Pólo Naval continua atraindo gigantes industriais da Europa e da Ásia para o RS. Conheça as novidades.

A jornalista Isabel Hammes informa na sua coluna de hoje do jornal Zero Hora que a gigante norueguesa Aker, líder mundial em equipamentos de perfuração e tecnologia no fundo do mar,  vai desembarcar no Estado em duas semanas. Leia a nota toda:

Dona de um faturamento superior a US$ 4 bilhões por ano, a indústria não só vai avaliar potenciais subfornecedores, como também buscará uma área industrial com acesso à hidrovia e disponibilidade de cais. Neste caso, seriam Rio Grande, Pelotas ou Porto Alegre. A empresa foi contatada durante a missão do Executivo à Europa, liderada pelo vice-governador Beto Grill. Para Marcus Coester, diretor da Fiergs e integrante da comitiva, é fundamental ampliar a participação de empresas gaúchas como subfornecedoras neste sistema produtivo puxado pelos estaleiros. Outro contato foi mantido com a Pallfinger Dreggen, que está iniciando a produção de guindastes com a gaúcha Koch, em um novo projeto no cais de Porto Alegre. A joint venture já tem uma encomenda de US$ 90 milhões do Estaleiro Jurong e deve ampliar a carteira neste semestre. Hoje, a comitiva gaúcha participa, na Suécia, do lançamento dos controladores programáveis da série Nexto, da gaúcha Altus, por sua parceira europeia Beijer Eletronics para cerca de 2 mil clientes. Neste ano, a companhia internacional adquiriu 15% do capital da Altus

6 comentários:

Anônimo disse...

Ou seja, mais uns pontos para Tarso Genro, Lula/Dilma do PT.

Anônimo disse...

Se o governo não comprar instalação das empresas elas irão para o local certo se não vai acontecer o que acontecerão a metasa que depois de ter a área pólo naval de rio grande pronta para se instalar abandonou tudo e foi para charqueada a mais de 300 km cliente final

Anônimo disse...

Para variar o governo tem de bancar tudo, para depois a atividade privada entrar para ganhar os bonus, né elemento das 17:42, ou seja, tem que privatizar a atividade privada pq eles mamam mais do governo que os pobres, um só deles.

Anônimo disse...

O governo não precisa bancar nada e só deixar os empreendimentos irem para os lugares certos então abrir mão de todos os impostos só para levar tudo para região metropolitana de porto alegre , depois vir com discurso demagogo de que se preocupa com metade sul do estado se não foce os desmandos do governo estadual indiferente de partido pois cada um que vem acham uma maneira de nos prejudicar parece que nao fazemos parte do mesmo estado

Anônimo disse...

Ou seja, anonimo das 10:05, se abrir mão de todos os impostos e deixar ir para onde eles querem (doar terras, sem pagto de impostos) não é bancar, então está certo vc errado o dicionário.

Anônimo disse...

Certamente esse governo deverá levar para a região metropolitana, mais de 300 km de onde obviamente deveria se localizar.