Indústria gaúcha identifica seus três principais problemas: impostos, competição e mão de obra

Os três principais problemas enfrentados pela indústria gaúcha nos três primeiros meses de 2013 foram a elevada carga tributária (57,5%), a competição acirrada de mercado (45,9%) e a falta de trabalhador qualificado(34,2%).

. O resultado da Sondagem Industrial da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) foi divulgado, nesta segunda-feira em Porto Alegre.

2 comentários:

Anônimo disse...

Puxa, que descoberta inédita! Quando será que a Fiergs irá contribuir com algo realmente útil para o RS, como fazia no passado?

Anônimo disse...

A BESTEIRA DIARIA DA TAL DA FALTA DE MÃO DE OBRA QUALIFICADA...
-----------
Não é de todo verdade que falta pessoal treinado e com abilidades para o mercado de trabalho.
----------
O que existe atualmente são agencias de emprego que por conta propria e ou com anuencia dos RHs exigem mil e um atributos do candidato mas o salario oferecido é fora da realidade, ou seja as exigencias não acompanham as ofertas de salario...
--------------
Ex: Os jornais e radios diziam, falta mão de obra (soldador) no polo naval de Rio Grande, como se os soldadores estivessem debaixo de uma arvore a espero do da implantação de um polo naval, solução foi oferecer salario e condições e retirar enpregos da serra.
---------------
Falta Eng Civil e ou mecanico: mentira tem sobrando da para escolher até pela cor dos olhos, é só pagar.
---------------
Falta médico nos Hospitais, verdade, quer médicos em todos os hospitais do Brasil é só pagar...
-----------------
ENTENDIDO.....