Artigo, Rogério Mendelsky, Correio do Povo - Castelo Branco rebatizada


Nota do editor, que foi quem escolheu a ilustração ao lado - O monumento ao lado é outra homenagem a Castello Branco e fica no Parcão, área nobre de Porto Alegre. É obra do escultor Carlos Tenius.
Não se sabe por que razão o deputado Pedro Ruas e seus companheiros vereadores ou militantes do Psol, ainda não propuseram removê-lo e vendê-lo como ferro velho para a Gerdau.

Depois de um período que pode ter sido de catapora ideológica, uma das principais vias de acesso a Porto Alegre foi rebatizada com o nome do marechal Humberto de Alencar Castello Branco. Por quatro anos a avenida ficou conhecida pela esquerda porto-alegrense como Avenida da Legalidade e da Democracia. E somente pela esquerda, porque a maioria absoluta dos moradores de Porto Alegre continuou se referindo àquela via pública como “a Castello Branco”.

Sinceramente, não lembro os motivos que justificaram a troca dos nomes e nem vale a pena relembrá-los numa rápida pesquisa, pois o que embasou o discurso foi uma biografia deformada de Castello Branco que sequer foi lembrado como um dos heróis da FEB na Segunda Guerra Mundial.  

CLIQUE AQUI para ler tudo.

16 comentários:

Anônimo disse...

a esquerdalha nao engole o fato de que basicamente toda a infraestrutura de grande monta existente no país foi erguida pelos militares...

a civilzada democratica de esquerda so ergueu o maior esquema de corrupção do planeta...

Anônimo disse...

Reflexão para indeciso se vota ou não em Bolsonaro no 1 turno:
1) Haddad é eleito no 2 turno;
2) Haddad dá indulto a Lula e o nomeia Min Chefe da Casa Civil;
3) Haddad sofre impeachment;
4) Manuela D'Ávila (ái!) vira Presidente;
5) Lula governa, de novo, o Brasil por tabela.
Melhor resolver tudo no 1 turno:BOLSONARO 17.

Anônimo disse...

A Esquerda Escarlate Bolivariana Atrasada é movida pelo ódio, em São Paulo trocaram o nome de Elavado Costa e Silva para outro nome que a população desconhece.Os Paulistanos chamam o Elevado de Minhocão, mudou de nome mas continua sendo Minhocão,é um Elevado construido pelo Paulo Maluf que liga a Zona Oeste com a Zona Leste.

Anônimo disse...

A Esquerda Escarlate Bolivariana Atrasada é movida pelo ódio, em São Paulo trocaram o nome de Elavado Costa e Silva para outro nome que a população desconhece.Os Paulistanos chamam o Elevado de Minhocão, mudou de nome mas continua sendo Minhocão,é um Elevado construido pelo Paulo Maluf que liga a Zona Oeste com a Zona Leste.

Anônimo disse...

O Jornalista (com j maiúsculo) Rogério Mendelski observou muito bem que os esquerdalhas ao aprovarem a aberração, que foi a mudança de nome de uma das principais avenidas de Porto Alegre, sabiam quase nada da biografia de um dos nossos poucos marechais.
Talvez ainda não saibam, ou não querem saber, que o Presidente Humberto de Alencar Castello Branco conseguiu colocar o Brasil nos trilhos naqueles dramáticos dias de março a maio de 1964.
Do caos total, o governo militar iniciou uma série de mudanças e reformas que transformaram o Brasil em uma Nação. Mas aí veio o PT, em 2003, e novamente o país começou sua caminhada para o abismo.
Parabéns, Rogério Mendelski, por lembrares à chinelagem um pouco de História!

Anônimo disse...

Mendelsky,grande escritor e jornalista que ZH jogou fora por Olívio Dutra.
Considero suas colunas no CP as melhores do RS.

Anônimo disse...

Mendelsky,grande escritor e jornalista que ZH jogou fora por Olívio Dutra.
Considero-o o melhor colunista do RS.

Anti comunista disse...

Discutir com essa raça desgraçada dos vermelhos, é o mesmo que ensinar um burro(desculpa ao burro) a falar!

Anônimo disse...

Sempre fui contra desta palhaçada de trocar a Av Castelo Branco. Mas o monumento de ferro tem que ser demolido. É um escombro de ferro enferrujado. Horrível. Botar no lugar algo maia útil e decente.

Anônimo disse...

Polibio tu vais me desculpar mas a dita arquitetura moderna me da asco nojo

Anônimo disse...

A avenida sempre foi AVENIDA CASTELO BRANCO.
COMO O BRASIL NUNCA SERÁ CUBANO COMUNISTA.

Anônimo disse...

e nós vamos pedir asilo na Venezuela.

Anônimo disse...

Mendelski é a única figura lúcida da Rádio Guaiba. !!!

