Entrevista - Este pacote de projetos de aumentos salariais é uma farsa

Frederico Antunes, deputado, PP

O governo encaminhou um pacote de 17 projetos à Assembléia, em regime de urgência, concedendo aumentos salariais que registrarão variações só possíveis no novo governo. Em ano eleitoral, será possível votá-los?
Eles não serão votados antes de 7 de abril, dentro de um mês e pouco, data limite permitida pela lei eleitoral para a apreciação de matérias deste tipo.

E então?
É uma farsa.

Mas não é só votar?
Não é só votar. É preciso debater, votar e sancionar. Ou seja, está claro que o governo os enviou sabendo que não vai ter tempo hábil. É mais uma farsa. Além disto, ele concede aumentos que só serão cumpridos pelo próximo governo, o que é ilegal.

2 comentários:

Anônimo disse...

Lendo com atenção a minuta do projeto de aumento salarial proposto por Tarso Genro, dá para constar que é farsa e pega-ratão. Não será pago pelo próximo governo e irá parar no Judiciário. A propósito, maioria dos funcionários não está satisfeita com o formato do projeto, que provoca enorme distorção salarial entre ativos e inativos.

Anônimo disse...

Ilegal? Mas petralha se preocupa com isto?