Bancos não conseguem processar pagamento de cartões, gerando caos

Milhares de lojistas, taxistas e restaurantes ficaram sem receber pagamentos das credenciadoras de cartão nos últimos dias, gerando um novo tipo de caos na vida de empreendedores e empresas às vésperas da Black Friday.

Isto foi o que informou há pouco o blog e newsletter Brazil Journal, do publisher Geraldo Samor.

Leia mais:

A interrupção nos pagamentos é resultado de problemas operacionais advindos da implementação de uma nova norma do BC que obriga a centralização dos pagamentos das credenciadoras na CIP, uma câmara de liquidação.

Segundo fontes da indústria, os problemas afetam todas as credenciadoras. Do lado dos bancos, fontes estimam que 90% dos problemas estejam concentrados no Banco do Brasil e na Caixa. Segundo os relatos, a CIP não é parte do problema.

Os problemas começaram a aparecer na semana passada.

CLIQUE AQUI para ler toda a informação.

7 comentários:

Magno disse...

Podem ter certeza de que tem a mão de alguns funcionários públicos no assunto. São incompetentes... sempre!

Anônimo disse...

Concordo, são grandes bestas que não tem o que fazer.
Não poderiam alterar qualquer esquema para outra data mais oportuna?
Ganham, vagabundeiam, fazem cagadas e não são cobrados por ninguém, porque não adianta cobrar quando não é possível punir.

Anônimo disse...

Não mesmo. A responsabilidade é do político em quem vocês votaram e não do servidor público.
Quanta falta de estudo um comentariozinho desses revela...

Gustavo disse...

o q mais impressiona no país, é como os burocratas fazem de tudo para facilitar a vida de quem produz..
cingapura que se cuide, em breve as empresas sediada nesse país virão para cá devido as facilidades de se abrir e tocar os negócios em pindorama..

Anônimo disse...

vem a mais tempo pois fiz uma compra em supermercado em 29/10 e dias depois caixa me pediu se poderia verificar o débito pois estabelecimento queria cobrar dela.

Anônimo disse...

Banrisul cartoes não teve problema algum !!!

Anônimo disse...

A pessoa não entende nada do que aconteceu e do que se trata e quer culpar os servidores públicos. Burrice tem limite.