A quadrilha dos malfeitores do PT

Da esquerda para a direita: Paulo Bernardo, Vaccari, Dilma, Palocci, Lula, Gleisi, Mantega e Edinho.

Em menos de 24 horas, a cúpula do PT foi denunciada pelo Ministério Público em dois processos. No primeiro, Lula, Dilma e outros 6 petistas são acusados de receber R$ 1,5 bilhão em propinas. No segundo, os dois ex-presidentes são suspeitos de obstrução de Justiça

Nesta reportagem de Tábata Viapiana, a revista Istoé desta semana conta que nunca, na história deste País, se roubou tanto como nos governos petistas de Lula e Dilma

Leia tudo:

De 2003 a 2016, a quadrilha do PT, que teve Lula como “o grande idealizador”, recebeu R$ 1,485 bilhão em propinas. Desse valor, somente o ex-presidente Lula embolsou R$ 230,8 milhões das construtoras OAS e Odebrecht, como contrapartida por ter ajudado os negócios das empreiteiras em obras da Petrobras. Esse é o resumo da denúncia feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF) na última quarta-feira 6, e que enquadrou os dois ex-presidentes nos crimes de organização criminosa, como resultado do inquérito chamado de “quadrilhão do PT”.

Em 209 páginas de sua denúncia, o procurador Rodrigo Janot mostra que a alta cúpula do PT se estruturou para assaltar os cofres públicos, especialmente da Petrobras, mas também do BNDES e do Ministério do Planejamento. Somente à Petrobras, o esquema petista provocou um prejuízo de R$ 29 bilhões.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

39 comentários:

Anônimo disse...

Página perversa e monstruosa da nossa história. Que a justiça seja feita e estes exploradores da nação brasileira paguem por seus odiosos.

Anônimo disse...

Procurador da Lava Jato compara escândalos de Uruguai e Brasil:

Brasil 10.09.17 14:24 - O Antagonista

“Enquanto, no Brasil, aparecem malas de dinheiro, estamos discutindo cuecas.”

Foi o que disse o ex-presidente uruguaio José “Pepe” Mujica (2010-2015) ao jornal “El Observador”, sobre a renúncia do vice-presidente Raúl Sendic, envolvido em um escândalo pelo uso de cartões corporativos oficiais no período em que, nomeado por Mujica, foi diretor da petroleira estatal Ancap.

O procurador Carlos Fernando Lima, da Lava Jato, comentou no Facebook:

“O escândalo no Uruguai parece brincadeira de criança comparado com o nosso. Mas lá o suspeito renunciou. Aqui eles fazem jantares para arranjarem um jeito de se safarem.”

Anônimo disse...

Nos EUA , eles têm os furacões IRMA, JOSÉ e outros, de categoria 5, 4 ou 3 . No BRASIL , tivemos ultimamente dois furacões de categoria 5 , o furacão LULA e o furacão DILMA , que arrasaram a economia, de norte a sul , leste a oeste, e deixaram a conta , 14 MILHÕES de DESEMPREGADOS , que levarão anos para serem reintegrados ao mercado de trabalho.Nos EUA , os furacões são um produto da natureza. No BRASIL, são fruto da estupidez humana .!!! Tia Glória.

Anônimo disse...

Veja trechos da conversa entre Aécio Neves e Joesley Batista:

iG São Paulo - 18/05/2017 16:57

Trechos da conversa revelam a intenção do tucano em barrar a Lava Jato e como foi a negociação de entrega do dinheiro pedido por Aécio a Joesley

(...)

Transcrito pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, no despacho responsável por afastar o tucano, e obtido e divulgado nesta quinta-feira (18) pelo site Buzzfeed Brasil, a conversa revela como Aécio queria interromper a Operação Lava Jato.

"Ministro da Justiça é 'um bosta de um caralho'"

(...)

Joesley — Todo mundo fica com essa. Não...

Aécio — E, meio de lado, não, meio de leve, meio de raspão, né, não vou morrer. O cara, cê tinha que mandar um, um, cê tem ajudado esses caras pra caralho, tinha que mandar um recado pro Rodrigo, alguém seu, tem que votar essa merda de qualquer maneira, assustar um pouco, eu tô assustando ele, entendeu? Se falar coisa sua aí... forte. Não que isso? Resolvido isso tem que entrar no abuso de autoridade... O que esse Congresso tem que fazer. Agora tá uma zona por quê? O Eunício não é o Renan.

Joesley — Já andaram batendo no Eunício aí, né? Já andaram batendo nas coisas do Eunício, negócio da empresa dele, não sei o quê.

Aécio — Ontem até... Eu voltei com o Michel ontem, só eu e o Michel, pra saber também se o cara vai bancar, entendeu? Diz que banca, porque tem que sancionar essa merda, imagina bota cara.

(...)

