'Não imaginava', diz vizinho de suspeito preso por terrorismo no RS

Casa onde homem foi preso na manha desta quinta-feira (Foto: Patrícia Porciúncula/RBS TV)

A reportagem é do G1, Rede Glogo. Leia:

A prisão de um homem de 26 anos, suspeito de terrorismo, nesta quinta-feira (21) assustou moradores de Morro Redondo, no Sul do Rio Grande do Sul. A ação da Polícia Federal ocorreu na localidade de Açoita Cavalo, na área rural do município de pouco mais de 6,2 mil habitantes. Um homem de 64 anos diz ter sido acordado por volta das 5h com a movimentação na estrada. Ele não quis se identificar, mas conta que, durante a ação da Polícia Federal, vizinhos chegaram a ser interrogados, mas foram liberados. "Não imagina isso (envolvimento do homem com terrorismo)."

O suspeito, segundo o vizinho, morava há cerca de 20 dias na localidade com a esposa, o filho e seu pai. E diariamente ele ia para Pelotas, a cerca de 38 quilômetros da cidade. "Ele (o homem preso) estava estudando em Pelotas.O pai dele o levava todo o dia." A reportagem da RBS TV chegou a ir na residência da família, mas não foi recebida.

O terrorista gaúcho foi conduzido para Porto Alegre e depois escoltado para Brasília. 

2 comentários:

Anônimo disse...

Isto tá perecendo armação.....babacas comprando armas no Paraguai pela internet....coisa de amador.. parece o acampamento de Ibiuna que o Zé Dirceu fez em 1969....levou 500 pessoas para um congresso em local "secreto" em ibiuna ( 60 Km de SP).. depois foi a padaria e pediu 500 pães e 500 marmitas.. num lugarejo de 3 mil habitantes,,,,em uma hora todos estavam presos....estrategista...

Ariel Peres disse...

Conheço Morro Redondo, terra de imigrantes alemães, gente pacata mas , sabe-se, hoje em dia como problemas de drogas, seus filhos já não são mais queles colonos pacatos.
A rigor, custo a acreditar "em las bruxas, pero que las ai, ai!"...sabe-se lá o que passa na cabeça desses "estudantes"...mas, sinceramente, a distância está grande demais para se acreditar em Islamismo Radical ou, como queiram, terroristas.














a