Governo gaúcho avança negociações com a STN para adesão ao RRF dos Estados

A comitiva gaúcha que está em Brasília, reuniu-se hoje com integrantes da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), para demonstrar ter superado os obstáculos com o Tribunal de Contas do Estado (TCE) em relação à comprovação de gastos com pessoal.

Esse era, até o momento, o principal entrave para que o Estado atenda as exigências legais de adesão ao regime.

Uma nova reunião ficou marcada para terça-feira da próxima semana, desta vez na Câmara de Conciliação.

A adesão ao RRF possibilita a suspensão do pagamento da dívida com a União por três anos, prorrogáveis por mais três, permitindo um alívio de R$ 11,3 bilhões no caixa do Estado até 2020. Além disso, o regime também propicia o Rio Grande do Sul receber novos financiamentos. 

3 comentários:

Anônimo disse...

Sem entregar Estatais , do que adianta isso? não votaram a privatização da jurássica CEEE.

Anônimo disse...

O governador José Ivo Sartori (PMDB) assinou decreto, publicado nesta quinta-feira (5), no Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, declarando o “encerramento das atividades da Fundação de Economia e Estatística Emanuel Siegfried Emanuel Heuser (FEE). Segundo o decreto, o Estado, por meio da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), “sucederá a Fundação nos seus direitos e obrigações decorrentes de norma legal, de ato administrativo, de convênio ou de contrato, inclusive quanto a eventuais obrigações remanescentes, bem assim nas demais obrigações pecuniárias.

Parabéns ao Sartori pelo avanço para tirar nosso estado da Crise e a coragem de enfrentar as oposições.

ganhatudo disse...

E essa contabilidade criativa do TCE não é criminosa? Uma presidente foi impichada por fazer contabilidade criativa. Aliás, parece que o professor saiu do RS.