Boletim Focus prevê juros básicos ainda menores para 2019

Segundo o Boletim Focus, divulgado há pouco, a mediana das projeções de Selic no encerramento de 2019 foi revisada, de 5,00% para 4,75%, mantendo-se em 5,00% no final de 2020.

Outra alteração no Relatório que merece destaque é a revisão do câmbio para o encerramento deste ano, de R$ 3,95/US$ para R$ 4,00/US$; para 2020, o mercado projeta taxa de R$ 3,91/US$.

4 comentários:

Anônimo disse...

Relembrando: o povo falava: "tira o PT que o dólar vai baixar" (o dólar estava em R$3,20); não reeleja o PT, o dólar está acima de R$4,15 com a notícia do crescimento do Haddad. E nós ainda caímos nesta conversa! (Obs: não sou apoiador e não voto no pt).

Anônimo disse...

Eu lutei para tirar o os extremistas do PT e quero que o dólar suba mais, por min deveria estar 5 reais.

Ultra 8 disse...

Alerta ao povo burro e adormecido pela criação do estado laico maniqueísta maçônico anticristão!

O "foro de São Paulo" não é coisa do PT, para alcançar "a pátria grande", foi lançada por Michel Temer em 1988 na "constituição cidadã".

Leiam texto abaixo, e depois, busquem mais inforamações.

Temer, não foi vice da Dilma por acaso...

realidade política prevista na Constituição Federal de 1988, cujo conceito foi criado no século XIX fundamentada nas propostas dos movimentos revolucionários e do qual o Foro é ramo terciário e não o tronco principal.
A criação da Pátria Grande está prevista na Constituição de 1988 no parágrafo único do Artigo 4:
"Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.
Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos seguintes princípios:
Parágrafo único. A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-americana de nações."
Traduzindo em miúdos, a "formação de uma comunidade latino-americana de nações" é a Pátria Grande. É consabido que a inserção deste Artigo deve-se ao então deputado Michel Temer/PMDB, ex-presidente da República, e não ao PT. Sobre a Pátria Grande, Michel Temer na 15ª edição da Conferência do MIT sobre América Latina afirmou:
O processo de integração latino-americano decorre, para o Brasil, portanto, de determinação constitucional. Nascida da vontade popular, a integração é plasmada no Texto Magno como imperativo para o governante. Assim como o Povo brasileiro se decidiu pelo caminho da integração regional, a mesma opção poderia também estar refletida no mandamento constituidor das regras máximas da ordem nos países latino-americanos. Mais ainda, os próprios instrumentos internacionais decorrentes das relações entre as Nações do hemisfério poderiam refletir sempre esse anseio dos povos latino-americanos [2].
Isto posto, a bravata falaciosa da "neodireita" e do governo de Jair Bolsonaro é tremenda, pois, combater o Foro não extingue a Pátria Grande e ela, por determinação constitucional, como bem disse Temer, será executada sendo muito improvável que Jair Bolsonaro suprima este parágrafo único da Constituição de 1988. Aliás, dentro deste escopo, à guisa de exemplo, as placas dos veículos brasileiros já estão adaptadas para o "padrão" do processo de integração latino-americano.

Anônimo disse...

Grande mer.. quero ver baixar os juros do cartão de crédito e do cheque especial. Historia pra boi dormir. Kkk