Aécio — Tá na cadeira (...). O ministro é um bosta de um caralho , que não dá um alô, peba, está passando mal de saúde pede pra sair. Michel tá doido. Veio só eu e ele ontem de São Paulo, mandou um cara lá no Osmar Serraglio, porque ele errou de novo de nomear essa porra desse (...). Porque aí mexia na PF. O que que vai acontecer agora? Vai vim um inquérito de uma porrada de gente, caralho, eles são tão bunda mole que eles não (têm) o cara que vai distribuir os inquéritos para o delegado. Você tem lá cem, sei lá, 2.000 delegados da Polícia Federal. Você tem que escolher dez caras, né?, do Moreira, que interessa a ele vai pro João.

(...)

A TV Globo também divulgou outro trecho da conversa entre os dois que se refere à negociação de R$ 2 milhões pedidos pelo tucano ao empresário. Na conversa, Aécio indica o primo, Frederico Medeiros, para receber o dinheiro, que seria para pagar o advogado de defesa do senador afastado no processo da Lava Jato.

Aécio também cita a irmã, Andrea Neves, que foi presa nesta quinta-feira. Veja o diálogo:

Joesley - Deixa eu te falar dois assuntos aqui, rapidinho. É...a tua irmã teve lá.
Aécio - Obrigado por ter recebido ela lá

Joesley - Tá...ela me falou de fazer dois milhões, pra tratar de advogado ...primeira coisa, num dá pra ser isso mais. Tem que ser....

(...)

Aécio – Como é que a gente combina?

Joesley – Tem que ver, você vai lá em casa ou ....

Aécio – O FRED

Joesley – Se for o FRED eu ponho um menino meu pra ir. Se for você sou eu. [risos] Só pra...

Aécio – Pode ser desse jeito...risos

Joesley – Entendeu. Tem que ser entre dois, não dá pra ser...

Aécio – Tem que ser um que a gente mata eles antes dele fazer delação (...)

Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/2017-05-18/dialogo-aecio-joesley.html

Anônimo disse...

KKKKKK VERDADE MUITO BOM KKKKK PENA QUE FALTOU MUITOS PETRALHAS NA FOTO AINDA KKKK NAO DEU PRA TODOS KKKKKKK TEM QUE SER AQUELES CARTAZES GIGANTES DE RUA OS OUTDORS HAHAHAHHA ME AJUDA AI

Anônimo disse...

PREJU DE 29 BILHOES NA PETROBRAS MAIS A DIVIDA Q DEIXARAM EM 500 BILHOES .ESTE PARTIDECO DAS TREVAS TEM Q SER É CASSADO

Mordaz disse...

Nada teria sido feita sem a ajuda preciosa do PMDB e de Temer.

Anônimo disse...

Leia trechos dos diálogos entre Romero Jucá e Sérgio Machado divulgados pela 'Folha de S. Paulo':

23/05/2016 - O Globo

RIO - Semanas antes da votação do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff na Câmara, em março, o atual ministro do Planejamento, Romero Jucá (PMDB-RR), sugeriu em conversas com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado que uma “mudança” no governo resultaria em um pacto para “estancar a sangria” atribuída à Operação Lava-Jato. As informações foram divulgadas pelo jornal “Folha de S. Paulo” na edição desta segunda-feira.

(...)

JUCÁ - Você tem que ver com seu advogado como é que a gente pode ajudar. [...] Tem que ser política, advogado não encontra [inaudível]. Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra... Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria.

[...]

MACHADO - Rapaz, a solução mais fácil era botar o Michel [Temer].

JUCÁ - Só o Renan [Calheiros] que está contra essa porra. 'Porque não gosta do Michel, porque o Michel é Eduardo Cunha'. Gente, esquece o Eduardo Cunha, o Eduardo Cunha está morto, porra.

MACHADO - É um acordo, botar o Michel, num grande acordo nacional.

JUCÁ - Com o Supremo, com tudo.

MACHADO - Com tudo, aí parava tudo.

JUCÁ - É. Delimitava onde está, pronto.

[...]

MACHADO - O Renan [Calheiros] é totalmente 'voador'. Ele ainda não compreendeu que a saída dele é o Michel e o Eduardo. Na hora que cassar o Eduardo, que ele tem ódio, o próximo alvo, principal, é ele. Então quanto mais vida, sobrevida, tiver o Eduardo, melhor pra ele. Ele não compreendeu isso não.

JUCÁ - Tem que ser um boi de piranha, pegar um cara, e a gente passar e resolver, chegar do outro lado da margem.

(...)

MACHADO - Isso, e pegar todo mundo. E o PSDB, não sei se caiu a ficha já.

JUCÁ - Caiu. Todos eles. Aloysio [Nunes, senador], [o hoje ministro José] Serra, Aécio [Neves, senador].

MACHADO - Caiu a ficha. Tasso [Jereissati] também caiu?

JUCÁ - Também. Todo mundo na bandeja para ser comido.

[...]

MACHADO - O primeiro a ser comido vai ser o Aécio.

JUCÁ - Todos, porra. E vão pegando e vão...

