Veja ainda acha que Haddad pode virar a eleição

A revista Veja não desistiu e ainda acha que é possível uma virada de Haddad sobre Bolsonaro.

13 comentários:

Anônimo disse...

Ele teria que ir a imprensa dizer que o Morales vai dar gás de graça ao Brasil em agradecimento pela usina doada; criar a Bolsa Carnaval e criar o programa Minha Casa na Praia, anunciado pelo Pai dos Pobres.... kkkkkkkkkk....

Mordaz disse...

VEJA fechou o espaço para os assinantes comentarem de tanta fake news publica e é contestada. Vergonha.

Mardição disse...

O TSE está tentando fraudar as eleições. Se Bolsonaro vencer temos que exigir o fim das urnas eletrônicas.

Anônimo disse...

Está explicado porque a Veja está em estado falimentar.

Anônimo disse...

VEJA tem que se cuidar é com ela mesma pois logo vai virar uma EX-revista. Estavam me mandando VEJA de graça dizendo que era uma promoção e eu cortei a cortesia.

Anônimo disse...

Não sei o que é mais difícil, a Veja se recuperar financeiramente ou Haddad virar a eleição. Triste fim de uma revista que combateu a ditadura lulopetista e acabou se vendendo ao PT. Parece que a Folha de SP terá o mesmo fim para o bem da democracia. Não pode existir democracia onde um veículo de imprensa ao inves de informar o povo se utilize do mesmo para fazer propaganda de uma ideologia, que por sinal só produziu mortes, corrupção, destruição da família e atraso em qualquer país onde foi implantado.

Anônimo disse...

A veja esta mais pra Óia.

Anônimo disse...

Hadad e Veja vão virar SIM! DE PATAS PARA CIMA!!!!

Anônimo disse...

Caro Políbio
A especialidade desses panfletos de 3ª categoria é viver fora da realidade.
Esther

Anônimo disse...

Qto arrependimento, ter renovado a assinatura dessa revista...

Anônimo disse...

Sr Editor.
Pode a "virada" ser possível.
Muito eleitor de Bolsonaro só vota nele por anti PT (graças a lava jato).
Bolsonaro teve muito "fogo amigo", o que pode fazer eleitores desistirem e votar em branco (sim, teria que ser muita gente).
Em locais em que houver mau tempo esse tipo de eleitor pode nem ir votar.
Só não acredito em mudança de voto, sair de um e votar no outro (bastaria só a metade dos eleitores da diferença de votos entre os candidatos).
Os eleitores, a esta altura, já tem suas convicções.

Luiz Vargas disse...

Mostrando serviço pelos 640 milhões, em espécie, que recebeu para trabalhar para a organização criminosa PeTralha.

Elvino Melancia disse...

VEJA não é nem sombra do grande periódico gestado - e gerido em muitos anos - pelo genial Roberto Civita. Agora é um panfleto, um lixo, e é por isso que a Editora Abril está absolutamente quebrada.