Moro e Bolsonaro discutem indulto de Natal de Temer

O presuntivo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, foi encontrar-se com Bolsonaro.

Vão discutir o julgamento do decreto de indulto natalino de Temer.

O julgamento foi suspenso, ontem, por pedidos de vistas.

6 comentários:

Justiniano disse...

Temer deverá ser preso após descer a rampa do palácio do Planalto. Chefe do quadrilhão tem que ser processado e preso por inúmeras falcatruas incluindo a mala de dinheiro do Rodrigo Rocha Loures e propinas do rolo dos portos.

Temer preso não terá visita intima, mas alguém vai cuidar da Marcela.

Anônimo disse...

Fachin citou Rui Barbosa contra, e Rosa Weber a favor, ou seja, o supremo é uma suprema bagunça.

Anônimo disse...

Faltam só 31 dd para a retomada da Nação pelos cidadãos decentes, muito bem representados por estes dois patriotas. Este julgamento do STF é o último estertor de um modelo fracassado e corrupto de fazer política. Manotaço de afogados.

Anônimo disse...

Como pode isso!? Eles têm de rever suas decisões. Como pode mais uma vez descumprir a Constituição??????????? Os Ministros estão lá para selar por ela e não para rasga-la!

Anônimo disse...

Que vergonha! Que país é esse? Que poder judiciário é esse? Vai ter que haver alguma mudança nisso ou o povo vai acabar exigindo a renúncia coletiva desses togados!

Rangel Silva disse...

De alguma forma esse novo governo do Bolsonaro tem de dar um jeito...alguma forma de afastar ou trocar os atuais ministros do supremo ou ele o Bolsonaro não vai ter como governar!