Methodus e VOTO não falam sobre pressões do governo sobre a Band RS

O Instituto Methodus e a revista VOTO, que junto com a Rede Bandeirantes divulgaram ontem a pesquisa sobre intenções de votos para governo, senado e presidência no RS, não quiseram falar sobre as pressões exercidas pelo governador Tarso Genro par que a Band não divulgasse os resultados.

. Karim Miskulim, Publisher da VOTO, disse ao editor que novas pesquisas sairão, sempre com a Methodus, contratada há oito anos pela revista. 

6 comentários:

chibato disse...

Quem cala consente dito muito popular este instituto passou a eleição do rigotto colocando ele em terceiro lugar na vespera do primeiro turno publicaram pesquisa que ele subiu 19% em 15 dias para não ficarem mal pois sabiam que tinham feito caca nas outras pesquisas para influenciar a polarização PT x PSDB acordem enquanto é tempo periodistas politicos

Anônimo disse...

Em 2002 o methodus nao fazia pesquisas q eu lembre. A RBS contratava o ibope e o CEPA/UFRGS, Correio do Povo tinha seu proprio instituto, o CPCP e a Band contratava o Vox Populi.

Anônimo disse...



COM PESQUISA DIVULGADA OU NÃO, A CHARADA TÁ MORTA.
NOS LUGARES ONDE FREQUENTO, NA ZONA SUL, COMÉRCIO EM GERAL, NOS MEIOS DOS ESPORTES DE NOSSOS VETERANOS, AMIGOS E VIZINHANÇA, ENTRE 10 - DE 7 A 8, NÃO QUEREM NEM VER FALAREM EM PT.
NÃO PRECISA DIZER MAIS NADA.

chibato disse...

Anonimo das 19.33 o INSTITUTO METHODUS faz pesquisas desde 1995 para a revista voto não fazia ou melhor como diz o post do editor o faz para dita revista a 8 anos mas o instituto e mais antigo te informa melhor para poder escrever. outra deles uma semana antes da eleição da Yeda que eles diziam estar também em terceiro apareceu uma pesquisa do mesmo instituto com ela em primeiro são useiros e vezeiros deste método .

Luiz Vargas disse...

O esqui$$$$ito é que ocorre o mesmo com o jornalzinho da Universal, do qual sou assinante, um tal de Correio do Povo.
Neste jornalzinho seus valentes jornalistas PeTralhas não publicaram uma vírgula sobre a tentativa do peremPTório embu$teiro prevaricador de enquadrar a Rede Bandeirantes. Isto foi muito grave, mas como vivemos em um país em que o "gravíssimo" virou coisa normal, simplesmente esta impren$a $abuja olha para o lado oPosTo para não ver o que ocorre e não toca no assunto para que o mesmo passe batido.

Anônimo disse...

todo mundo tem seu preço !!!!!!