Sartori falará esta tarde com Temer para discutir a dívida com a União

O Piratini informou ontem a noite ao editor que ainda hoje o governador José Ivo Sartori irá se encontrar com o presidente Michel Temer. Será as 17h, no Palácio do Planalto. Sartori vai discutir alternativas para a negociação da dívida do Rio Grande do Sul com a União. O Supremo Tribunal Federal (STF) deu prazo de 60 dias para as negociações.

Nesta quarta-feira, às 14h, Sartori será recebido pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. Às 15h30min, está marcada uma audiência na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), para tratar sobre concessões de aeroportos.

Ontem a noite,  o governador esteve com o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra. Recentemente, o governo estadual lançou o Programa Gestão Sustentável, para atender 40 mil agricultores familiares no Rio Grande do Sul.

2 comentários:

Anônimo disse...

Sartori, o que tu precisas fazer com urgência é aumentar mais os impostos.O resultado esta ai comprovados com os números.
Não acredites nesta papo furado que aumentar impostos não resolve.
Se falta dinheiro no caixa do estado para cobrir suas despesas, os impostos são a única fonte de receita do estado,ou tu acreditas que o dinheiro virá do além?
Os funcionários públicos que estão ai a serviço do povo precisam aumento de salários ou melhor,reposição salarial para repor a inflação.
De um calote na divida, moratória,manda uma banana pra quem nos financiou,eles deveriam pelo menos saber o risco que corriam.
A grande maioria da gauchada é comuna,nao faltarão ctgo,te apoiarão pois são os mais politizados do Brasil

Anônimo disse...

Sartori, o que tu precisas fazer com urgência é aumentar mais os impostos.O resultado esta ai comprovados com os números.
Não acredites nesta papo furado que aumentar impostos não resolve.
Se falta dinheiro no caixa do estado para cobrir suas despesas, os impostos são a única fonte de receita do estado,ou tu acreditas que o dinheiro virá do além?
Os funcionários públicos que estão ai a serviço do povo precisam aumento de salários ou melhor,reposição salarial para repor a inflação.
De um calote na divida, moratória,manda uma banana pra quem nos financiou,eles deveriam pelo menos saber o risco que corriam.
A grande maioria da gauchada é comuna,nao faltarão ctgo,te apoiarão pois são os mais politizados do Brasil