MACHADO - [Sussurrando] O que que a gente fez junto, Romero, naquela eleição, para eleger os deputados, para ele ser presidente da Câmara? [Mudando de assunto] Amigo, eu preciso da sua inteligência.

JUCÁ - Não, veja, eu estou a disposição, você sabe disso. Veja a hora que você quer falar.

MACHADO - Porque se a gente não tiver saída... Porque não tem muito tempo.

JUCÁ - Não, o tempo é emergencial.

MACHADO - É emergencial, então preciso ter uma conversa emergencial com vocês.

JUCÁ - Vá atrás. Eu acho que a gente não pode juntar todo mundo para conversar, viu? [...] Eu acho que você deve procurar o [ex-senador do PMDB José] Sarney, deve falar com o Renan, depois que você falar com os dois, colhe as coisas todas, e aí vamos falar nós dois do que você achou e o que eles ponderaram pra gente conversar.

MACHADO - Acha que não pode ter reunião a três?

JUCÁ - Não pode. Isso de ficar juntando para combinar coisa que não tem nada a ver. Os caras já enxergam outra coisa que não é... Depois a gente conversa os três sem você.

MACHADO - Eu acho o seguinte: se não houver uma solução a curto prazo, o nosso risco é grande.

MACHADO - É aquilo que você diz, o Aécio não ganha porra nenhuma...

JUCÁ - Não, esquece. Nenhum político desse tradicional ganha eleição, não.

MACHADO - O Aécio, rapaz... O Aécio não tem condição, a gente sabe disso. Quem que não sabe? Quem não conhece o esquema do Aécio? Eu, que participei de campanha do PSDB...

JUCÁ - É, a gente viveu tudo.

JUCÁ - [Em voz baixa] Conversei ontem com alguns ministros do Supremo. Os caras dizem 'ó, só tem condições de [inaudível] sem ela [Dilma]. Enquanto ela estiver ali, a imprensa, os caras querem tirar ela, essa porra não vai parar nunca'. Entendeu? Então... Estou conversando com os generais, comandantes militares. Está tudo tranquilo, os caras dizem que vão garantir. Estão monitorando o MST, não sei o quê, para não perturbar. (...)

Anônimo disse...

E editor também tem que falar da quadrilha do PMDB/PSDB,que junto com o PT, estão afundando o Brasil. E quem vai pagar a conta é o Povinho.....

Anônimo disse...

As 17:48 e 17:36 deve ter seu apartamento examinado pra ver quanto do dinheiro desviado pelo PT conta.

TÁ FALTADO na foto o JOSE DIRCEU!

TUDO ISTO JA SE SABIA QUANDO DO JULGAMENTO DO MENSALÃO. Adv. Barbosa tinha razão, faltou Lula como réu.

OAB SE CALA, nada faz a não ser o que a GLOBO manda.

Anônimo disse...

kkkkk quadrilhao unido= malditos todos vivem no luxo de pobre querem é distancia, olhem o video em que lula humilha um pobre cozinheiro no aviao somente porque a comida tava fria é olhem o video no you tube e vejam quem é o monstro lula por tras dos holofotes

Anônimo disse...

---- A RÉ GLEISI HOFMAN DO PT E SEU MARIDO O REU PAULO BERNARDO ADORAM LUXO, ROUPAS, CARAS, É TUDO DO BOM E DO MELHOR SAO OS 2 ANTIPATICOS E VIVEM DE NARIZ EM PÉ= CREDO....

Anônimo disse...

Janot defende que investigações contra Lula sejam mantidas com Moro
Para PGR, nomeação de Lula foi feita para tirar processo do juiz. Por outro lado, disse não ver impedimento para que Lula assuma o posto:


O procurador-geral da República enviou parecer ao Supremo Tribunal Federal defendendo que as investigações contra Lula devem ser mantidas nas mãos do juiz Sérgio Moro, em Curitiba. Janot chamou a atenção para desvios de finalidade na nomeação de Lula.

O procurador-geral da República entendeu que a nomeação de Lula para ministro da Casa Civil foi feita justamente para tirar o processo das mãos do juiz Sérgio Moro e por isso ele defende que as investigações continuem no Paraná. Por outro lado, o procurador disse não ver impedimento para que Lula assuma o posto de ministro, mesmo sendo investigado.

Janot afirmou que a "escolha e nomeação de ministro de Estado são atribuições do campo de autonomia” da presidente Dilma. E “desde que preenchidos os requisitos legais, não cabe chancela do Judiciário ou do Legislativo".

19/03/2016 - G1

O procurador afirma que “do ponto de vista estritamente jurídico, não há obstáculo à nomeação de pessoa investigada criminalmente”.
Janot concluiu ainda que manter a nomeação evita maiores danos ao governo “em momento de conhecida e profunda turbulência política e econômica”.
O procurador acrescentou que a suspensão da posse poderá causar “graves danos à ordem institucional”. (...)

Anônimo disse...

