TCE alerta para o "desequilíbrio orçamentário" do governo Tarso Genro

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) aprovou na manhã de ontem as contas do exercício de 2012 do governador Tarso Genro (PT) com ressalvas. Apesar do aval à gestão no ano passado, o voto do relator do processo, conselheiro Adroaldo Loureiro, alerta para o “preocupante desequilíbrio orçamentário” provocado por empréstimos internacionais e saques ao Caixa Único do Estado.

. De acordo com o conselheiro, o déficit do período foi de R$ 732 milhões. “A questão financeira e o endividamento são graves. O Estado tem buscado formas de financiamento, por meio de empréstimos, mas são problemas que se repetem e se agravam ainda mais. Fizemos uma série de recomendações. Existem limites que precisam ser atendidos e o governo tem que ter cuidado”, observou Loureiro.

. Segundo matéria do jornal do Comércio, o parecer prévio favorável será remetido à Assembleia Legislativa para o julgamento final. Conforme o relatório, o endividamento a curto prazo cresceu 25% em relação ao ano anterior, atingindo o patamar de R$ 2 bilhões.

. O texto também destaca que os saques ao Caixa Único “tomaram proporções maiores e mais rotineiras” e atingiram R$ 1,6 bilhão - em 2011, haviam sido sacados R$ 183 milhões.

3 comentários:

Anônimo disse...

Tarso transversalizou o desequilíbrio aliando a ele alta incompetência.

Anônimo disse...

Políbio: e o saque de 4,2 bilhões dos precatórios? Onde está esse dinheiro?

Anônimo disse...

Amigo das 14:12, pergunta para o Sgarbi, ele saberá te informar onde o Farso Genro meteu a grana. Será que ele arranjou uma "ROSE"" para levar, em espécie, para Portugal tal como seu Guru Lulla? As seguidas viagens dele a Portugal são indicativas!!!