Rio descumpre acordo e pode ser excluído do RFF, Caso interessa ao RS.

O Rio foi o único Estado que aderiu ao RRF, criado durante o governo Temer. O RS tenta desde o governo Sartori, mas não consegue avançar.

As negociações nas próximas duas semanas entre o governo do Rio de Janeiro e o Ministério da Economia podem determinar o futuro do Regime de Recuperação Fiscal, no qual tem interesse direto também o governo do RS. 

O objetivo do RRF é aumentar as receitas do Estado por instrumentos como corte de isenções fiscais, mudanças nas alíquotas de contribuições previdenciárias, corte de despesas com reajuste ou contratação de servidores, entre outras ações definidas caso a caso.Em troca, os governadores deixam de pagar as parcelas da dívida com a União por três anos, prorrogáveis por mais três, e recebem aval do Tesouro para operações de crédito

O Rio de Janeiro assinou o acordo com o governo federal há pouco mais de dois anos e nesse período descumpriu algumas regras. O estado tem até 3 de outubro para explicar o não cumprimento das recomendações do Tesouro Nacional. A depender dos termos negociados pode haver maior ou menor interesse de outros governadores aderirem ao programa. 


3 comentários:

Anônimo disse...

Acreditaram no Rio? O Paulo Guedes é carioca? Eu coloco minhas barbas de molho com gestores cariocas, nada é por acaso, até os times do Rio estão na pindanga.

Anônimo disse...

A solução para esta questão está aqui:

https://pt-br.facebook.com/celsodeucher/posts/10158936889213916?__tn__=C-R

Anônimo disse...

Ame ou deixe!!!
Deixar já penso que não é uma má escolha.