Justiça dá mais prazo e abre negociação para transferir presos cdustodiados em viaturas e delegacias


Em decisão expedida no fim da tarde desta terça-feira, a desembargadora Vanderlei Teresinha Tremeia Kubiak acolheu a proposta do governo do Estado, tudo para que se busque uma solução consensuada entre todos os envolvidos na questão ligada aos presos custodiados em viaturas e celas de delegacias de Polícia.

Leia a nota do Piratini:

Foi designada para 23 de maio reunião com representantes da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Defensoria Pública, Secretaria da Administração Penitenciária, Juízes das Varas de Execução Criminal de Porto Alegre, Novo Hamburgo e Osório, Ministério Público e Polícia Civil.
Com base nos argumentos da PGE, a desembargadora relatora do processo também estendeu para cinco dias o prazo máximo para detidos em celas em delegacias, anteriormente previsto em 48 horas, considerando a complexidade referente à triagem dos presos e a preservação da sua segurança e integridade física. Ao mesmo tempo, determinou que seja priorizada a desocupação das celas mais insalubres.

4 comentários:

Mordaz disse...

Aqui se evidencia que os direitos humanos dos facínoras estão acima do das vítimas. A constituição dos criminosos.

Anônimo disse...

Quem tá com pena, que leve pra casa esses coitadinhos.

Anônimo disse...

Governo de ladrões, corruptos que quebraram o RS.

Vão voces seus ladroes de colarinho branco trabalhar com facínoras ao lado, servir de carcereiro.

Governo de canalhas

Anônimo disse...

Peraí.Estão com pena dos presos? Entendi direito? Ah é? Então torço para que um bandido assalte e estupre todos estes que estão com peninhas dos presos nas viaturas.Estão de brincadeira.Vão pro diabo. Que é isso? Preso tem que se f...tem que ficar algemado no asfalto.Numa árvore.Numa cerca de arame farpado.