Justiça veta condomínio da Maiojama na zona Sul de Porto Alegre

A 10ª Vara da Fazenda Pública da Capital, considerando o risco iminente de início da supressão da vegetação de uma área nas proximidades do Guaíba, suspendeu a licença de instalação de Loteamento Ipanema, condomínio que seria erguido no local pela construtora Majojama, pelo menos até audiência de conciliação com  os autores da ação, duas entidades ligadas ao ambientalismo da região.

A Maiojama pertence a familiares que controlam o grupo RBS. O nome resulta das junção das duas primeiras letras de cada um dos nomes dos casais que fundaram a RBS: ma (Maurício), io (Ione), ja (Jayme) e ma (Marlene).

O Movimento Preserva Arroio Espírito Santo alega que há um banhado na área e que, portanto, deveria ser preservado.

6 comentários:

Anônimo disse...

kkkkkkkk Nova Cuba ?

Anônimo disse...

ESTÃO PROVANDO DO PRÓPRIO VENENO, INCLUSIVE TEM MUITOS JORNALISTAS DA RBS QUE SAÕ CONTRA.........

Anônimo disse...

~Entidades ridículas, fundamentalistas, e que se pudessem fazer valer seus argumentos e princípios, voltaríamos todos para ocas. Não há nada de sério nas suas argumentações, estribadas unicamente no nefasto politicamente correto, ideologia que insiste ser possível pegar merda pelo lado limpo.

Anônimo disse...

Que tem a ver a defesa do meio ambiente de um grupozinho como a RBS com cuba? Esse idiota das 11:50 não desiste.

fotojornalismo e historia ufrb disse...

Quica tivessem mais entidades ditas ridiculas nao teriamos Brumadinho, e nem o desastre do Rio!!!! Ja disse desenvolvimento em desalinho com sustentabilidade e preservacao dos recursos naturais so cria caos

fotojornalismo e historia ufrb disse...

Quica tivessem mais entidades ditas ridiculas nao teriamos Brumadinho, e nem o desastre do Rio!!!! Ja disse desenvolvimento em desalinho com sustentabilidade e preservacao dos recursos naturais so cria caos