Henrique Fontana, o fiscal implacável das doações de campanha, pediu doação para empresa suspeita do cartel dos trens. Ele nega.

As coisas estão complicadas para Fontana.

Na sua coluna de hoje, publicada em vários jornais brasileiros, o jornalista Claudio Humberto informa que o fiscal implacável das doações de campanha até para correligionários, o deputado Henrique Fontana (RS), ex-líder do PT na Câmara, está enrolado na revelação de documentos apreendidos por investigadores que o relaciona entre sete deputados que pediram doações a empresas suspeitas de ligação ao cartel dos trens. O documento foi entregue pelo Conselho de Defesa Econômica (Cade) a autoridades federais.

. Leia mais:

. Fontana chegou a dizer que não pediu nem recebeu doações dessas empresas, mas admite empenho pela “expansão do modo ferroviário”.

. Além de Fontana, fazem parte da lista de deputados apontados como pedintes Carlos Zaratini e Jilmar Tatto, ambos do PT de São Paulo

18 comentários:

Anônimo disse...

É o legítimo petista, só ve defeito nos outros.
Anda de cueca e acha que está desfilando de terno.

Anônimo disse...

Basta saber de que partido ele é e olhar pra carinha dele...

Anônimo disse...

QUEM ESCUTA ESTE SENHOR NAS RÁDIOS DO RIO GRANDE DO SUL TEM A IMPRESSÃO QUE VIVE UM MUNDO MARAVILHOSO. ELES DESCOBRIRAM O BRASIL E TUDO DE BOM É FRUTO APENAS DO SEU GOVERNO. É IMPRESSIONANTE COMO VENDE DESINFORMAÇÃO. CONFESSO QUE JÁ VOTEI NESTE CARA, QUE ILUSÃO, QUE DECEPÇÃO.
ALTAMIRO

Anônimo disse...

Editor, conte uma novidade por favor.

Anônimo disse...

Esse ser humano faz propaganda de si mesmo, poluindo as ruas, com a mensagem:

"O Brasil só vai melhorar com uma reforma política."

Quem sabe comece por ele, que já está há anos mamando. Não vai ser agora que ele vai fazer algo.

Anônimo disse...

E agora ?
Lembram da Do Rosário recebendo $$$ da Taurus ?
Pois é !

Anônimo disse...


Mora em luxuoso condomínio, vizinho do Miguel Rosseto.....
Estes petralhas sabem viver bem....

Anônimo disse...

Esse cidadão gosta de posar de bom moço e faz tempo!!!! E agora? Como é que fica? Afinal a denúncia está partindo do CADE? ... do governo).

Anônimo disse...

São falsos, hipócritas, desonestos, demagogos, incompetentes e pior COMUNISTAS, ISSO QUE O MURO DE BERLIM, FAZEM 24 ANOS QUE VEIO ABAIXO.

FAÇANHA, um patriota disse...

Mais um petista com o velho ranço UDENISTA, pregando moral de cuecas...

airton disse...

Trata-se de mais um petralha que tem a mentira em seu DNA, eles não se corrigem nunca, mentem, mentem, mentem e continuam mentindo, triste é saber que ainda existem pessoas que acreditam nestes crápulas.

Anônimo disse...

ESSE PETRALHA SEMPRE PREGOU MORAL DE CUECAS. LEMBRAM DO DUPLICA RS? FOI ELE QUE MELOU PORQUE ERA UM GRANDE PROGRAMA QUE BENEFICIAVA O RIO GRANDE DO SUL MAS FOI ELABORADO PELO GOVERNO YEDA COM O MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES. ELE FOI LÁ E MELOU TUDO. ESTÁ NA HORA DE SER DESMARCARADO. E VOCE, ELEITOR, QUE VOTA NUMA COISA DESSAS TEM OBRIGAÇÃO DE REVER SEUS CONCEITOS, OU VAMOS PARA O FUNDO DO POÇO DE VEZ COM ESSES ESTRUMENS.

Anônimo disse...

É um dentre todos "Santinhos
Petralhas do Pau Ôco".

Anônimo disse...

O Henrique Fontana é um dos petralhas mais dissimulado e cínico deste país!

Anônimo disse...

Campanha de Alckmin tem 70% de doação de empresas do cartel do metrô:

Geraldo Alckmin (PSDB), candidato a reeleição do governo de São Paulo, recebeu R$ 4 milhões em doações de três empresas investigadas no cartel do metrô – 70% do total arrecadado.

A construtora Queiroz Galvão, que forneceu R$ 2 milhões, e a CR Almeida S/A, com R$ 1 milhão, já são rés em processos da Justiça. A Serveng Civilsan S/A, que está sendo investigada pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) doou mais R$ 1 milhão.

Do Uol

Alckmin recebe R$ 4 milhões de empresas investigadas por cartel do metrô

Por Gil Alessi

O governador do Estado de São Paulo e candidato à reeleição, Geraldo Alckmin (PSDB), recebeu R$ 4 milhões em doações para sua campanha eleitoral de três empresas que são investigadas por fraudes e formação de cartel em licitações do metrô de São Paulo e do Distrito Federal. O valor corresponde a 70% do total arrecadado pelo candidato (R$ 5,7 milhões). Alckmin lidera a disputa pelo Palácio dos Bandeirantes.

Em nota, a assessoria de imprensa de Alckmin informou que sua "campanha aceita apenas doações que estão de acordo com a Constituição. A Lei nº 9.504/97 (art. 24) permite que qualquer pessoa física ou jurídica, que esteja de acordo com as normas, participe do processo eleitoral".

Anônimo disse...

Coloque aí anonimo das 19:38, raposa mafiosa! Autentico representante da Sisilia.




Jaguariense disse...

Esse Fontana sempre foi um POSUDO, filhinho do papai, dono da verdade. Sempre foi ridículo em defesa de maracutaias do PT, acha que todo mundo é burro suficiente para acreditar no que ele diz. Fora pretralha nojento!

Anônimo disse...

Esse cidadão deve acabar por acreditar nas mentiras que fala, de tanto que as repete. Com sua fiel parceira, Stela Farias, usam e abusam de expedientes como "caixa 2" e contribuições "expontâneas" de assessores. E ainda andam pelo estado e o País, pregando reforma política...