PGR isenta Dilma de responsabilidade pela compra de refinaria:

Do G1, em Brasília - 23/07/2016

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, determinou o arquivamento de apuração aberta para averiguar se houve irregularidade na aprovação da compra da refinaria de Pasadena, no Texas, em 2006, por parte do Conselho de Administração da Petrobras e da presidente Dilma Rousseff, que presidia o conselho à época.

A investigação foi pedida em março por um grupo de senadores da base aliada e de atuação independente, entre eles Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Ana Amélia (PP-RS), Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Cristovam Buarque (PDT-RS) e Pedro Simon (PMDB-RS).

O procurador entendeu que não é possível "imputar o cometimento de delito de nenhuma espécie" aos integrantes do conselho. O documento foi
assinado na terça-feira (22) e divulgado nesta quarta (23).

A compra de Pasadena é alvo de investigações do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e do Tribunal de Contas da União (TCU) por suspeita de superfaturamento. Em 2006, estatal pagou US$ 360 milhões à empresa belga Astra Oil para adquirir 50% da refinaria. No ano anterior, essa mesma parte havia sido comprada pela empresa belga por US$ 42 milhões.

Em 2008, após desentendimentos com a Astra Oil, a Petrobras foi obrigada a pagar US$ 820,5 milhões para comprar a outra metade, totalizando US$ 1,18 bilhão pela compra. A presidente Dilma e outros integrantes do conselho aprovaram o negócio.

Para procurador, o conselho "não foi adequadamente informado acerca do conteúdo do contrato, pois os mencionados documentos indicavam a regularidade da instrução do feito, inclusive no tocante ao preço, justificado na análise satisfatória de renomada empresa do mercado financeiro".

"Ainda que se esteja diante de uma avença malsucedida e que importou, aparentemente, em prejuízos á companhia, não é possível imputar o cometimento de delito de nenhuma espécie aos membros do Conselho de Administração, mormente quando comprovado que todas as etadas e procedimentos referentes ao perfazimento do negócio foram seguidos", avaliou Janot. (...)

Anônimo disse...

Vai ficar para a história do Brasil os 13,5 anos do Periodo das Trevas, nunca tinha acontecido tamanha recessão desde a desvoberta do Brasil,Índice de Criminalidade nas alturas 60 mil brasileiros jovens assassinados, maior corrupção jamais vista em todo mundo e em todos os tempos, Al Capone ficaria envergonhado de ver tamanha picaretagem.

Anônimo disse...

Cunha chantageia Temer; Moro usa até mensalão contra Lula
Juiz federal de Curitiba sinaliza adoção de Teoria do Domínio do Fato:


KENNEDY ALENCAR - IG - 17/02/2017

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha atacou novamente o presidente Michel Temer _dessa vez, incluindo no alvo o ministro Moreira Franco.

Num processo da Operação Sépsis, que tramita na Justiça Federal de Brasília e que investiga desvios no FI-FGTS (Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), Cunha colocou Temer como testemunha de defesa e apresentou uma série de perguntas. Nessas questões sobre o FI-FGTS, recursos administrados pela Caixa Econômica Federal, o ex-presidente da Câmara fez insinuações sobre Temer e Moreira a respeito de eventuais desvios no fundo.

O ex-presidente da Câmara já havia agido assim no processo que responde em Curitiba, onde está preso, por causa da Lava Jato. Agora, repetiu o procedimento no âmbito do processo que tramita em Brasília. Nos dois casos, fez insinuações contra o presidente da República que são pura chantagem política.

Cunha bombardeou Temer e Moreira Franco. É o método dele. Se ele tem informações sobre crimes, deveria falar publicamente. Há interesse público. Mas chantagem não pode fazer.

Nos bastidores, ele mandou inúmeros recados à cúpula do governo. No dia em que foi preso, em outubro passado, ele telefonou para o então ministro Geddel Vieira Lima para pedir ajuda.

Na quarta, o STF (Supremo Tribunal Federal) rejeitou um recurso da defesa de Cunha para libertá-lo. No tribunal, há um debate sobre libertá-lo ou não. Alguns ministros entendem que a prisão preventiva dele é abusiva. Outros avaliam que não.

Essas listas de perguntas fornecem argumentos a favor da manutenção da prisão. Se preso é capaz de chantagear abertamente o presidente da República, imagine o que pode fazer solto. A possibilidade de interferir na investigação, ameaçando pessoas, é uma situação que justificaria a prisão preventiva.

Cunha tem dado evidências de que está seguindo o caminho para se tornar um homem-bomba. Já o presidente Michel Temer tem dito, em conversas reservadas, que Cunha não tem munição contra ele e que faria ameaças vazias.

Fora dos autos

No depoimento do ex-ministro Tarso Genro em Curitiba, o juiz Sérgio Moro o questionou sobre a tese de refundação do PT após o mensalão e fez perguntas sobre eventuais punições ou não a filiados da legenda, como José Dirceu e Delúbio Soares.

Ora, é um despropósito perguntar, num processo com acusações específicas contra Lula, se o PT puniu ou não José Dirceu e Delúbio Soares após o mensalão.

