Atentado contra judeus nos EUA, lembra os piores dias do genocídio cometido pela Alemanha


O atentado lembra os piores dias do genocídio cometido pelos alemães contra os judeus, que resultou no assassinato de 6 milhões de homens, mulheres e crianças. 

Um homem de 46 anos cometeu no sábado, em uma sinagoga de Pittsburgh, Pensilvânia, o ataque antissemita mais violento das últimas décadas nos Estados Unidos, ao abrir fogo e matar 11 judeus que estavam no local.

Robert Bowers, como foi identificado pelas autoridades, invadiu a sinagoga Tree of Life.

O ataque de Pittsburgh provocou muitas reações internacionais. 

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu lamentou um ataque "antissemita horrível". Alemanha, Canadá, França e ONU também condenaram o ataque.

9 comentários:

Mordaz disse...

A imprensa está com dificuldade de culpar o Trump. Só as bombas fake eles conseguiram.

Anônimo disse...

Esses sao os Adelios de lá.... Americanos Petistas...Pergunta se ele troca a America por Cuba...nem pensar.

Anônimo disse...

Ué!! Aqui vai candidato pelo vosso candidato. O editor não sabia?

Anônimo disse...

Ué!! Aqui vai ser pelo vosso candidato. O editor não sabia?

Anônimo disse...

Menos, editor. Só porquê foi contra judeus não é necessário aumentar. Nos EUA e mesko na Europa quantos atentados já ocorreram e não se falou sobre o genocídio judeu cigano romeno stalinista etc

Anônimo disse...

Matar em um templo, seja ele qual for!

O silencio da dor é o maior comentário contra essa barbaridade!

O ser humano sempre se superando na sua propria maldade!

Escuridão!

Anônimo disse...

A proposito Editor:

O avatar colocado para ilustrar o post (não a cruz nazista) está sendo usado por apoiadores do haddad!

Anônimo disse...

É o que acontecerá no Brasil, caso o fascista realmente seja eleito hoje.

Anônimo disse...

E aqui brasileiros imbecilizados tentam eleger Bolsonazi..