Congresso acatou veto presidencial às aposentadorias polpudas na Trensurb

O  Congresso acatou, ontem, o veto presidencial ao projeto que previa aposentadoria complementar para os empregados da Trensurb, Porto Alegre. 

9 comentários:

Unknown disse...

Será que nossas orações comessaram surtir efeito? O sonho de todo brasileiro de bem, é um congresso austero, responsavel, trabalhador e só preocupado com o Brasil.

Anônimo disse...

Pobres petralhas que contavam com o ovo antes da galinha botar! Foi um golpe nos pelegos!

Anônimo disse...

Só esses malandros e a petralhada não gosta do Bolsonaro. Mesmo tendo boa-tarde do congresso contra ele tem conseguido limpar aos poucos as sujeiras dos petistas que quebraram esse país.
Tem que acabar com esses privilégios não é justo que aqueles que produzem tenham que sustentar essas castas de privilegiados.
Aposentadoria igual para todos. Querem ganhar mais façam como nos comuns mortais façam previdência privada ou então uma boa poupança.

Anônimo disse...

Quando o Presidente e o Congresso erram, é pau neles. Quando acertam, silêncio?
Crítica, sim. Mas, isenta e ponderada, pessoal!

Anônimo disse...

E eles achavam que ia ser fácil, com um jabuti, se aposentarem com altos salários.

Anônimo disse...

É por essas e outras que a previdência está quebrada. Enquanto houver aqueles que ganham benefícios sem ter contribuído, os que contribuíram, vão ficar sempre chupando o dedo, sendo que esses deveriam ser os principais beneficiários.

Anônimo disse...

O funcionalismo público e cheio de regalias: ganham em média bem acima da iniciativa privada, se aposentar ganhando bem acima e produzem.brm.menos que o restante dos trabalhadores. O governo Bolsonaro vem procurando cumprir o prometido em campanha e avança para um governo bem sucedido. Hora de se divulgar melhor o bem que o governo está realizando.

Anônimo disse...

E pq ainda não houve mudança no comando da Trensurb, pq não tiram esses mal gestores e CCs e FGs e melhoram o serviço, tanto pra população quanto para os funcionários que estão nas linhas de frente ( manutenção, bilheteria e segurancse) ??? Responde Editor.

Anônimo disse...

A trensTre não precisa ser privatizada ou virar concessão, deve sim ser melhor dirigida, a maqumáq pode andar, se melhorar os serviços não precisa dar o patrimônio público pra uma empresa privada, a manutenção já é terceirizado, e está dando problemas toda semana