Moro entrou num seara totalmente subjetiva sobre a eventual refundação do PT, tese defendida por Tarso após o mensalão. Aquilo foi objeto de um amplo e público debate político de um partido sobre como reagir a um escândalo que rachou o pilar ético que a legenda defendia historicamente.

Moro passou a tratar de ações ou omissões do PT para analisar acusações concretas contra Lula. Obviamente, está dando razão à acusação de parcialidade contra o ex-presidente da República. Moro indaga se a ideia de refundação do PT significaria o reconhecimento de práticas ilícitas por filiados ao partido. Ora, obviamente que sim.

Houve um escândalo de corrupção julgado ao vivo pelo STF. Mas Lula não foi réu no mensalão. O processo de Moro se baseia na Lava Jato.

Se essa linha do juiz prevalecer, ele tenderá a dar uma sentença condenatória com base na Teoria do Domínio do Fato. Ou seja, pela posição e pelo poder de Lula em relação ao PT, desvios de agentes do partido no mensalão ou na Lava Jato deveriam ter o aval da principal figura do partido.

Um julgamento criminal tem de levar em conta acusações concretas e específicas contra uma pessoa. Do contrário, é julgamento político _ algo próprio das ditaduras, não das democracias. E isso não cabe a Moro nem a ninguém da Lava Jato fazer. Está errado. Sinaliza autoritarismo do Judiciário e do Ministério Público. Enfim, é preocupante.

Anônimo disse...

Na América do Norte passou o furacão Irma e no Brasil foi a Passagem do Tsuname nos 13,5 anos de picaretagens.

Anônimo disse...

O prejuizo para os brasileiros nos 13,5 anos , em torno de 1,5 trilhões de reais daria para pagar 75 anos de Bolsa Familia ou consruir 200 linhas de Metrô por todas capitais, ou 350 Transposições iguais a do Rio São Francisco, ou 75 Hidreletricas de Belo Monte.Daria para resolver todo sistema de saneamento básico do Brasil que consequentemente melhoraria substancialmente a Saúde Pública.

Anônimo disse...

Esse quer nota fiscal por serviços de corrupção!

Anônimo disse...

GEDDEL TINHA ‘CONTA CORRENTE’ COM FUNARO:

Brasil 08.09.17 20:05 - O Antagonista

Em sua delação, obtida por O Antagonista, Lúcio Funaro contou que Geddel Vieira Lima “mantinha uma espécie de conta corrente” com ele e relatou que repassava os valores quando solicitado pelo ex-ministro.

Funaro entregou registros de pagamentos num total de R$ 11,4 milhões, como mostramos mais cedo.

Segundo o delator, ele e Geddel “não cessaram” suas atividades ilícitas na CEF, mesmo após a deflagração da Lava Jato, pois não tinham negócios com a Petrobras e achavam que o escopo da investigação não iria se expandir para outros setores”.

Quando assumiu a Secretaria de Governo de Temer, Geddel ficou com medo da exposição e pediu a Funaro para suspender os repasses – ele deveria receber então R$ 20 milhões de propina da operação da Alpargatas: “Dá uma segurada e depois nós acertamos isso aí.”

Os 11 pagamentos foram feitos entre 17 de fevereiro de 2014 e 13 de maio de 2015:

17/02/2014: R$ 650 mil

26/02/2014: R$ 500 mil

20/03/2014: R$ 800 mil

08/05/2014: R$ 1 milhão

25/07/2014: R$ R$ 1 milhão

29/08/2014: R$ 1,5 milhão

18/09/2014: R$ 3,25 milhões

01/10/2014: R$ 1,2 milhão

19/12/2014: R$ 500 mil

28/01/2015: R$ 500 mil

13/05/2015: R$ 500 mil

8 de setembro de 2017 22:02

Anônimo disse...

“Ó, DANDO DINHEIRO, O MOREIRA FAZ QUALQUER COISA”:

Brasil 08.09.17 19:25 - O Antagonista

Em sua delação, obtida por O Antagonista, Lúcio Funaro relata também pagamento de propina a Moreira Franco.

Ele relata episódio em que buscou Moreira, por meio de Eduardo Cunha, para conseguir financiamento do FI-FGTS para a Cibe, do grupo Bertin.

“Ó, dando dinheiro, o Moreira faz qualquer coisa”, teria dito Cunha, nas palavras de Funaro.

Com a intervenção de Moreira, a Cibe obteve empréstimo de R$ 300 milhões. Segundo Funaro, o grupo Bertin pagou 4% de propina. Do montante, 60% ficou com Moreira, 25% com Cunha e 15% com Funaro.

Ele contou também que, na gestão de Moreira como vice-presidente de Fundos da Caixa, a Odebrecht foi a maior beneficiada com recursos do FI-FGTS.

Funaro disse ainda que Moreira tinha um operador na Infraero chamado André Luis Marques, o André Bocão.

Anônimo disse...

Tinham que duelar com a outra....
Temer, jucá, padilha, gedel......

Anônimo disse...

