Pratini de Moraes renúncia ao conselho da JBS

O ex-ministro de três governos brasileiros (da Indústria e do Comércio de 1970 a 1974; das Minas e Energia em 1992; e da Agricultura entre 1999 e 2003), o gaúcho Marcus Vinicius Pratini de Moraes, que emprestou seu prestígio e conexões à JBS, renunciou ao conselho de administração e comitê de auditoria da empresa, onde estava desde o IPO.

4 comentários:

Anônimo disse...

Pratini de Moraes foi um dos mais importantes gaúchos do século XX1
O que esse homem fez pela indústria exportadora com a sua qualidade, comprometimento e inteligência é impossível de descrever! Vindo de família humilde e muito estudioso, foi o mais jovem Ministro da história do Brasil até a década de 60!

Anônimo disse...

Será que ele sentiu algum cheirinho de carne mal passada?

Justiniano disse...

Esse viu a furada que entrou e cascou fora.

Essa empresa é uma tremenda lavanderia, dirigida por laranjas para o lulinha.

A origem da família JBS eram donos de açougues e de uma hora para outra viram o maior conglomerado frigorifico do país. Esse angu tem caroço!!!

Anônimo disse...

Conselhado saiu fora do Conselho!

TÁ NA CARA os motivos.