Artigo, Tito Guarniere - O apego ao Estado

Francamente, não sei se há no mundo país em que tanta gente acredita no primado do Estado, que tudo media, provê e resolve. A superstição não é popular apenas entre os simplórios que engolem tudo, como os beneficiários do Bolsa Família. A ideia é dominante na academia, os docentes do nível superior de ensino, que têm urticária quando se fala de produtividade, mérito, eficiência, esses valores “da direita”. E mesmo no andar de cima, para usar a expressão de Elio Gaspari, há uma faixa do alto empresariado, adepta do capitalismo de fancaria, que não sobrevive senão no colo generoso do Estado, de onde emanam financiamentos a juros subsidiados, sobrefaturamentos, licitações viciadas, desonerações fiscais e favores de toda sorte e origem, no mais das vezes ilícitos.

As causas de um tal apego, pegajoso e incurável, não têm explicações finais, senão aquelas ligadas à nossa formação histórica.

Nos sistemas totalitários, como o fascismo, o nazismo e o socialismo real (comunismo), a opressão dos opositores - que logo se transformam em inimigos -, das etnias vítimas do ódio racial, dos grupos sociais incômodos, dos suspeitos de sempre, se fez invariavelmente através do Estado e em seu nome. 

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

6 comentários:

Anônimo disse...

Texto perfeito !

Anônimo disse...

Esta obsessão pelo protecionismo estatal é típico de esquerdopatas incompetentes!

Anônimo disse...

O Tito Guarniere matou a pau com esse artigo!
O BRASIL PRECISA URGENTE DIMINUIR O ESTADO E PARABÉNS AO SARTORI PELA INICIATIVA AQUI NO ESTADO!

Anônimo disse...

Tenta baixar os impostos e verás que isso não se cria mais.

Unknown disse...

Somos uma república de bananas!!! Só falta assumir!!! E mudar...!!!

Anônimo disse...

Num blog de mobilidade urbana, escrevi que deveria ser revisto as isenções de milhares de IPTUS e de gratuidades no transporte público, recebi N críticas. Eu não necesdito andar de graça no ônibus ou no Metrô, embora tenha direito, prefiro e faço questão de pagar.Acho que isenção deveria ser somente para quem não tem condicoes de pagar, ou pagar um valor simbolico ex:1,00. Há muito abuso, pessoas que pegam um ônibus para andar 2 pontos,sendo que os médicos recomendam que o idoso precisa andar.