Itaú recebe perdão de dívida de mais de R$ 20 bi de órgão do Ministério da Fazenda:

Caso tem relação com processo de fusão com o Unibanco em 2008

Brasil de Fato |- 16 de Abril de 2017

O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), órgão vinculado ao Ministério da Fazenda decidiu favoravelmente ao Itaú-Unibanco em processo que cobrava da empresa, atualmente o maior banco do Brasil, o não pagamento de tributos em valor superior a R$ 20 bilhões.

Elaborado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), o auto de infração que originou o processo é de 2013. Na data, o documento apontava o valor de R$ 18 bilhões, acrescidos de juros e multa. Corrigido, o valor ultrapassa hoje o patamar de R$ 20 bi. (...)

Anônimo disse...

Governo abre mão de mais de R$ 10 bilhões com alívio de dívidas de ruralistas:

Número foi confirmado pela Secretaria da Receita Federal. Benefício foi anunciado antes da votação da denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara.

G1, Brasília - 03/08/2017 15h05

O governo federal vai abrir mão de mais de R$ 10 bilhões em arrecadação nos próximos anos com a medida provisória publicada pelo presidente Michel Temer que concedeu benefício a produtores rurais. O número foi confirmado pela Receita Federal.

A MP reduziu a alíquota da contribuição paga por produtores para o Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), usado para auxiliar no custeio da aposentadoria dos trabalhadores rurais, que é subsidiada pela União.

Além disso, a medida permite que produtores com atraso no pagamento das contribuições previdenciárias quitem as dívidas com descontos nas multas e de forma parcelada.

O acordo com a bancada ruralista no Congresso foi fechado antes da votação da denúncia de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer no plenário da Câmara, que acabou rejeitada pelos deputados. (...)

Anônimo disse...

Planalto dará presente bilionário às teles:

Um escândalo silencioso: governo e Congresso articulam perdão de multas e a transferência de milhares de bens dos contribuintes a empresas de telefonia

19 dez 2016 - Veja.com

O Planalto vestirá sua melhor roupa para a festa desta terça-feira. Haverá a cerimônia de sanção do projeto de lei que moderniza as regras do setor de telecomunicações, ainda gerido por normas defasadas dos anos 90. No pacote, o governo está dando de bandeja às teles um patrimônio bilionário — coisa de 20 bilhões de reais, pelas estimativas mais modestas —, exatamente num momento de penúria e no qual se pede tanto sacrifício para o ajuste das contas públicas. Paralelamente, promove-se um perdão de outros 20 bilhões de reais em multas dessas mesmas teles, totalizando um presentaço fenomenal de 40 bilhões de reais em bondades.

A maior agraciada com o pacote natalino é a enrolada Oi.

Anônimo disse...

TEMER QUEBRA O PAÍS E DÁ PERDÃO DE R$ 78 BILHÕES A EMPRESÁRIOS:

20/08/2017 - Brasil 247

Programas criados pelo governo Temer podem perdoar dívidas tributárias de R$ 78 bilhões do empresariado, enquanto outras medidas restringem acesso a benefícios da população como auxílio-doença, o programa Bolsa Família e até a redução do salário mínimo; o montante perdoado corresponde a uma arrecadação potencial que une pagamentos de juros, multas e encargos de dívidas de empresas, Estados e municípios; benefícios foram concedidos aos devedores poucos meses antes de a equipe econômica de Temer anunciar a revisão da meta fiscal para um rombo de R$ 159 bilhões (...)

Anônimo disse...

O Estadão pediu a renúncia de Rodrigo Janot:

06/09/2017 - O Antagonista

“O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deveria ter renunciado ontem ao cargo, sem esperar a data regulamentar de 17 de setembro. Com esse gesto, Janot demonstraria que afinal lhe restou alguma prudência, depois de ter se comportado de maneira tão descuidada – para dizer o mínimo – em todo o lamentável episódio envolvendo a delação premiada do empresário Joesley Batista.”

O Antagonista concorda com o Estadão.

Mas o mesmo argumento, com os mesmos termos, deveria ser usado para pedir a renúncia de Michel Temer.

Anônimo disse...

Então fica assim:

Dinheiro pro PT - Propina
Dinheiro pro PMDB - Caixa 2
Dinheiro pro PSDB - Doação
Dinheiro pro Malafaia - Oferta.

Anônimo disse...

CONTAGEM TERMINA E PROPINA ATRIBUÍDA A GEDDEL SOMA R$ 51 MILHÕES:

Braço direito de Michel Temer e responsável por todas as nomeações do governo que chegou ao poder no golpe de 2016, o ex-ministro Geddel Vieira Lima poderá se converter no maior corrupto já fisgado em investigações anticorrupção na história do Brasil – e talvez num recordista mundial; terminada a contagem da propina escondida num endereço atribuído ao político baiano, o valor atinge inacreditáveis R$ 51.030.866,40; quando caiu, em novembro do ano passado, Geddel escreveu ao "fraterno amigo" Temer.

