Bolsonaro diz que não vetará a totalidade da lei de abuso de autoridade

O presidente Jair Bolsonaro anunciou que no dia 5 enviará de volta para o Congresso, com vetos, a lei de abuso de autoridade.

Não ocorrerá veto total, apesar da pressão dos próprios eleitores e de pelo menos 35 senadores.

Com veto total, seria mais fácil mantê-lo, porque caberia a decisão apenas ao Senado, que tem 81 membros, ao contrário de vetos parciais, cujo exame caberá ao conjunto da Câmara e do Senado.

Um comentário:

Anônimo disse...

O veto que está sendo sugerido por Moro e MPF, é o veto parcial! Vetando 9 artigos já estará de bom tamanho! (Artigos 3º,4º,9º,25º,27º,30º,31º34º e 43º), o resto não influencia nada o combate a corrupção!