Audi anuncia fábrica de US$ 200 milhões no Paraná

Benefícios fiscais, estabilidade econômica, aumento da renda do brasileiro e a perspectiva de um crescimento de 170% no mercado de automóveis de luxo no Brasil até 2020 convenceram a Audi a voltar a produzir em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Os argumentos foram apresentados ontem, em Brasília, no anúncio oficial do retorno da montadora alemã ao Paraná, após sete anos.

. A empresa confirmou o investimento de 150 milhões de euros (R$ 500 milhões) até o segundo semestre de 2015, quando recomeça a funcionar. A meta de produção é de 26 mil veículos por ano a partir de 2017, com uma estimativa de criação de 300 novos empregos. A operação inclui dois modelos, o A3 sedan e a SUV Q3, e será novamente compartilhada com as linhas da fábrica da Volkswagen.

7 comentários:

Anônimo disse...

Por que não produzir aqui o A1?

Marcelo disse...

Enquanto isso no Estado da Revolução Farroupilha e dos Comunistinhas, politizados...

Anônimo disse...

Por aqui, estado politizado, continua em analise a instalação de uma fabrica de carroças tracionadas na 4 rodas com duplas de cavalos e jumentos...Deverá ter sua sede em Bossoroca, interior do estado.

Anônimo disse...

Olha o poder de consumo de um brasileiro e de um gaúcho. Gaúcho miserável, mão de vaca, acha tudo caro. Ninguém mais investe aqui na colonia por isto. Só eles podem ganhar dinheiro, quem vem de fora não pode.

Anônimo disse...

Ei!!!!!!!!!Ei!!!!!!!! trouxas, digo, blogueiros o artigo fala do "aumento de renda dos brasileiros" e crescimento de "170% do mercado de automóveis de luxo do Brasil", o estado de instalação da fábrica é as custas dos contribuintes, ou seja, exoneração de impostos, ou seja, mais um empreedimento bancado pelo estado, ou seja, mais uma estatal.

Surfista Prateado disse...

Viramos o primo pobre dos estados da região sul, e por única e exclusiva culpa nossa. Optamos pelo atraso.

Anônimo disse...

Políbio,

Enquanto aquele estado atrasado do Paraná vai produzir automóveis da Audi, aqui na República botocuda esquerdopata produtiva, uma grande indústria de carroças será implantada, com a grande vantagem de já possuírmos quadrúpedes e boçais à vontade para tracionar as mesmas.