Verdades X Mentiras disse...

Artigo ímpar da American Greatness em resposta ao The Economist.

Bolsonaro NÃO é ameaça à democracia, ´Bolsonaro é uma ameaça ao crime organizado, corrupção etc. por isso tentaram mata-lo


"Bolsonaro do Brasil ameaça ao Sistema Maligno"

"Há algumas semanas, The Economist publicou um artigo argumentando que Jair Bolsonaro, o candidato à presidência, é uma ameaça à democracia no Brasil.

Nenhuma outra prova é necessária para mostrar que The Economist, ao longo das décadas, passou de defensor destacado da liberdade política e econômica à fábrica de clichês globalistas.....um sinal claro de que a adesão da revista ao globalismo ...um fenômeno comum em todas as partes, o pensamento totalitário

O ex-capitão do Exército transformado em político é de fato uma grande ameaça, mas NÃO para a democracia. O atentado contra sua vida, perpetrado por um ativista de esquerda, na véspera do Dia da Independência do Brasil no mês passado, sinalizou que o sindicato do crime que administra o país está em pânico.

A candidatura popular de Bolsonaro baseia-se inteiramente em suas opiniões firmes na luta contra o crime. Sua postura é combater o crime em todo o seu espectro. Do crime “cotidiano”, como roubo e estupro nas ruas, crime organizado, que inclui o tráfico de drogas com suas ligações com as redes terroristas, o colarinho branco e a corrupção governamental. As muitas dimensões do crime que assolam o Brasil não constituem, neste ponto, esferas separadas, mas sim um sistema único e perverso de mal universal.

O crime, dentro e fora do governo, alimenta-se mutuamente, subsidia-se mutuamente, protege-se e propulsiona-se mutuamente, a ponto de, por fim, ser indistinguível. Há um continuum que vai de ladrões de rua a políticos de alto nível, passando por todos os tipos de atividades ilegais e suborno, assassinatos e violência, roubo de fundos públicos, tráfico de influências, manipulação de contratos públicos, compra e venda de atos legislativos e decretos governamentais. , orientação política de empréstimos bancários públicos e assim por diante.
Bolsonaro representa a ameaça mais séria já enfrentada por este sistema extremamente corrupto.
Esse mal está em toda parte. Perversão e emburrecimento de crianças por meio de doutrinação política e de gênero na escola é parte do sistema criminal. A criação artificial de questões raciais para dividir a sociedade como um meio de transformar as pessoas umas contra as outras e esquecer a catástrofe circundante faz parte do sistema criminal. Manter pequenas e grandes empresas dependentes do estado para empréstimos e contratos governamentais, forçando os donos de empresas a jogarem o jogo se quiserem para sobreviver, faz parte do sistema criminal.

A criminalidade do Brasil, sob todos os aspectos, está ameaçada pela primeira vez. A candidatura de Bolsonaro representa o único projeto político para dar esperança aos brasileiros, porque ele identifica e ataca corretamente o problema central. Nenhum outro candidato nesta eleição seria esfaqueado por seus pontos de vista.
Enquanto os outros contendores propõem aumentar o teto da despesa pública, ou prometer limpar o histórico de crédito do devedor, ou até mesmo repetir brometos inócuos sobre “desenvolvimento sustentável” ou “investimento em educação”, Bolsonaro abordou a questão do crime de frente. Assim, o único candidato que ameaça o crime está sob ameaça do sistema criminal. Somente o candidato que corajosamente vai às ruas entre as pessoas reais, dizendo sem medir suas palavras, sem medo de ser chamado de fascista, que enfrentará criminosos - só ele é esfaqueado com uma faca de 8 polegadas..."
Integra:
https://amgreatness.com/2018/09/22/brazils-bolsonaro-threatens-an-evil-system/

Tradução com ajuda do Google.

Anônimo disse...

Essa mania de trocar o nome das vias (agora por ideologia revisionista) vem de longe. Trocaram a Cabo Rocha por Professor Freitas e Castro (ex-secretário da educação...ou...ou...?). Pergunte a qualquer um quem ele foi e a ignorância será quase unânime, enquanto o feito do Cabo Rocha está gravado na nossa história, nosso hino e na bandeira gaúcha; não havia e não há em todo o Rio Grande do Sul local mais adequado para homenagear aquele herói que iniciou a Guerra dos Farrapos ao tomar justamente a ponte da Azenha, a poucos metros do logradouro que levava seu nome. No entanto, tal troca também foi feita.

Anônimo disse...

Cidadão das 19:07:
aquela escultura foi criada para enferrujar mesmo, pois tal tipo de metal chama-se "aço patinável", isto é, ele fica com uma camada apenas superficial de ferrugem justamente para proteger de uma oxidação profunda; há diversos outros locais em Porto Alegre com obras desse material.