Queda na atividade econômica de 1,4% em maio é histórica

A atividade econômica apresentou queda de 1,4% em maio, em relação ao mês anterior, de acordo com o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado nesta sexta-feira. Foi a maior queda registrada na série histórica, iniciada em 2003, para o período, nesse tipo de comparação.

. A retração veio depois de dois meses seguidos de alta no indicador, de acordo com os dados revisados. Em abril, comparado a março, a expansão do índice revisado ficou em 0,96%.

. Em relação ao mesmo mês do ano passado, houve crescimento de 2,28% (sem ajustes). No ano, o IBC-Br apresentou expansão de 3,01%, e em 12 meses encerrados em maio, de 1,74%.

Um comentário:

Justiniano disse...

Esse é o tsunami que aquele hipócrita do pai ináçio 51, dizia que era uma marolinha. Ele é tão malandro que não quer ser candidato porque sabe que a crise só tende aumentar, a inflação crescendo e o povo não rua não aceita mais demagogias populistas.

Esses FDP ainda vão aumentar a dívida interna e externa e logo terão que pedir ajuda ao FMI.

As reserva cambiais estacionaram em 378 bilhões de dólares, enquanto a dívida externa já está em 322 bilhões de dólares e continua crescendo mês a mês. No início do ano era de 90 bilhões a diferença.