Governo Sartori propõe revisar salário regional em índice inferior ao da inflação (1,8%)

O governo Sartori decidiu enviar à Assembleia Legislativa proposta de reajuste de 1,81% para o salário mínimo regional, índice abaixo da inflação de 2017 – que ficou, segundo o INPC, em 2,07%. Se for aprovado, o mínimo gaúcho passará para R$ 1.196 na primeira faixa – um aumento de R$ 21.


O índice proposto pelo governo Sartori ficou mais próximo do que sugeriram as entidades patronais (1,78%) do que o pedido das entidades de trabalhadores (4,5%).

6 comentários:

Anônimo disse...

Revisão abaixo da inflação e sem ganho real. Desta forma o povo gaúcha irá sucumbir diante aos juros do banco bilionário chamado Banrisul

Anônimo disse...

Revisão abaixo da inflação e sem ganho real. Desta forma o povo gaúcho irá sucumbir diante aos juros do banco bilionário chamado Banrisul

elias disse...

E ai sartori.
Tá certo. Concordo.
Mas certamente vai incluir um auxilio moradia para o pessoal de baixo.
Ou só o de cima?

Roberto disse...

ERROU redondamente. O estado precisa diminuir tudo que for possível da gordíssima folha de pagamento que nós temos que bancar. Faltou coragem. Chama o TRUMP.

Anônimo disse...

Quem acha que é pouco faça igual ao Sérgio Moro: Peça auxilio moradia de R$ 4.500,00 para complementar o salário

Anônimo disse...


Com todas as mordomias pagas com o dinheiro do povo trabalhador, aposentadorias inclusive, o Polenta quer arrochar -ainda mais- os menos favorecidos.
Ora, sem gastar um tostão do que recebe mensalmente, pois tem até as suas roupas intimas pagas com o dinheiro do trabalhador, que usa meias e cuecas furadas por não ter dinheiro para comprar outras, sem comprometer o seu salário, agora tem a merreca mensal erroneamente denominada de salário, achatada por uma decisão de quem não sabe sequer o preço da sua refeição diária. assim fica fácil.