São de críticas ferozes, 94% das 16 mil avaliações sobre a mostra do Santander Cultural

O leitor poderá consultar diretamente as opiniões disponibilizadas no Facebook do Santander Cultural, todas avaliando a polêmica exposição de "obras de arte" que o banco foi obrigado a cancelar neste domingo.

São 16 mil avaliações. 95% delas criticam duramente a mostra, porque ela faz apologia desbragada, brega e criminosa da pedofilia, da zoofilia, da vilania religiosa e da pornografia.

CLIQUE AQUI para ver pessoalmente a página do Santander, que não tem censurado as opiniões.

19 comentários:

Anônimo disse...

sim somos todos contra a aberraçao vermelha

Anônimo disse...

véios broxas e enrustidos em geral nessas horas se sentem incomodados...

Anônimo disse...

marina de rozario, seu polibio, tem otimas relacoes com essa turminha q matou a delegacao olimpica israelita em 1972

Anônimo disse...

Grande m...., que fechem esse Santander, mantido com verbas públicas para a elite frequentar.

Anônimo disse...

Pornografia Cultural Santander. Vergonhoso

Diogo Zaddor disse...

Quem garante que o "curador" (kkkkkkkkkkkk...) da tal exposição não tenha sido indicado pela maria do rosário, hein?!

Anônimo disse...

Esse repórter está coberto de razão. Parabéns a ele, chega de incentivar e estimular esse tipo de coisa no povo. Olhem as estatísticas: somos campeões mundiais de estupros a mulheres e crianças. Ao olhar as fotos pensei que fosse num cabaré, mas percebi que era no Santander. As imagens são de sexo, onde os homens aparecem todos com seus membros excitados ou fazendo sexo. E as mulheres se sujeitando aos desejos de " machos " arretados. Pior foi as crianças expostas nessa mente doentia do expositor. Isso não é crime?

Erimal disse...

Sem comentários.Ja vou cancelar minha conta como repudio.

Oswald disse...

Anônimo das 18:08, cuida de tuas mulheres, especialmente se tiveres filhas, andam muitos caras soltos por aí como tu.

Anônimo disse...

que vergonha o banco stander icentivando a` pedofilia

Anônimo disse...

E a Zero Hora nadando contra a maré... Vai morrer afogada.

Anônimo disse...

turma da macha re` no kibe agora quer organizar protesto contra o fim da mostra de `arte` , kkkkk

Anônimo disse...

Seria interessante saber se a justa indignação das pessoas realmente vai se traduzir em perda de de clientes para o santander e quantos. Mas suponho que não saberemos.

Anônimo disse...

FALOU A VOZ DA PEDERASTIA.

Anônimo disse...

Moro vai a lançamento de livro sobre privatização:

10 setembro 2017 - Blog do esmael

O juiz Sérgio Moro prestigiou na semana que passou o lançamento do livro Teoria Jurídica da Privatização – Fundamentos, limites e técnicas de interação público-privada no Direito brasileiro. A obra é dos novos gurus da privatização, os professores curitibanos de Direito Público Fernando Borges Mânica e Fernando Menegat.

Lembrado para disputar a Presidência da República em 2018, Moro quer ficar “in” em quando o assunto for privatizações.

A pauta neoliberal de Michel Temer (PMDB) e da mídia prevê para os próximos meses 57 privatizações de empresas públicas, dentre as quais a Eletrobras, portos, rodovias, Previdência Social, bancos públicos, etc. Nem a “raspadinha” escapará da fúria desestatizante.

O recado dos “mercados” veio neste domingo (10) aos pré-candidatos pela boca do ministro da Fazenda Henrique Meirelles.

“Acredito, inclusive, que todos aqueles que pleiteiam participar da eleição de 2018 e têm expectativa de estar participando do governo a partir de 2019 são os maiores interessados que se aprove agora a reforma da Previdência”, disse o banqueiro antecipando que outras “agendas econômicas” vão muito além de um governo e de um determinado momento do país. “É o interesse nacional”, jurou.

Moro já fez a parte dele ao mostrar-se interessado pelo tema “privatização”.

Anônimo disse...

A publicidade negativa para o Santander já deu resultado, independente dos correntistas fecharem ou não suas contas. Se o banco não temesse as consequências dessa publicidade negativa não teria suspendido a mostra. Parabéns aos que pressionaram o Santander e que fizeram com que o absurdo dessa mostra de "arte" chegasse ao conhecimento de tantas pessoas a ponto de fazer o banco recuar. Parabéns, precisamos de pessoas como vocês para impedir que criminosos sexuais tenham o "direito" de abusar de crianças e de outras pessoas que não podem se defender.

Anônimo disse...

Vai quem quer. Qual o mal nisso?

Anônimo disse...

Desde quando os vigaristas do Movimento BUNDA Livre entendem de arte ??? Quanto foi que esses filhos de uma puta do MBL cobraram para fazer essa palhaçada ???

Anônimo disse...

Dinheiro do contribuinte, via Lei Rouanet, para bancar esse troço.