6 DE SETEMBRO DE 2017

Bahia 247 – Braço direito de Michel Temer e responsável por todas as nomeações do governo que chegou ao poder no golpe de 2016, o ex-ministro Geddel Vieira Lima poderá se converter no maior corrupto já fisgado em investigações anticorrupção na história do Brasil – e talvez num recordista mundial.

Terminada a contagem da propina escondida num endereço atribuído ao político baiano, o valor atinge inacreditáveis R$ 51.030.866,40.

"O dinheiro foi encontrado durante uma operação da PF deflagrada na manhã desta terça-feira que apreendeu milhares de reais em espécie. As imagens divulgadas pela assessoria da PF são impressionantes: foram recolhidas ao menos nove malas e sete caixas de papelão lotadas de notas de 100 e 50 reais. A montanha de dinheiro encheu ao menos dois porta-malas de camionetes usadas no cumprimento do mandado judicial", informa Afonso Bentes, no El Pais.

Quando caiu do governo Temer, em meio a mais um escândalo, Geddel se referiu ao "fraterno amigo" Temer. Relembre abaixo:

Salvador, 25 de novembro de 2016

Meu fraterno amigo Presidente Michel Temer,

Avolumaram-se as críticas sobre mim. Em Salvador, vejo o sofrimento dos meus familiares. Quem me conhece sabe ser esse o limite da dor que suporto. É hora de sair.
Diante da dimensão das interpretações dadas, peço desculpas aos que estão sendo por elas alcançados, mas o Brasil é maior do que tudo isso.

Fiz minha mais profunda reflexão e fruto dela apresento aqui este meu pedido de exoneração do honroso cargo que com dedicação venho exercendo.

Retornado à Bahia, sigo como ardoroso torcedor do nosso governo, capitaneado por um Presidente sério, ético e afável no trato com todos, rogando que, sob seus contínuos esforços, tenhamos a cada dia um país melhor.

Aos Congressistas, o meu sincero agradecimento pelo apoio e colaboração que deram na aprovação de importantes medidas para o Brasil.

Um forte abraço, meu querido amigo.

Geddel Vieira Lima

Anônimo disse...

Instituições financeiras poderão fazer acordos de leniência com o BC:

Medida provisória publicada ontem cria novas regras para investigação e punição de bancos e corretoras envolvidas em fraudes

O Estado de S.Paulo - 08 Junho 2017

BRASÍLIA - O sistema financeiro ganhou novas regras para a investigação e punição de irregularidades cometidas por instituições financeiras ou pessoas físicas. Uma medida provisória publicada ontem criou a possibilidade de que bancos e corretoras possam fazer acordo de leniência com o Banco Central, uma alternativa que antes não existia. Além disso, multas aplicadas às instituições aumentaram 8 mil vezes, saltando de um máximo de R$ 250 mil para até R$ 2 bilhões.

Medida Provisória abre espaço para bancos fazerem acordos de leniência com o BC

O Banco Central fez pressão no governo para acelerar a edição dessa MP, que chega em um momento de incertezas no setor financeiro. Em meio à crise política, desdobramentos da operação Lava Jato parecem chegar mais perto do mundo econômico. Há expectativa de delações premiadas de pessoas com fortes ligações com o mundo dos bancos e corretoras, como os ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega, além dos operadores financeiros Adir Assad e Lúcio Funaro. (...)

Anônimo disse...

Contraditória a "denuncia" do janot........

Janot pede nomeação de Lula como ministro, mas sem foro privilegiado:

29/03/2016 - Jornal NH

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot afirmou em parecer que a nomeação de Lula na Casa Civil pela presidente Dilma Rousseff teve o objetivo de influenciar as investigações sobre o ex-presidente na Lava Jato.

No documento encaminhado nesta segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF), Janot classificou de "inegavelmente inusual" e "circunstância anormal" a decisão de Dilma de apressar a posse de Lula no ministério.

A sugestão do procurador-geral no parecer é que a nomeação do ex-presidente no cargo seja mantida, mas sem foro privilegiado junto ao STF para as suspeitas já investigadas na Lava Jato. Assim, conforme o parecer, os processos de Lula devem ser mantidos na primeira instância, mais especificamente na 13ª Vara Federal em Curitiba, onde o juiz Sérgio Moro conduz os processos da Operação Lava Jato.

A manifestação da Procuradoria Geral da República (PGR) ocorreu em duas ações, do PSDB e do PSB, que pedem a anulação da posse do novo ministro de Dilma. O relator é o ministro Teori Zavascki, que pediu pareceres da PGR e da Advocacia Geral da União (AGU) antes de uma decisão. (...)

Anônimo disse...

QUANTO VALE A DELAÇÃO DE ANTONIO PALOCCI?

