Tarso diz que não é abelhudo e não devassa intimidade das pessoas. Há controvérsia sobre isto.

Eis o que disse o governador Tarso Genro nesta quarta-feira a tarde, quando foi desafiado por repórteres para dar transparência à Folha, divulgando nomes e salários dos servidores:

- Valores são divulgados. O que não estamos divulgando são os nomes, porque eu não sou abelhudo e não quero expor a intimidade das pessoas.

. Este não é o mesmo Tarso Genro que comandou a Operação Rodin, durante a qual políticos, professores e empresários gaúchos conhecidíssimos foram presos, algemados sem necessidade e expostos ostensivamente a fotógrafos e cinegrafistas para inflingir-lhes danos irreparáveis à reputação de cada um, invertendo até mesmo a doutrina jurídica e as leis penais, ao declarar em alto e bom som diante das reclamações sobre a violência da sua Polícia:

- Eles (os réus) que provem que não são culpados.

13 comentários:

Anônimo disse...

... e criticou o estardalhaço feito nas operações das polícias civis, ministério público... Acho que ele esqueceu que nunca na história deste país houve tanta espetacularização das operações da PF quando ele foi o seu "el comandante em chefe".

Quanto a não gostar de bisbilhotar pessoas.... é melhor nem falar .

Anônimo disse...

Políbio,

Tem Lei de Transparência???

Cumpre a Lei, Tarsinho!!

JulioK

Luiz Carlos Vargas disse...

Este é o caráter e a verdadeira face do "noço peremPTório embu$teiro. Ele escamoteia, mas de vez em quando eles vem à tona. A falsidade impera naquela carcaça até o último fio de seus já escassos cabelos.
No Correio do Povo, data de hoje, há uma informação de que está marcada para o dia 15 deste mês a audiência do processo por calúnia e difamação movido pelo peremPTório embu$teiro contra João Luiz Vargas. Dona Taline Oppitz disse que eles ficarão cara a cara e olho no olho.
Conhecendo a índole, a coragem e o caráter do peremPTório napoleão da boca do monte, duvido que ele dê o ar da graça.

Anônimo disse...

Acho que o peremPTório far$ante treme de cima abaixo só de imaginar o que a ação desinfetante da transparência trará à tona quanto as tetas em que seus cumpanheros de bando estão mamando em cargos CC's e outras mordomias mais.

Anônimo disse...

Tirando a opinião de Tarso ( é claro que ele é abelhudo, e dissimulado) eu acho que não é necessário o nome do funcionário.
Basta o cargo e a remuneração.

Anônimo disse...

Ficou brabinho porque algemaram teus amiguinhos?

Anônimo disse...


Medida de bom senso e gaudéria !

Ponto pro governador.

Anônimo disse...

É extensa a lista de gente tratada como bandido sob a batuta de Tarso Genro, enquanto os batisttis da vida são tratados como heróis.
Tarso sempre se aproveitou dos cargos pra colocar a mão em cima de quem ele considera adversário, ou em quem está entre ele e seus projetos.
Não é a toa que quem está a seus serviços é chamado de “meganha”, e até a PF esta sendo chamada de policia política.

Anônimo disse...

Parece que tem uma Lei Estadual que reza que os servidores do EXECUTIVO não devem ter seus nomes divulgados. Essa lei não se aplica aos outros Poderes, nem ao MP e nem ao Tribunal de Contas. Se o governador mandar publicar pode ser responsabilizado.

Quem achar que o nome dos Servidores devem ser publicados que ponha na justiça ou um Dep qualquer que entre com um projeto de Lei alterando o dispositivo da lei atual.

Anônimo disse...

Os CCs e FGs, tem que ter os cargos descritos e seus nomes colocados nas primeiras páginas dos jornais.
Verão a corja de desqualificados e em mutas vezes vagabundos embusteiros que mamam nos cofres do Estado.

Anônimo disse...

PINÓQUIO!

Anônimo disse...

DEUS VAI TE CASTIGAR TARSO GENRO !!!

Anônimo disse...

É óbvio que o "peremptório p.... derramada" não quer colocar o nomezinho da companheirada que está agarrada nas tetas do governo estadual.

Quando a justiça obrigar a publicação completa vai aparecer quem a gente menos espera. Ou que mais espera. Do PT se espera de tudo.