a instituição familiar e o Cristianismo como um todo. É uma imposição global mundial internacional. E os virados da cabeça daqui estão implantando a agenda direitinho. Daqui uns tempos não se assustem quando aquela estatueta tomar as praças públicas como algo normal, como já vem ocorrendo.

Anônimo disse...

A pergunta que fica é porque ainda não regulamentaram a construção ou implantação do terceiro sanitário misto nas novas construções e adequação onde é possível colocar. Pois não adianta apertar de um lado, se não dá contrapartida pelo outro.

Anônimo disse...

Esqueceram do estatuto da diversidade que está no forno.
Um dia será aprovado, e o pai e a mãe serão considerados criminosos se tentarem de alguma forma, mesmo que uma mínima conversar ou contrariar mesmo com diálogo as vontades do filho. E será terminantemente proibido qualquer médico ou psicólogo clinicar sobre o assunto.
A criança será o que ela quiser ser e ninguém pode se opor em nenhum aspecto sob pena de ser considerado um crime.

Anônimo disse...

LGBT = destruição da FAMÍLIA

Anônimo disse...

LGBT = Liquor, Guns, Bacon and Tits

Anônimo disse...

Pobres almas são aquelas que levados por razões justas (sofreram discriminação) acabam servindo de massa de manobra a politicalhas da esquerda com o eterno intuito de dividir para conquistar a sociedade.

Anônimo disse...

Se alguém me agredir, me xingar, vou dizer que fui atacado pq sou gay e vou processá-lo. Simples assim...

Anônimo disse...

Fobia quer dizer medo. O que seria "homofobia"? Como caracterizar? Quais os elementos do delito? Não existe crime sem prévia lei que o defina. Cadê a lei que define "homofobia"?
Todas as pessoas devem ser tratadas com educação pelas maneiras que são e pelas escolhas que fizeram, mas não se deve exigir que todos aceitem e apliquem a si próprios as mesma normas. É a minoria - não sei se é - querer forçar a maioria a ser como eles.

Justiniano disse...


A única lei que o STF não vai revogar é a lei do menor esforço. Senão terão que trabalhar e isso ele não querem.

Logo haverá uma inquisição com caça aos discos do Costinha que 80% eram piadas sobre bichinhas e veados. O mesmo farão com os discos do Ary Toledo.

Anônimo disse...

Ao Anônimo das... A criança será o que ela quiser ser e ninguém pode se opor em nenhum aspecto sob pena de ser considerado um crime.
28 de junho de 2019 12:51

Na entrada de uma PUC (Pontifícia Universidade católica), que educa crianças de 6 anos, tem na entrada um cartas de 30 m2 com dom Pedro (que por baixo é uma negra), e no texto, esta riscada a palavra "o que", e substituída por "seja QUEM" vc quiser. PS: Eu não consegui "arrancar" dos funcionários se aquele cartas tinha alguma mensagem "oculta".