10/09/2017 - Brasil 247

"O depoimento de Antonio Palocci ao juiz Sergio Moro, tão festejado pela Globo, tem o mesmo valor jurídico da delação recentemente desmoralizada de Delcídio do Amaral: rigorosamente nenhum. Serve, como serviu o ex-senador, para dar verossimilhança à ficção contra Lula que a TV dirige e a Lava Jato encena. São atores que valem mais pelo currículo passado que pelas falas de hoje. Ícones de uma farsa", diz o jornalista Ricardo Amaral; "Quem fez um pacto de sangue com a Lava Jato foi Antônio Palocci. A expressão que ele usou para causar impacto e fazer manchetes estava escrita em um papel que o ex-ministro consultava ao longo do depoimento, diante das pessoas presentes à audiência",

Anônimo disse...

Enquanto os neo babacas (juntamento de nazista e babaca) vivem preocupados com o PT, lula e dila são investigados vorazmente 24 hs por dia, sem "audio", sem "videos", sem "malas de dinheiro", como temer, aécio, Rocha Lourdes e Geddel....

você neobabaca, Paga gasolina mais cara do mundo, com reajustes 2 vezes por semana
https://s04.video.glbimg.co...

Anônimo disse...

Moro vai a lançamento de livro sobre privatização:

10 setembro 2017 - Blog do esmael

O juiz Sérgio Moro prestigiou na semana que passou o lançamento do livro Teoria Jurídica da Privatização – Fundamentos, limites e técnicas de interação público-privada no Direito brasileiro. A obra é dos novos gurus da privatização, os professores curitibanos de Direito Público Fernando Borges Mânica e Fernando Menegat.

Lembrado para disputar a Presidência da República em 2018, Moro quer ficar “in” em quando o assunto for privatizações.

A pauta neoliberal de Michel Temer (PMDB) e da mídia prevê para os próximos meses 57 privatizações de empresas públicas, dentre as quais a Eletrobras, portos, rodovias, Previdência Social, bancos públicos, etc. Nem a “raspadinha” escapará da fúria desestatizante.

O recado dos “mercados” veio neste domingo (10) aos pré-candidatos pela boca do ministro da Fazenda Henrique Meirelles.

“Acredito, inclusive, que todos aqueles que pleiteiam participar da eleição de 2018 e têm expectativa de estar participando do governo a partir de 2019 são os maiores interessados que se aprove agora a reforma da Previdência”, disse o banqueiro antecipando que outras “agendas econômicas” vão muito além de um governo e de um determinado momento do país. “É o interesse nacional”, jurou.

Moro já fez a parte dele ao mostrar-se interessado pelo tema “privatização”.

Anônimo disse...


"SIGA O DINHEIRO ESTUPIDO!"
"SIGA O DINHEIRO ESTÚPIDO!"
"SIGA O DINHEIRO ESTUPIDO!"
"SIGA O DINHEIRO ESTÚPIDO!"
enganação,ENGANAÇÃO

TODAS AS CÉDULAS ESTÃO EM MAÇOS
TODOS OS MAÇOS TEM UMA FITA COM DADOS DE CONTAGEM E DE FUNCIONARIO RESPONSAVEL,PORTANTO DE BANCO E AG

ORA, PORQUE NÃO FORAM VER DE ONDE SAIU TAL DINHEIRAMA?

A QUEM INTERESSA MANTER EM SILENCIO?

CHEIRA A BOMBA RELÓGIO,COM CERTEZA

VÃO DETONAR DE ONDE VEIO E DE QUEM É QUANDO INTERESSAR AO ALOPRADO !

POLIBIO,ACORDA POLIBIO,TÃO ARMANDO

SEGEUE O DINHEIRO

SEGUE O DINHEIRO

A MEGA BOMBA ESTA ARMADA,ESTA MUITO FACIL ESTA ENTREGA DO BATISTA

PORQUE NÃO PROCURARAM SABER E NEM DIVULGARAM AINDA,AINDA,AINDA DE ONDE VEIO O DINHEIRO?

NOS MAÇOS E FITAS DA AMARRAÇÃO ESTA A DICA.

Anônimo disse...

Istoé não possui nenhuma credibilidade depois de todas mentiras que publica sobre o Lula faz vários anos, assim como esse lixo de blog aqui.

Anônimo disse...

Esses burros mansos adoradores da direita não enxergam a verdadeira quadrilha, a que eles botaram no poder com o golpe. Imbecis.

Anônimo disse...

Até a juíza admitiu que condenou Dirceu sem provas porque a literatura lhe permitia...
DESAFIO qualquer um dos "inteligentes e politizados cidadões de direita" que acima só falam mal da esquerda, chamam de esquerdopatas, etc., a listar uma prova dos crimes do Dirceu.
Não vale fulano falou somente, tem que ter provas.
Sei que não vai vir nada concreto, só boataria espalhada pela Globo pra adestrar vocês... MAS ESTOU NO AGUARDO, SE VOCÊS TEM VERGONHA NA CARA DEFENDEM O QUE SABE SER JUSTO. SERÁ QUE TEM???
Obs.: Desafio vale para esse tal blogueiro Polibio também.

Anônimo disse...

RARARA, o molusco tá com pinta de John Wayne...