Atividade do comércio recuou em outubro sobre novembro, mas dados anuais são de alta

Em novembro, Indicador de Atividade do Comércio recuou na margem, mas crescimento interanual reforçou tendência de retomada do consumo.

Conforme dados divulgados ontem, o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio apontou ligeiro recuo de 0,5% na passagem de outubro para novembro, já descontados os efeitos sazonais. Esse resultado veio após a alta de 1,5% registrada na leitura anterior. O indicador é construído a partir do volume de consultas mensais realizadas pelo comércio à base de dados do Serasa. O maior recuo observado foi no segmento de veículos, motos e peças, seguido de combustíveis e lubrificantes e de móveis, eletrodomésticos, eletroeletrônicos e informática. Por outro lado, apresentaram crescimento na margem os segmentos de material de construção e de tecidos, vestuário, calçados e acessórios. O segmento de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas ficou estável no período. 

Já na comparação interanual, o indicador agregado registrou alta de 5,4% o que, apesar do recuo na margem, reforça a tendência de retomada gradual do consumo observada ao longo deste ano.

Nenhum comentário: